Siga-nos

Últimas

Falta de antídoto obrigou homem mordido por cobra venenosa a ser transportado para Lisboa

Avatar

Publicado

em

O homem praticava desporto na Serra de S.Mamede em Portalegre quando foi atacado e mordido por uma víbora-cornuda, uma espécie venenosa. A vítima, um homem com 49 anos, foi inicialmente transportado para o Hospital de Portalegre mas dada a falta de antídoto e a situação de emergência foi transferido para uma unidade hospitalar de Lisboa. O homem está agora fora de perigo e já recebeu alta hospitalar.

A víbora-cornuda

A víbora-cornuda (Vipera latastei) é uma das espécies de serpentes que existe em Portugal, e tem a particularidade de ser venenosa. Mas antes de começar a imaginar uma cena de um filme do Indiana Jones a ter de passar por centenas de víboras-cornudas para conseguir chegar a um tesouro perdido, talvez valha a pena conhecer melhor esta espécie.

Em primeiro lugar, é bom saber que se trata de uma pequena serpente que se alimenta sobretudo de ratos, com um comprimento que varia habitualmente entre 50 e 60 centímetros que não impressionaria muito num filme de ação. No entanto, o seu focinho proeminente a fazer lembrar um pequeno corno e que lhe deu o nome de víbora-cornuda parece indicar que é muito dona do seu nariz.

Este réptil hiberna entre outubro e março nas zonas mais frias do interior do país, tendo um período mais curto de inatividade (ou nem sequer hibernando) em zonas costeiras com invernos mais suaves. Num estudo realizado no Parque Nacional da Peneda-Gerês, determinou-se que a distância percorrida por machos adultos durante os meses de atividade são uns míseros 5.4 metros por dia, exceto durante a época de reprodução em setembro, em que a busca por envolvimentos amorosos sobe esta média para 21.5 metros diários. A sua estratégia de alimentação reforça a ideia de um predador que não está para grandes esforços: caça geralmente durante o dia ficando imóvel à espera que um petisco passe perto, de seguida morde-o e deixa o veneno atuar e só quando a sua presa fica quieta é que se dá ao trabalho de a ir comer. Resumindo, esta espécie tem um estilo de vida que até um reformado que raramente sai de casa acharia um bocado parada.

( excerto do texto de Vasco Flores Cruz sobre a víbora-cornuda, publicado na Visão)

Últimas

Despiste em Ferreira do Alentejo

Viatura em despiste em Figueira de Cavaleiros

TDS noticias

Publicado

em

Despiste em Figueira de Cavaleiros.

Nesta altura os acidentados ainda estão em avaliação não sendo possível confirmar o estado das vitimas.

O acidente aconteceu às 23h52.

No local estão 9 operacionais e 3 viaturas.

Continuar a ler

Top

TDS Peça Orçamento