Últimas:
Turista desaparecido foi encontrado pela GNR – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos

Sociedade

Turista desaparecido foi encontrado pela GNR

Turista estava desaparecido de alojamento

Publicado

em

Montemor-o-Novo

“Homem tem 27 anos”

O Comando Territorial de Évora, através do Posto Territorial de Montemor-o-Novo, ontem, dia 24 de agosto, localizou um homem de 27 anos que estava desaparecido, no concelho de Montemor-o-Novo.

Na sequência de um alerta, pelas 16:00 horas, a dar conta do desaparecimento de um turista, desde as 07:00 horas, que se tinha ausentado da herdade onde estava alojado, os militares da Guarda deslocaram-se rapidamente para o local e encetaram diligências policiais para o localizar.

No seguimento da ação, a GNR percorreu toda a área envolvente, tendo localizado o homem poucas horas depois, apurando-se que se encontrava bem de saúde.

Sociedade

Festival Aéreo em Beja. Veja as melhores imagens.

Veja o resumo da manhã.

Publicado

em

Festival Aéreo da FAP

70 anos da Força Aérea

Cerca de 70 mil pessoas, segundo a organização, marcaram presença no derradeiro dia das comemorações dos 70 anos da Força Aérea Portuguesa.

Veja as melhores imagens da manhã.

Continuar a ler

Sociedade

Fortes restrições no trânsito em Beja

Trânsito parado com longas filas

Publicado

em

Festival aéreo na BA11

São  esperadas mais de 70 mil pessoas para o Festival Aéreo que irá ter lugar na BA11.

O Festival encerra as festividades dos 70 anos da Força Aérea Portuguesa.

O IP2 está a sofrer forte pressão de trânsito com longas demoras.

Continuar a ler

Sociedade

Cordão humano hoje em Tróia para proteger as dunas

Concentração na Praia Atlântica, Soltroia.

Publicado

em

Mapa de empreendimentos construídos e a construir na zona de Tróia

Plataforma Duna Livres

“Protesto na praia”

É hoje o protesto contra as novas construções na zona de Tróia. Esta é uma notícia que a TDS já tinha divulgado. (veja AQUI)

A organização (Plataforma Dunas Livres) refere que ‘Não podemos permitir que o Plano de Urbanização da Península de Tróia se concretize por completo, que os relvados de golf e aldeamentos balneares avancem pelo litoral; nem que mais água seja sugada enquanto a seca agrava; nem que mais uma região seja desapropriada da sua gente, privatizada para o turismo de elites, acabando-se em poucos anos com o que levou milhares de anos à Natureza a criar; e muito menos podemos continuar a perpeturar a sobreposição dos interesses económicos à sustentabilidade ecológica, ambiental, social e cultural”, conclui.

a história

Grão a grão, maré após maré durante milhares de anos, a península de Tróia cresceu do encontro dos sedimentos trazidos pelas correntes oceânicas, de um lado, e pelo Estuário do Sado, do outro. Os 40 kms de praia a partir dali são o pouco que resta de costa selvagem em Portugal, na Europa e talvez no mundo. São lagoas, sapais e dunas, reservas de uma biodiversidade única.

A construcção de vários mega-empreendimentos já está em curso, acompanhada pela destruição de habitats dunares e usurpação de água. Resorts, campos de golfe, casas de férias, piscinas, jardins, estradas e bares de praia.

Continuar a ler

ÚLTIMAS

Facebook

x
error: O conteúdo está protegido!!