Últimas:
‘Levantado do Chão’, de José Saramago, completa 42 anos. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos

Artes

‘Levantado do Chão’, de José Saramago, completa 42 anos.

Único escritor português laureado com o Nobel da Literatura.

Publicado

em

Levantado do Chão, de José Saramago

” 42 anos “

Esta terça-feira assinala-se o 42º aniversário da obra Levantado do Chão, de José Saramago, o único escritor português laureado com o Nobel da Literatura.

Tendo como cenário privilegiado o concelho de Montemor-o-Novo, a obra é uma epopeia da luta dos trabalhadores rurais no Alentejo durante o séc. XX, que tem por base um trabalho de investigação que se pode aproximar a um estudo etnográfico.

O escritor esteve em Lavre em 1976 e 77, com o intuito de recolher testemunhos, notícias e outros documentos para a redação de um romance que pretendia escrever.

Entrevistou muita gente, como, por exemplo, Maria Saraiva, que surge no romance enquanto Maria Graniza, e recolheu outros testemunhos, como o importante manuscrito de João Domingos Serra, que veio a ser editado em 2010, pela Fundação José Saramago, com o título “Uma família do Alentejo”.

“O que mais há na terra, é paisagem.” 

José Saramago, 1980

A família Serra surge como referência histórica da família Mau-Tempo, protagonistas do romance. Também em Montemor recolheu testemunhos, como, por exemplo, o de João Machado, determinante para a construção dos episódios em torno de Germano Vidigal e de José Adelino dos Santos, que mantêm o mesmo nome no romance.

O Município de Montemor-o-Novo convida a conhecer esta relação entre a História e a Ficção na obra Levantado do Chão, através do Roteiro Literário Levantado do Chão. (Re)Descubra o Concelho de Montemor-o-Novo pelas Palavras de José Saramago.

Continuar a ler
Publicidade

Agenda

Ataque ao Forte da Graça, em Elvas.

É só uma recriação histórica.

Publicado

em

Ataque ao Forte da Graça

4 e 5 de junho

O Forte da Graça vai ser palco de recriação histórica, nos próximos dias 4 e 5 de junho, organizado pela Câmara Municipal de Elvas com o apoio do Grupo de Reconstituição Histórica do Município de Almeida, Associação Napoleónica Portuguesa e Associação Portuguesa para a Preservação e Estudo de Armas Históricas.

A iniciativa pretende ser uma simulação histórica de Ataque ao Forte e evocar o cerco ocorrido no ano de 1811 pelo exército Francês, comandado pelo General Jean de Dieu Soult, proporcionando aos habitantes e visitantes vivenciar os costumes e vivências da época.

Para estes dias de encenação histórica vamos ter no Forte da Graça bancas de artesanato, produtos da terra, tabernas, desfile pelas ruas do Centro Histórico, em autênticas recriações históricas, que oferecem um leque variado de vivências e experiências num ambiente único e inesquecível.

O evento conta ainda com demonstrações de tiro de infantaria e artilharia nas muralhas do forte; fosso com demonstrações de cavalaria; baile oitocentista no cruzeiro e recriação histórica noturna de combate entre o terrapleno e revelim.

Continuar a ler

Agenda

O Tapete volta a estar na rua, em Arraiolos.

De 8 a 12 de junho

Publicado

em

O Tapete está na Rua 2022

Arraiolos – 8 a 12 de junho

“O Tapete está na Rua” tem como objetivo promover – salvaguardar, divulgar e dar a conhecer – os “saberes e saberes fazer”, que numa região, as gentes souberam ou puderam expressar, é mais valia necessária e indispensável a todo e qualquer processo de desenvolvimento integrado, seja qual o âmbito a que circunscreve (local, regional, nacional).

“O Tapete está na Rua” é um evento promovido pelo Município de Arraiolos e integra um conjunto de atividades culturais, nomeadamente exposições, animação cultural, colóquios e debates, com especial destaque para a “Mostra de Tapetes de Arraiolos”  no Centro Histórico da Vila.

Esta iniciativa pretende  dinamizar a economia local e dar a conhecer o artesanato, a gastronomia e outros produtos locais.

Este certame pretende salvaguardar, preservar e divulgar a qualidade e diversidade da identidade arraiolense e alentejana, valorizando o artesanato mais genuíno “O Tapete de Arraiolos”.

A valorização do Tapete de Arraiolos e a promoção desta arte terá um espaço privilegiado no encontro “Património Cultural Imaterial no Alentejo: Da Recolha e Inventariação à UNESCO”, mais um passo no caminho para a inscrição do “Tapete de Arraiolos” por parte da UNESCO como Património Imaterial da Humanidade. 

Os largos e as ruas abrem-se em mostras e exposições que refletem a diversidade cultural dos que o Alentejo viu nascer ou daqueles que encontraram nestas terras fonte de inspiração.

Os tapetes de Arraiolos, têxteis bordados de qualidade são, de há séculos, imagem de marca  da qual a vila e o concelho são indissociáveis.

Arte antiga feita de muitos “saberes” e um mesmo “saber fazer” que artesãs exímias souberam construir.

O evento é um contributo para a defesa do “Tapete de Arraiolos”, de forma a que as empresas produtoras e as bordadeiras do nosso concelho possam exercer a sua atividade com dignidade.

De 8 a 12 de junho o concelho de Arraiolos convida-vos a visitar a história, a cultura, a gastronomia, o artesanato e um conjunto de atividades e exposições que o programa do “Tapete está na Rua 2022” lhe pode facultar, bem como usufruir duma estada tranquila na nesta terra que está no coração do Alentejo e ficará no seu.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!