Últimas:
II Energy & Climate Summit, em Sines. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos

Economia

II Energy & Climate Summit, em Sines.

Ao longo do próximo ano, o Projeto GUARDIÕES vai promover ainda três conferências, nomeadamente a 20 e 21 de outubro, em Beja, a 26 e 27 de janeiro 2023, em Évora, e a 22 e 23 abril 2023, em Portalegre.

Publicado

em

ENERGIA E FUNDO DE TRANSIÇÃO JUSTA DEBATIDOS EM SINES

Após o encerramento da central termoelétrica a carvão e o anúncio de novos investimentos sustentáveis, Sines recebe a II Energy & Climate Summit.

A iniciativa conta com a participação de João Galamba, Secretário de Estado do Ambiente e da Energia, e Isabel Ferreira, Secretária de Estado do Desenvolvimento Regional, para debater o tema da Energia e Fundo de Transição Justa.

Nos próximos dias 2 e 3 de junho realiza-se no Centro de Artes de Sines a conferência subordinada ao tema da Energia.

A iniciativa decorre no âmbito do Projeto GUARDIÕES, promovido pelo Instituto Politécnico de Portalegre (IPP), em parceria com o Fórum da Energia e Clima (FEC) e com a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDRA).

O evento conta com a presença de João Galamba, Secretário de Estado do Ambiente e da Energia, e Isabel Ferreira, Secretária de Estado do Desenvolvimento Regional, bem como de diversos especialistas do setor privado e investigadores para debater as melhores práticas e as inovações nas áreas da energia solar e eólica, armazenamento de energia, hidrogénio e gases renováveis, e o fundo para a transição justa.

“O momento que vivemos, entre o fecho das centrais a carvão e a urgência de acelerar a penetração da energia solar, hidrogénio e gases renováveis é também um momento de grande potencial transformador para a economia portuguesa”, afirma Ricardo Campos, Presidente Fórum da Energia e Clima.

De acordo com o responsável, “estamos finalmente a aproveitar a posição geoestratégica de Sines e de Portugal, onde com energia renovável e mais barata podemos atrair investimento e criar um novo ecossistema de inovação, de especialização em indústrias de economia verde, de fixação de emprego e de crescimento do PIB do nosso país.

Sines pode ser uma nova capital de desenvolvimento do país”, sendo por isso importante “também criar projetos-piloto que estimulem a criação de novos serviços e empresas com uma ligação profunda com o sistema de ensino e conhecimento”.

Para Luis Loures, presidente do Instituto Politécnico de Portalegre, “esta segunda conferência adquire uma relevância determinante no contexto da alterações climáticas, transição enérgica e da descarbonizarão, sendo que a sua realização em Sines conta com a participação ativa do Politécnico de Portalegre, instituição de ensino, investigação e formação, que ao longo das últimas décadas tem vindo a trabalhar sobre estas temáticas, contribuindo ativamente para a definição de soluções para os desafios que as novas gerações e o planeta exigem”.

O responsável acrescenta ainda que “esta conferência, além dos aspetos da transição energética, centra-se também no debate do Fundo para a Transição Justa, o que permitirá focar a atenção das instituições regionais e nacionais em torno de temáticas cruciais ao nível do desenvolvimento sustentável da região Alentejo”.

Ao longo do próximo ano, o Projeto GUARDIÕES vai promover ainda três conferências, nomeadamente a 20 e 21 de outubro, em Beja, a 26 e 27 de janeiro 2023, em Évora, e a 22 e 23 abril 2023, em Portalegre.

Economia

Termina hoje a Santiagro

Certame voltou a realizar-se este ano.

Publicado

em

Está a decorrer a 34.ª Santiagro – Feira Agropecuária e do Cavalo

inauguração oficial ocorreu no dia 2 de junho

O certame prolonga-se até dia 5 de junho no Parque de Feiras e Exposições de Santiago do Cacém com um programa que oferece inúmeras propostas que refletem o que de melhor o Concelho tem para oferecer.

O Presidente da Autarquia, Álvaro Beijinha, afirmou que está de “volta com aquela que é a maior montra do que se produz no Concelho e na região, um espaço de partilha entre produtores, que potencia oportunidades de negócio e de excelência para se sentir a riqueza e a variedade do mundo rural.”

Reconhecendo que os últimos tempos “têm sido marcados por dificuldades,” mas “cientes da importância que a Santiagro assume na economia do Concelho” o Autarca crê que o certame “poderá desempenhar um papel na alavancagem das atividades económicas que tanto têm sofrido nestes dois últimos dois anos.” Por estas razões a Câmara Municipal decidiu avançar com a sua realização, tendo, também, como base o facto das restrições impostas para o controlo da COVID-19 terem sido levantadas pelas entidades competentes.

O Diretor Regional de Agricultura e Pescas do Alentejo, José Godinho Calado, na sua intervenção durante a inauguração começou por sublinhar “o empenho da Câmara Municipal na realização da Santiagro”. O responsável frisou que o Concelho de Santiago do Cacém, no desenvolvimento da região, “tem peso na área da produção de alimentos, porque não há nenhuma economia desenvolvida que não tenha este setor, e do turismo.”

Nesse quadro a Santiagro “é um certame que mostra o que de melhor a região produz e tem para oferecer nas mais diferentes áreas.”

Presença assídua na Santiagro o Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo – CCDR Alentejo, António Ceia da Silva, deixou uma mensagem onde sublinhou que a Santiagro tem o “perfil que necessitamos para o desenvolvimento das dinâmicas do Litoral Alentejano”, porque “prova” que esta região “é mais” do que a sua zona marítima ao destacar a agricultura, pecuária, silvicultura, a criação de cavalos, os produtos endógenos, os negócios e o turismo. “É uma feira que mostra o que há de genuíno no Alentejo.”

A edição 2022 apresenta um orçamento da ordem dos 260 mil euros, o Município investiu na pavimentação de toda a zona de terrado, o recinto deixou de estar em terra batida. Outro dos melhoramentos prendeu-se com o bem-estar animal, por isso toda a zona de picadeiros e exposição de gado foi alvo de uma intervenção.

Durante os quatro dias da feira a ¹aposta é forte no programa musical, o cartaz vai contar com os espetáculos de Plutónio (3 de junho), Bispo (4 de junho) e Anjos (5 de junho), as noites prolongam-se com os sons dos Dj’s RMG, CHISTIAN F e MAKA. A abertura das noites da Santiagro esteve e cargo do músico Syro, que atuou no dia 2.

O cavalo está sempre em destaque com a realização de batismos equestres, a Gala de Equitação Portuguesa e a Reprise da Guarda Nacional Republicana, entre outras iniciativas. As questões ligadas ao mundo rural, a agricultura, a pecuária e a floresta serão abordadas em vários colóquios.

As crianças das escolas e ATL’s do Concelho são convidadas do certame que lhes dedica o espaço Natura, e onde é projetado cinema imersivo a 360º, sobre temas relacionados com a Natureza.

Os visitantes têm ainda para ver as exposições de equinos, ovinos, caprinos, bovinos e aves que contam com mais de 250 animais. Ao nível dos expositores presentes a Santiagro 2022 conta com mais de 250, que trazem muitas novidades e inúmeras possibilidades de negócio.

Provas de Gin da Destilaria Black Pig, de vinhos da Herdade do Cebolal, showcookings com Chefs bem conhecidos do público, a arte tradicional da cocaria e a importância de comer saudável são algumas das propostas da edição 2022 da Santiagro.

Continuar a ler

Economia

Novobanco compra dois hotéis da Sonae Capital em Troia

Valor envolvido na ordem dos 34 milhões de euros

Publicado

em

Uma das maiores operações de investimento imobiliário em hotéi

O Novobanco, através de um dos seus fundos de pensões, comprou à Sonae Capital dois hotéis em Troia, numa operação que foi fechada por cerca de 34 milhões de euros, está a divulgar o jornal online ECO.

A empresa já tinha anunciado na semana passada a venda do Aqualuz Tróia Mar&Rio e do The Editory By The Sea Tróia-Comporta, pertencentes ao Troia Resort, mas sem adiantar mais detalhes.

É considerada “uma das maiores operações de investimento imobiliário em hotéis realizada no mercado português desde o início do ano”, afirmou a consultora JLL, que assessorou esta operação, em comunicado enviado na semana passada.

Continuar a ler

Economia

Banco Mundial coloca Porto de Sines entre os melhores.

3º mais eficiente na Europa e o 30º no mundo

Publicado

em

Porto de Sines é um dos maiores e mais eficientes na Europa

O relatório do Banco Mundial e da consultora S&P Global coloca o Porto de Sines como o 3º mais eficiente na Europa e o 30º no mundo, numa lista de 370 portos a nível mundial. O relatório denominado “The Container Port Performance Index 2021” procura servir de ponto de referência para os diferentes agentes económicos globais no que respeita à eficiência dos portos que movimentam carga contentorizada.

Este indicador tem em conta o tempo dos navios em porto, desde a entrada até ao fim das operações, revelando a performance de vários stakeholders, desde os serviços de controlo de tráfego e pilotagem, reboque e amarração, o despacho pelas várias autoridades, abastecimentos e, logicamente, as operações de carga e descarga dos contentores garantidas pelo concessionário. Esta performance reflete e reforça a estratégia do Porto de Sines nesta tipologia de carga, com o registo em 2021 de um novo record, para um total acima dos 1.8 milhões de TEU e um crescimento de 13% face ao ano anterior.

Noutra publicação, o Porto de Sines foi considerado o 19.º maior porto da União Europeia, considerando a tonelagem de carga movimentada em todos os terminais, escalando um lugar no ranking da revista especializada “Transportes XXI”, após em 2021 ter registado o sétimo maior crescimento anual entre os portos da UE. Em 2021, Sines movimentou 46,6 milhões de toneladas, o que representou um avanço de 10% face ao ano anterior.

Estes dois reconhecimentos internacionais demonstram a capacidade de toda a comunidade portuária de Sines em apresentar elevados índices de produtividade nas operações, garantindo uma maior competitividade às empresas localizadas no seu hinterland.

Continuar a ler

ÚLTIMAS

Facebook

x
error: O conteúdo está protegido!!