Siga-nos

Crime

Indemnizações definidas para a tragédia de Borba

Amilcar Matos

Publicado

em

Já estão definidos os critérios de indemnização para os familiares das cinco vítimas mortais do acidente em Borba, que ocorreu no passado mês de novembro, quando ruiu a estrada 255, numa zona das pedreiras.

‘Pedidos têm de ser submetidos junto da Provedoria de Justiça até 28 de fevereiro’

Segundo um comunicado da provedora Maria Lúcia Amaral, “por razões de equidade e com as devidas

adaptações”, as indemnizações vão ser calculadas seguindo de perto os critérios fixados para as vítimas dos grandes incêndios de 2017, na altura fixados 80 mil euros por dano de morte.

‘Serão também incluídas as perdas de veículos’

Caso a proposta de indemnização venha a ser aceite pelo respetivo requerente, a provedora de Justiça endereçará a correspondente ordem de pagamento ao primeiro-ministro.

Na nota, a provedora de Justiça disponibiliza um link através do qual se pode aceder ao formulário a preencher para o pedido de indemnização, que pode ser submetido online ou presencialmente, até 28 de fevereiro.

A tragédia

Em 19 de novembro, o deslizamento de um grande volume de rochas, blocos de mármore e terra e o colapso de um troço da Estrada Municipal 255 para o interior de duas pedreiras contíguas em Borba causou cinco vítimas mortais.

Dois operários de uma empresa de extração de mármore, que trabalhavam na pedreira ativa, morreram, assim como três outros homens, ocupantes de duas viaturas automóveis, que, na altura do acidente, seguiam no troço da estrada alvo da derrocada e que caíram no plano de água da outra pedreira, sem atividade.

Crime

Ourique – Três detidos pelo crime de lenocínio

A ação contou com o reforço do Destacamento de Intervenção de Beja e do Destacamento Territorial de Aljustrel.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

O Comando Territorial de Beja, através do Núcleo de Investigação Criminal de Aljustrel, deteve dois homens e uma mulher, com idades entre os 50 e os 73 anos, pelo crime de lenocínio, no concelho de Ourique.

No âmbito de uma investigação, os militares apuraram que os suspeitos geriam um estabelecimento de diversão noturna e que, no mesmo edifício, tinham quartos destinados à prática de prostituição. No seguimento das diligências, foram realizadas duas buscas domiciliárias e uma busca em veículo, destacando-se a apreensão de:

·         4235 euros em numerário;

·         Seis telemóveis;

·         Dezenas de artigos e documentos relacionados com a prática do crime de lenocínio.

Os três detidos, um deles com antecedentes criminais pelo mesmo tipo de crime, ficaram detidos nas instalações da GNR até serem presentes, ontem dia 12 de novembro, ao Tribunal Judicial da Comarca de Ourique, tendo-lhe sido aplicadas as medidas de coação de proibição de contactos entre eles e apresentações semanais nos postos policiais das áreas de residência. A mulher encontrava-se em situação irregular em território nacional, tendo sido notificada para comparecer no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Novembro 2019
S T Q Q S S D
« Out    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul