Siga-nos

Economia

Ministra da Coesão discorda de ‘parceiros’ do governo e defende aeroporto de Beja.

Ligação ferroviária será fundamental.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Ana Abrunhosa reconhece que é a favor de uma aposta no aeroporto de Beja, com uma ligação ferroviária a Lisboa.

“Ministra da Coesão defende aeroporto de Beja”

Uma solução que vai favorecer a coesão territorial, não fosse essa a sua pasta, e potenciar os investimentos já feitos. Esta ideia surge na véspera de o Governo apresentar aos partidos mais à esquerda do Parlamento o Plano de Recuperação Económica e Social de António Costa e Silva, que também prevê uma aposta forte na ferrovia.

Tendo em conta que já existe um aeroporto em Beja, por que razão, em prol da coesão do território, não se aposta nessa infraestrutura (aeroporto de Beja) e se usam fundos comunitários para fazer uma ligação ferroviária para Lisboa?”, questionou o jornal online ‘Eco’ a governante.

A ministra responde: “E quem lhe disse que isso não está no nosso horizonte?

Tem de falar com o senhor ministro das Infraestruturas e Habitação.

É um domínio que é deles. A sua pergunta tem todo o sentido e vai ao encontro daquela que é a nossa maneira de pensar.

Em primeiro lugar, antes de estar sempre a criar novo, temos de potenciar aquilo que temos.

Temos muitos investimentos feitos no país, potencialidades enormes e, por vezes, é um pequenino investimento adicional que torna os investimentos que já temos muito mais atrativos e sustentáveis:

Não dizendo que vamos fazer isso — esta resposta não significa isto — o nosso ministério tem de trabalhar com os outros e aquele com o qual mais trabalho, e bem, é com o das Infraestruturas e Habitação.”

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Economia

Roberto Grilo formaliza candidatura à presidência da CCDRA

Economista é o actual presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Roberto Grilo formaliza candidatura à presidência da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo

“Roberto Grilo não contou com qualquer estrutura partidária para a recolha das subscrições”

Roberto Grilo, 48 anos, economista, formalizou, dentro do prazo legal definido, a sua candidatura independente à presidência da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDRA).

O atual presidente da CCDRA entregou mais 25% de subscrições da sua candidatura do que estipulava o regulamento eleitoral. As propostas são subscritas por autarcas de praticamente todos os partidos com eleitos no Alentejo e vários movimentos independentes.

“Decidi candidatar-me, como independente, quando percebi que posso unir o Alentejo em torno de um projeto comum, que há um grande reconhecimento pelo trabalho que desenvolvi nos últimos cincos anos e porque tenho que ser sensível ao apelo da região para que não me fosse embora nesta situação de crise em que vivemos”, considera Roberto Grilo.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade

OUTRAS NOTÍCIAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Categorias

ARQUIVO

error: Content is protected !!