Siga-nos

Saúde

Hospital de Évora reage ao Tribunal de Contas (vídeo)

Oiça as declarações da administradora do hospital em conferência de imprensa.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

O Tribunal de Contas identificou irregularidades na nomeação e atribuição de suplementos a pessoal dirigente no Hospital do Espírito Santo de Évora entre 2015 e 2018.

O Hospital de Évora em conferência de imprensa já reagiu pela presidente do conselho de administração Maria Filomena Mendes.

A auditoria revelou que “as nomeações de pessoal dirigente não foram precedidas de procedimentos prévios de seleção que assegurassem os princípios da igualdade de oportunidades, imparcialidade e participação que devem nortear a nomeação para cargos de direção”.

Para além disso, a análise concluiu que “em 2017, foram nomeados, em regime de comissão de serviço, técnicos superiores para administradores hospitalares, que não reuniam os requisitos legais e regulamentares para o exercício do cargo”. Essas nomeações implicaram “uma valorização remuneratória mensal de cerca de 53%, traduzindo-se num aumento dos encargos com remunerações de 64.517 euros”, o que na opinião dos peritos configura “um eventual pagamento indevido”.

A investigação constatou ainda que os suplementos remuneratórios atribuídos aos médicos pelo exercício de funções de chefia foram pagos 14 vezes por ano, em vez das 12 que, por estarem ao abrigo de uma comissão de serviço, seriam normais. Este pagamentos “eventualmente indevidos” resultaram numa despesa adicional de quase 86 mil euros.

Saúde

Novo modelo de cuidados de saúde domiciliados aos idosos em Reguengos de Monsaraz

O isAlice foi desenvolvido durante mais de uma década pela Escola Superior de Enfermagem S. João de Deus da Universidade de Évora e é financiado pelo programa Portugal 2020.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

O Município de Reguengos de Monsaraz assinou um acordo de parceria com a DECSIS – Sistemas de Informação para a implementação do projeto isAlice (Ageing Longer: Intelligent Care Environment).

A intervenção isAlice tem como objetivo o desenvolvimento no concelho de um novo modelo de cuidados de saúde domiciliados, com recurso à IoT (Internet das Coisas) e à inteligência artificial, obtendo-se um novo paradigma na prestação de cuidados para a população sénior através da ativação dos meios mais eficientes de cuidados para cada caso.

Desta forma pretende-se promover o bem-estar das populações dependentes através da domiciliação de cuidados continuados e integrados.

O isAlice visa implementar um modelo integrado de apoio à intervenção e processos de trabalho dos cuidadores, com elevada intensidade tecnológica e com geração de conhecimento no processamento automático de dados, complementando-se com uma estratégia de monitorização remota dos casos em que se justifique.

Com este projeto pretende-se também colmatar a lacuna existente entre as pessoas dependentes e as estruturas de saúde e sociais, com recurso ao Plano Individual de Cuidados centrado no doente e no cuidador.

A preparação dos cuidadores será efetuada com abordagens que conjugam capacitação por cursos desenvolvidos em ambiente laboratorial com simulação de alta fidelidade, vídeos de demonstração acessíveis em todas as plataformas e estratégias de aptidão psicossocial através de entrevistas com os cuidadores. Para o desenvolvimento do projeto, o Município de Reguengos de Monsaraz vai promover o envolvimento de outras entidades do concelho.

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Novembro 2019
S T Q Q S S D
« Out    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul