Últimas:
Insólito: Ministra da Saúde quer ‘sair do buraco’ – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos

Últimas

Insólito: Ministra da Saúde quer ‘sair do buraco’

Veja o vídeo

Publicado

em

Teatro

Teatro em Abela

19 e 20 de agosto, sobe ao palco a peça “Paixão Segundo João” de António Tarantino.

Publicado

em

Abela

Mala Voadora

No âmbito do projeto “Campilhas Internacional” da companhia de teatro “Mala Voadora”, a freguesia de Abela recebe, nos dias 19 e 20 de agosto, a peça “Paixão Segundo João” de António Tarantino, com representação de Pedro Lacerda, Vítor D’Andrade e José Grazina, pelas 21h00, no Futebol Clube Abelense.

A peça “Paixão Segundo João”, que integra um grupo de textos chamado “Quatro Atos Profanos” de Antonio Tarantino, conta a viagem de um doente mental, acompanhado por um enfermeiro, às diferentes secções da Segurança Social para obter ou não, o seu estatuto de “louco”.

A partir daí podem imaginar as situações mais engraçadas e as mais trágicas. É um esquizofrénico que se toma por Jesus Cristo e o enfermeiro “João”, muito concreto, apaixonado por carros e por catálogos de promoções de supermercado.

Em suma temos duas vias, contadas em tempos diferentes. Uma da ordem do sagrado e outra da ordem do profano. Uma da ordem da farsa, outra da ordem da tragédia. É este o ponto de partida para este espetáculo.

O ator Pedro Lacerda recebeu, em 2021, o prémio da Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) para “Melhor Ator Teatro” com a peça “Paixão Segundo João”, que recebeu o prémio SPA Autores 2021 para melhor espetáculo.

O “Campilhas Internacional” é o nome do projeto que a companhia de teatro “Mala Voadora” criou para o concelho de Santiago do Cacém, com o apoio da Câmara Municipal e de vários parceiros locais, nacionais e estrangeiros.

A iniciativa promove dinâmicas como o teatro radiofónico, espetáculos, formação, residências artísticas, entre muitas outras, destinadas ao público em geral, mas com especial atenção à população escolar e sénior, que reside no interior do Concelho.

O projeto passa, também, pelo complexo em construção na Barragem de Campilhas que engloba a vertente cultural e de criação artística, mas também turística, trazendo a atividade criativa da Mala Voadora para o Alentejo.

Continuar a ler

Autarquias

Reguengos de Monsaraz promove campanha para redução de água.

A primeira fase da campanha “5 Dicas para Reduzir a sua Fatura de Água” iniciou-se no mês passado e termina no final de agosto e está a ser desenvolvida através das redes sociais com cinco propostas para reduzir os consumos de água na casa de banho, na cozinha, nos espaços exteriores e na agricultura.

Publicado

em

Reguengos de Monsaraz

implementa ações para reduzir consumos de água nos serviços municipais

O Município de Reguengos de Monsaraz está a desenvolver uma campanha de promoção ambiental focada na poupança da água. Devido à seca meteorológica extrema nesta região, a autarquia vai também implementar ações e trabalhos de mitigação e redução dos consumos de água nos serviços municipais.

A primeira fase da campanha “5 Dicas para Reduzir a sua Fatura de Água” iniciou-se no mês passado e termina no final de agosto e está a ser desenvolvida através das redes sociais com cinco propostas para reduzir os consumos de água na casa de banho, na cozinha, nos espaços exteriores e na agricultura.

A segunda fase incidiu na divulgação na ExpoReg e na produção de um folheto que vai ser distribuído à população juntamente com a fatura da água.

A campanha terminará com workshops de 20 minutos para os alunos nas escolas básicas do primeiro ciclo do concelho durante as três primeiras semanas de aulas, em conjunto com o Agrupamento de Escolas de Reguengos de Monsaraz.

No âmbito das ações de redução dos consumos de água nos serviços municipais, a autarquia vai colocar equipamentos de elevada eficiência hídrica nos edifícios municipais para reduzir os consumos em 50 por cento, estando nesta primeira fase a efetuar o levantamento das necessidades de equipamentos nos Paços do Concelho e no pavilhão gimnodesportivo.

Devido à seca meteorológica extrema, a rega dos espaços verdes do concelho está a ser realizada desde o início desta semana exclusivamente para assegurar a sobrevivência das espécies, ficando a vegetação menos viçosa, mas sem colocar em causa a sua preservação.

O Município de Reguengos de Monsaraz está ainda a desenvolver em conjunto com a Águas do Vale do Tejo os processos junto da Agência Portuguesa do Ambiente para os pedidos de reutilização de água residual tratada da Estação de Tratamento de Águas Residuais para a limpeza e desobstrução da rede de saneamento de esgotos e para a lavagem de viaturas.

A autarquia pretende igualmente reduzir em mais de 50 por cento os consumos de água nas piscinas municipais exteriores, através da utilização dos sistemas de tratamento e filtração das piscinas, mas também nos lava-pés com trabalhos de manutenção e redução de abertura das válvulas que vão permitir poupar mais de 70 por cento da água que atualmente se gasta.

Com esta ação, a autarquia prevê economizar mais de sete milhões de litros de água por ano nas piscinas municipais exteriores e de 300 milhões de litros de água nos lava-pés em cada época balnear.

Continuar a ler

Artes

Rancho “Os Camponeses” de Arraiolos atuou na Horta

As atuações nos palcos da “Semana do Mar”, na Cidade da Horta, no Parque Vitorino Nemésio, permitiram levar um pouco da história do concelho de Arraiolos.

Publicado

em

Festival Internacional de Folclore integrado no programa da “Semana do Mar”

Rancho “Os Camponeses” de Arraiolos atuou na Horta

O Rancho Folclórico e Etnográfico “Os Camponeses” de Arraiolos participou no Festival Internacional de Folclore integrado no programa da “Semana do Mar”, na cidade da Horta.
A participação do Rancho Folclórico e Etnográfico “Os Camponeses” de Arraiolos resultou do intercâmbio com o rancho da Freguesia dos Flamengos – Tuna e Grupo Folclórico Juvenil dos Flamengos – .

As atuações nos palcos da “Semana do Mar”, na Cidade da Horta, no Parque Vitorino Nemésio, permitiram levar um pouco da história do concelho de Arraiolos, interpretando a nossa tradição, aliando às danças e cantares de Arraiolos a etnografia local, com apresentação de trajes e utensílios de trabalho, representativos do século XX.

No final da atuação no Palco Tradições, Ana Maria, Presidente do Rancho de Arraiolos referiu o apoio da Câmara Municipal de Arraiolos e da Junta de Freguesia de Arraiolos para tornar possível esta participação e apresentou cumprimentos ao Presidente da Câmara Municipal da Horta, Carlos Ferreira, ao Presidente da Junta de Freguesia de
Flamengos, José Amaral, bem como ao presidente do rancho anfitrião – Tuna e Grupo
Folclórico Juvenil dos Flamengos – Francisco Salgueiro.

Depois de agradecer o convite para esta presença na cidade da Horta, Ana Maria enalteceu a hospitalidade e a forma como foi recebido o Rancho Folclórico e Etnográfico “Os Camponeses” de Arraiolos, sendo que os dois grupos tiveram oportunidade,
conjuntamente, de bailar uma dança característica de cada região: a “Chamarrita” – balho tradicional dos Açores e as “Saias”- uma moda e dança popular bailada principalmente no Alto Alentejo.

Continuar a ler

ÚLTIMAS

Facebook

x
error: O conteúdo está protegido!!