Últimas:
Médica infectada ‘encerra’ Ginecologia e Obstetrícia do Hospital de Évora – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Saúde

Médica infectada ‘encerra’ Ginecologia e Obstetrícia do Hospital de Évora

Serviço só trata mulheres já hospitalizadas e urgências

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Serviço só trata mulheres já hospitalizadas e urgências

“Serviço está encerrado até 12 deste mês”

Todos os profissionais que trabalharam directamente com a médica em causa serão agora testados e deverão entrar em período de quarentena.

O Conselho de Administração do Hospital do Espírito Santo de Évora informou que, “após ter sido identificado um profissional do Serviço de Ginecologia e Obstetrícia positivo para COVID-19, foi determinada a realização de despiste a todos os contactos de risco, conforme o que está preconizado no plano de contingência do Serviço de Saúde Ocupacional do HESE.”

O Hospital irá proceder à descontaminação profunda dos espaços físicos envolvidos e suspender preventivamente novos internamentos no Serviço de Ginecologia e Obstetrícia até ao próximo dia 12 de outubro.

Em comunicado a unidade hospitalar “Realça-se, no entanto, que o Serviço de Urgência do HESE EPE continuará a garantir o atendimento a todas as utentes, mantendo uma equipa de dois obstetras e uma enfermeira parteira, para todas as que necessitem de cuidados de obstetrícia e ginecologia urgentes /emergentes. As restantes utentes devem contactar o 112 para serem encaminhadas de acordo com a sua situação clínica. ”

Todos os Serviços do Hospital estão a funcionar com “normalidade”, segundo o Hospital, “devendo os utentes dirigir-se ao Hospital com toda a confiança”, adianta a nota informativa.

Saúde

Covid-19: Alandroal o concelho do país com ‘piores’ números.

Surto nas obras da ferrovia complicam as contas.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Maior incidência do vírus a 14 dias

” Obras na ferrovia na origem de surto em Alandroal “

Alandroal, é o concelho do país que suscita maior preocupação.

Regista uma maior incidência do vírus a 14 dias.

No período de 24 de março a 6 de abril, o município apresenta uma incidência de 581 casos por 100 mil habitantes, de acordo com os dados do último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) .

É um dos dois concelhos em risco muito elevado, registando um aumento significativo de novos casos de infeção pelo novo coronavírus.

Na atualização anterior, a 5 de abril, Alandroal apresentava uma incidência de 200 casos por 100 mil habitantes a 14 dias.

Em risco elevado, com uma incidência entre 240 e 479,9 casos por 100 mil habitantes, estão os concelhos de Barrancos, Odemira e Moura, na região Alentejo.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!