Siga-nos

Saúde

HOSPITAL privado vai nascer em Beja e cria 200 postos de trabalho

Assinatura de contrato promessa compra e venda – Hospital Privado do Alentejo (HPA) já teve lugar

Amilcar Matos

Publicado

em

A CM Beja e o grupo Hospital Privado do Alentejo assinaram hoje o contrato promessa compra e venda do terreno de 22.571 metros quadrados situado perto do campo de futebol do bairro de N. Sra. da
Conceição, dando dessa forma inicio, na prática, à concretização da instalação desta moderna unidade em Beja.

‘Investimento é totalmente privado’

O consórcio começará de imediato a elaborar o projeto de arquitetura do equipamento, que será executado em duas fases, criando também um sítio na internet e uma página na rede social Facebook de forma a dar a conhecer e ir atualizando a evolução do projeto.

Quando o projeto de arquitetura estiver terminado e for entregue nos serviços técnicos da CM Beja, será marcada uma sessão pública de apresentação da futura unidade.

O novo hospital será também importante para o equilíbrio urbanístico da cidade, já que vai ficar instalado numa zona periférica da cidade mas com boas acessibilidades e que se prevê poderem ser melhoradas.

‘Hospital vai criar 200 postos de trabalho’

O investimento da nova unidade é totalmente privado, estimando-se na casa dos 20 milhões de euros, e vai permitir que um número significativo de habitantes do distrito possa aceder a cuidados de saúde hospitalares na região, evitando deslocações, para além da criação de aproximadamente 200 postos de trabalho qualificados no território.

Recorde-se que a proposta de abertura do concurso público para alienação de um terreno destinado à construção de uma unidade de saúde foi aprovada, por unanimidade, em reunião de Câmara a 16 de agosto de 2018.

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Saúde

Veja a carta de demissão dos 23 médicos do Hospital de Évora

Veja a carta assinada por 23 médicos em que é pedida a demissão das funções de chefia

TDS

Publicado

em

Por

Em carta, timbrada do próprio Hospital do Espírito Santo, em Évora, os médicos pediram a sua demissão.

23 médicos assinou a carta que a TDS reproduz

Novas chefias terão que ser designadas pelo Conselho lho de Administração

As ‘chefias’ do Hospital de Évora pediram a demissão em bloco. Em carta enviada ao Conselho de Administração do Hospital 23 médicos assinam a nota.

Dizem que o seu bom nome foi colocado em causa e referem mesmo ter a ‘concordância’ da administração da unidade hospitalar.

A demissão vem na sequência dos resultados da auditoria do Tribunal de Contas em que, entre outros pontos, concluiu que foram feitas promoções de diretores e chefes de equipa ilegalmente e que está a ser pago aos médicos suplementos remuneratórios incorretamente.

Hospital de Évora reage ao Tribunal de Contas (vídeo)

Diretores e chefes de serviço demitem-se no Hospital de Évora

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Novembro 2019
S T Q Q S S D
« Out    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul