Siga-nos

Policias

ICNF e GNR multam 92 caravanas na Costa Alentejana

Operação contou com 35 operacionais

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

A acção de fiscalização começou bem cedo.

“Foram multadas caravanas e indivíduos que faziam campismo ilegal”

Mais de 90 caravanas foram multadas esta manhã numa operação conjunta do ICNF e da GNR.

Em causa todo o Parque Natural do Sudoeste Alentejano e da Costa Vicentina.

O presidente do ICNF referiu que “um quadro legal que passe pelo pagamento no ato é desejado”, referindo-se ao facto de muitos estrangeiros multados não virem a pagar a coima.

A operação contou com 35 operacionais que emitiram 92 autos.

Continuar a ler
Publicidade
1 Comentário

1
Deixe um comentário

avatar
700
1 Respostas ao comentários
0 Respostas
0 Seguidores
 
Comentários com mais reações
Comentários mais populares
1 Autores dos comentários
Artur Autores dos comentários mais recentes
Artur
Visitante
Artur

Caravnismo Ilegal ou Campismo Ilegal ?!?!? O pessoal das Caravanas não pode estacionar onde der mais jeito, desde que não intreferia na circula rodoviária… muito bem o POLICIALMENTO MARCIAL ao que se está a chegar. Fazem-se Multas de toda a maneira e feitio para se ROUBAR… depois admiram-se que haja resistência por parte dos civis. Dá me graça vai 1 Preso em Ponte Sor por ter só 3 plantinhas de CANNABIS em casa ?!? Sendo contra este tipo de práticas não entendo porque razão já que há plantações de Hectares em Évora aqui ninguém vai preso, alegam que são para… Read more »

Policias

Sines – Apreensão de 448 quilos de sardinha por excesso de captura

Constitui infração punível com coima até 37.500 euros.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

A Unidade de Controlo Costeiro (UCC), através do Subdestacamento de Controlo Costeiro de Sines, apreendeu 448 quilos de sardinha, com o valor estimado de 793 euros.

“448 quilos de sardinha, com o valor estimado de 793 euros”

A apreensão realizou-se durante uma operação de fiscalização que visava o controlo das descargas de pescado proveniente das embarcações de cerco, no Porto de Pesca de Sines.

Durante a ação, os militares da Guarda detetaram que uma das embarcações tinha ultrapassado a cota diária de pesca permitida para aquela espécie, tendo sido apreendido o excedente.

O infrator foi identificado e elaborado um auto de contraordenação.

A captura de sardinha deve ser realizada de modo a garantir, a longo prazo, a sustentabilidade ambiental, económica e social da pesca, com base nos dados científicos disponíveis, sendo que a ultrapassagem dos limites legalmente definidos constitui infração punível com coima até 37.500 euros.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade

OUTRAS NOTÍCIAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Categorias

ARQUIVO

error: Content is protected !!