Siga-nos

Política

Ministro quer fronteira de Barrancos aberta até 15 de junho.

Portugal está a acertar pormenores com a Espanha

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Foto: TDS (direitos reservados)

O ministro da Administração Interna admitiu hoje que a fronteira de Barrancos (Beja) possa reabrir, antes de 15 de junho, durante “algumas horas”, para passagem de trabalhadores entre Portugal e Espanha.

“Dezenas de trabalhadores estão a ser prejudicados”

“Nós estamos a ponderar questões muito locais, com algumas horas, fundamentalmente para circulação de trabalhadores. Temos em ponderação, já o disse, dois pontos.

Um em Montalegre e outro em Barrancos, que são aqueles locais que estão mais longe de locais em que a passagem é autorizada e em que ponderamos que ela exista durante algumas horas do dia, não com o caráter permanente como nestes nove postos principais”, disse hoje Eduardo Cabrita. 

Segundo o governante, a reabertura dos dois locais de passagem entre Portugal e Espanha em Montalegre e Barrancos, está a ser discutida “neste momento” com as autoridades espanholas, mas admite que gostaria que ocorresse ainda “antes de 15 de junho”.

Eduardo Cabrita acrescentou que, neste momento, o desafio do país é “consolidar os bons resultados sanitários e começar a preparar, nas próximas semanas, a alteração de regras para o período depois de 15 de junho”.

O controlo das fronteiras terrestres com Espanha está a ser feito desde as 23:00 do dia 16 de março em nove pontos de passagem autorizada, devido à pandemia da covid-19.

Os pontos de fronteira em funcionamento são Valença-Tuy, Vila Verde da Raia-Verín, Quintanilha-San Vitero, Vilar Formoso-Fuentes de Oñoro, Termas de Monfortinho-Cilleros, Marvão-Valência de Alcântara, Caia-Badajoz, Vila Verde de Ficalho-Rosal de la Frontera e Castro Marim-Ayamonte.

A fronteira de Mourão está igualmente aberta mas apenas 4horas por dia (2h00+2h00)

No âmbito do controlo das fronteiras, estão impedidas as deslocações turísticas e de lazer entre os dois países, sendo apenas permitida circulação de transportes de mercadorias e de trabalhadores transfronteiriços.

Política

André Ventura apresenta objectivos do CHEGA e quer 2ª volta com Marcelo.

Convenção está a decorrer durante o fim de semana em Évora

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

O líder do Chega abriu a II Convenção Nacional

” Ventura quer ficar em segundo lugar na primeira volta das presidenciais, ser a terceira força nas legislativas e fazer surpresa na autarquias.”

Está a decorrer em Évora a 2ª Convenção do CHEGA. O partido de André Ventura quer reforçar a força interior para conquistar o país.

Na abertura Ventura referiu que ‘se nos afastarmos da nossa linha podemos ganhar o governo mas perdemos o povo.’

O partido vai eleger a nova direção nacional.

O presidente reeleito em 5 de setembro defendeu também as propostas de alteração dos estatutos do partido para “estabilizar” a vida interna, por exemplo o aumento dos mandatos para quatro anos em vez dos atuais três ou a criação da juventude partidária nacional e local, mas não eleita, antes nomeada pela direção e secções distritais.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade

OUTRAS NOTÍCIAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Categorias

ARQUIVO

error: Content is protected !!