Siga-nos

Crime

Homem detido em Vendas Novas por violência doméstica

Indivíduo não se pode aproximar da vítima por ordem do tribunal

Avatar

Publicado

em

O Comando Territorial de Évora, através do Núcleo de Investigação e de Apoio a Vítimas Específicas deteve um homem de 50 anos, por violência doméstica, no concelho de Vendas Novas.

No âmbito de uma investigação de um crime de violência doméstica, os militares deram cumprimento a um mandado de detenção, em que o homem é suspeito de agredir fisicamente, de forma reiterada e contínua, a sua esposa de 48 anos.

O detido foi presente ao Juiz de Instrução Criminal do Tribunal de Montemor-o-Novo, tendo-lhe sido aplicadas as seguintes medidas de coação: proibição de contactar a vítima por qualquer meio e proibição de se aproximar da mesma num raio de 500 metros, assim como obrigação de se sujeitar a tratamento ao alcoolismo.

Desde o inicio do ano 2019, o Comando Territorial de Évora, no decorrer de processos de investigação, através de mandados fora de flagrante delito, procedeu à detenção de seis homens, pela prática do crime de violência doméstica.

Continuar a ler
Publicidade
2 Comentários

2
Deixe um comentário

avatar
700
2 Respostas ao comentários
0 Respostas
0 Seguidores
 
Comentários com mais reações
Comentários mais populares
2 Autores dos comentários
FernandaPatrícia Autores dos comentários mais recentes
mais recentes mais antigas mais votadas
Patrícia
Visitante
Patrícia

Queriam era todos na mesma prisão e serem espancados pelas mulheres até elas se cansarem! São uns cobardes agora o problema é da bebida?! Sempre foi uma besta para a mulher e para todas as pessoas! Esses homens tem que ser presos porque se não qualquer dia vai fazer mais uma vítima

Fernanda
Visitante
Fernanda

O problema deste sujeito não é só o álcool já vem de nascem sempre foi um estúpido e agressor deveria estar era preso podia ser que lá lhe dessem um exerto de porrada e assim a+prendesse, pois em criança na escola eu foi uma vitima dele todos os dias me batia

Crime

ASAE fiscaliza Apoios de Praia em todo o país

Foram fiscalizados cerca de 210 operadores económicos, de norte a sul do país, tendo sido instaurados 2 processos crime por usurpação e venda ou ocultação de produtos contrafeitos e 65 processos de contraordenação

TDS noticias

Publicado

em

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) realizou uma operação de fiscalização a nível nacional, no âmbito das suas competências, dirigida aos estabelecimentos e/ou bancas de venda ambulante que se encontram junto a praias oceânicas e fluviais, vulgarmente designados por Apoios de Praia.

Na época estival verifica-se um aumento substancial da afluência de turistas, nacionais e estrangeiros, às zonas balneares, pelo que importa assegurar o cumprimento, nesse locais, das regras de higiene, segurança alimentar qualidade dos géneros alimentícios bem como das regras de concorrência e preços.

Como resultado da ação foram fiscalizados cerca de 210 operadores económicos, de norte a sul do país, tendo sido instaurados 2 processos crime por usurpação e venda ou ocultação de produtos contrafeitos e 65 processos de contraordenação, destacando-se como principais infrações a inexistência ou incumprimento de  processo(s) baseados nos princípios do HACCP, ausência de mera comunicação prévia, violação dos deveres gerais da entidade exploradora do estabelecimento de restauração e bebidas, incumprimento de obrigações no âmbito do Livro de Reclamações, irregularidades relativas a afixação de preços, entre outras.

Foram apreendidos cerca 110 artigos de vestuário contrafeito, 10 Kg de moluscos bivalves vivos e 1 instrumento de pesagem num valor global que ronda os € 1 400,00.

A ASAE afirma que “continuará a desenvolver ações de fiscalização, no âmbito das suas competências, em todo o território nacional em prol de uma sã e leal concorrência entre operadores económicos e de forma a garantir a Segurança Alimentar dos produtos”.

Continuar a ler

Top

TDS Peça Orçamento