Siga-nos

Artes

Japoneses querem restaurar o Órgão de tubos da Sé de Évora

Restaurar o orgão custa 90 mil euros e a arquidiocese diz que que era importante uma ajuda.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

O órgão de tubos renascentista da Sé de Évora é hoje uma das atracções da cidade.

Tem origens japonesas e talvez por isso uma associação japonesa quer apoiar o seu restauro.

“Gostaria de tentar ajudar. Com quanto” ou “o tempo que vai demorar e aquilo que conseguirei fazer ainda não posso dizer neste momento, mas vou fazer o meu melhor”, referiu em declarações à agência Lusa o presidente da Associação Kamakura Portugal, Genjiro Ito.

Uma delegação da associação esteve esta semana na Sé da cidade alentejana, onde se reuniu com responsáveis da Arquidiocese de Évora e da Direção Regional de Cultura do Alentejo (DRCAlen), e ficou evidente a importância do órgão, do século XVI.

Ana Maria Borges, da Direção Regional de Cultura do Alentejo, diz que a Missão Tensho “foi importantíssima” para o conhecimento das relações entre Portugal e o Japão e respetivas relações diplomáticas e culturais.

Na capela-mor da Sé, a arquidiocese está a restaurar outro órgão, construído por Oldovino, no século XVIII, e queria “fazer este a seguir, só que é um volume financeiro” a rondar “os 90 mil euros”, não existindo essa capacidade financeira “de um momento para o outro”, realça o cónego, considerando bem-vindo o interesse da Associação Kamakura Portugal: “É uma boa notícia para nós saber que há interesse em ajudar-nos”.

O mesmo afirma Ana Maria Borges, lembrando o vasto património do Alentejo: “Se tivermos alguém que nos apoie no restauro do órgão, para nós é importantíssimo”.

Pode “não ser assim tão fácil” conseguir o dinheiro para o restauro do órgão renascentista, mas Genjiro Ito diz que “é possível” e compromete-se. Quando regressar ao Japão vai “procurar encontrar os fundos” e “as pessoas que possam ajudar este projeto”.

(com DN)

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Artes

Já se cantou aos ‘Reis’ na Vidigueira

A TDS acompanhou esta velha tradição que com tinha viva em muitas localidades

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Este é o tradicional Cante dos Reis que vai para a rua

A iniciativa teve início no Largo da Cascata, percorreu vários locais da vila e terminou na Praça da República, junto ao edifício da Câmara Municipal.

Pelo percurso uma prova de bolo-rei e licoroso, ao redor de uma fogueira, e a atuação, para além de vários grupos, do Grupo Coral da Vidigueira e Grupo Improvisos do Sul.

Participaram igualmente os Grupo Coral “Os Vindimadores de Vidigueira” e do Grupo Coral da Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito..

A organização é da câmara da Vidigueira.

## Toda a reportagem nas manhã da TDS, esta segunda feira ##

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul | redação: info@televisaodosul.pt 266702926 |Comercial: dialogohabil@gmail.com 917278022