Últimas:
Hoje é dia mundial do Ambiente – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos

Sociedade

Hoje é dia mundial do Ambiente

68% dos portugueses não comprariam bens a empresas que soubessem ser responsáveis por prejudicar o meio ambiente. Veja estudo.

Publicado

em

Dia Mundial do Ambiente

Estudo da Intrum revela que portugueses estão a comprar menos para reduzir impacto ambiental

  • 68% dos portugueses não comprariam bens a empresas que soubessem ser responsáveis por prejudicar o meio ambiente;
  • 69% afirmam comer mais  sobras do que costumavam, em vez de comprar novos alimentos, para reduzir o seu impacto sobre o ambiente;
  • 76% afirmam, cada vez mais, consertar e reciclar artigos velhos, em vez de comprar artigos novos;
  • 73% revelam não poder viver de forma tão sustentável como gostariam, uma vez que os produtos amigos do ambiente têm um custo muito elevado;

No dia em que celebra o Dia Mundial do Ambiente, o European Consumer Payment Report – ECPR, estudo da Intrum, revela que os portugueses se mostram cada vez mais preocupados com o ambiente e em manter atitudes sustentáveis.

No inquérito efetuado, 68% dos portugueses inquiridos respondem que não comprariam bens a uma empresa que soubessem ser responsável por prejudicar o meio ambiente. Um valor  superior à média europeia que se situa nos  52%.

Com  150 países a participar no Dia Mundial do Ambiente, dia a 5 de junho, o programa das Nações Unidas para o Ambiente está a incentivar os governos, organizações e indivíduos a fazerem mudanças para ajudar a proteger o planeta.

Durante um ano de eventos climáticos extremos, incluindo inundações devastadoras na Alemanha e incêndios florestais na Grécia, o estudo da Intrum demostra que, cada vez mais, os consumidores penalizam empresas sem preocupações ambientais.

As empresas enfrentam uma penalização por atrasos de pagamento

De acordo com o estudo da Intrum, três em cada 10 inquiridos (29%) afirmam que não se sentiriam culpados de pagar a uma empresa mais tarde do que o acordado, se considerassem que a empresa não era ética. Em Portugal, a percentagem é mais elevada, registando 32%.

As empresas terão assim, de prestar mais atenção às questões éticas e ambientais, caso queiram manter a lealdade dos clientes e proteger o seu fluxo de caixa.

Os consumidores estão também a virar-se contra o desperdício

A Intrum revela ainda que os consumidores portugueses (68%) criticam o desperdício e afirmam que estão ativamente a comprar menos para reduzir o impacto ambiental. Valor este superior à média europeia (57%).

Para além disso, 69% afirmam comer mais sobras do que era hábito , em vez de comprar novos alimentos, para reduzir o seu impacto sobre o ambiente.

A importância de proteger o ambiente ganhou uma maior dimensão com o impacto da pandemia COVID-19, revelando que 76% dos inquiridos, cada vez mais, consertam e  reciclam artigos velhos, em vez de comprar artigos novos.

Ético é igual a caro

Esta é uma boa notícia para o planeta, no entanto, o custo está a atrasar os consumidores – 58% revelam não viver de forma tão sustentável como gostariam, uma vez que os produtos amigos do ambiente possuem um custo muito elevado.

De acordo com o Diretor-geral da Intrum Portugal, Luís Salvaterra, “O ECPR, estudo da Intrum, revela que os consumidores, especialmente a geração mais jovem que está a começar a exercer o seu poder de consumo, define os seus padrões de consumo como forma de fazer pressão em torno das questões climáticas. Ao centrarem-se na sustentabilidade, empresas de todas as dimensões podem equilibrar os seus riscos, manter um fluxo de caixa saudável e estarem mais bem preparadas para prosperar e crescer.”

Música

MAIO 7LUAS BAND (Cabo Verde) esta sexta em Montemor o Novo

Na Praça de Touros com estrada livre.

Publicado

em

Montemor o Novo, esta sexta feira com entrada gratuita

“Festival Sete Sóis Sete Luas”

Na sexta-feira, 12 de agosto, às 21h30, na Praça de Touros de Montemor-o-Novo, recebemos a MAIO 7LUAS BAND (Cabo Verde).

A iniciativa no âmbito do Festival Sete Sóis Sete Luas, e que integra também o Fora de Cena Alentejo Central e a MIF Mostra Internacional de Folclore de Montemor, é de entrada gratuita.

Esta produção original do Festival Sete Sóis Sete Luas conta com a participação de alguns dos mais prestigiados músicos do Maio, uma das ilhas mais periféricas do arquipélago de Cabo Verde.

O repertório do grupo aposta em temas criados por compositores da ilha e defende por isso a tradição musical do Maio, utilizando o crioulo, que confere aos temas uma emoção especial.

Os músicos, Tote Xinoca na voz e cavaquinho, o Tó no baixo, o Mauro no piano e cavaquinho foram dirigidos musicalmente pelos mestres José Peixoto e José Barros (Portugal) no âmbito do projeto de cooperação promovido pelo Festival SSSL.

Special guests: o conhecido compositor e músico da ilha do Maio Tibau Tavares e o conceituado baterista português André Sousa Machado, que já trabalhou com os mais conhecidos artistas portugueses como Rão Kyao, Mário Laginha, Sérgio Godinho, Vitorino e Orquestra do Hot Clube de Portugal.

O repertório da Maio7LuasBand harmoniza músicas tradicionais, composições originais e novos arranjos inspirados na cultura da pequena ilha do Maio.

Continuar a ler

Agenda

Teatro e música nas “Noites na Fonte” em Águas de Moura

A 9 e 10 de setembro, as melhores noites são passadas junto à Fonte Centenária

Publicado

em

Teatro e música

 “Noites na Fonte” em Águas de Moura

A 9 e 10 de setembro, as melhores noites são passadas junto à Fonte Centenária de Águas de Moura, em mais uma edição das “Noites na Fonte”.

Teatro, com os espetáculos “Garreia Caramela”, pelo Teatro Sem Dono, e “Ti Miséria”, pelo Teatro O Bando, e música, com os concertos da Orquestra de Guitarras da Sociedade de Instrução Musical de Quinta do Anjo e da banda Paper Hearts, são as propostas para animar as noites de verão em Águas de Moura, com entrada gratuita.

As “Noites na Fonte” são organizadas pela Câmara Municipal de Palmela com a União das Freguesias de Poceirão e Marateca e o Movimento Associativo local. Mais informações: 935 321 218.

Programa

9 setembro

21h30

Garreia Caramela – Teatro de Robertos

Pela Associação Teatro Sem Dono

Destinatários: M/3

22h30

Concerto com a Orquestra de Guitarras da Sociedade de Instrução Musical de Quinta do Anjo

10 setembro 

21h30

Ti Miséria

Pelo Teatro O Bando

Sinopse: «Ela amassa o tempo da mesma forma que amassa os seus bolos, os seus bolinhos. Paula Só interpreta esta personagem extraordinária, que nasceu em 1986, no espetáculo “Nós de Um Segredo” (conto tradicional galego), mas não tem 36 anos…tem 120. A Ti Miséria queixava-se que lhe subiam à nogueira e lhe roubavam as nozes, o seu único tesouro, mas um dia descobriu uma maneira de isso não voltar a acontecer. Descobriu também uma maneira de enganar a morte e, por isso, continua a aquecer o forno e a cozinhar os seus bolos, porque ela nunca a virá buscar. Ti Miséria valeu a Paula Só o prémio de melhor interpretação, atribuído pela Associação Portuguesa de Críticos de Teatro, e encontra-se agora novamente em itinerância.

Criação: Teatro O Bando

Com: Paula Só

Destinatários: M/6

22h30 Concerto com Paper Hearts

Continuar a ler

Agenda

Mostra Int. de Folclore de Montemor o Novo.(entrevista)

Entrevista de Sónia Soares a Olímpio Galvão, presidente da C.M. de Montemor o Novo

Publicado

em

Montemor o Novo…já a decorrer

Mostra Internacional de Folclore

A Mostra Internacional de Folclore de Montemor-o-Novo 2022 está a decorrer mas neste fim de semana é que vai ter o seu ponto alto.

O seu início foi no passado dia 9 e decorre até dia 13, próximo domingo.

Montemor o Novo volta a trazer o mundo ao Alentejo.

Veja a entrevista de Sónia Soares ao presidente da autarquia.

Continuar a ler

ÚLTIMAS

Facebook

x
error: O conteúdo está protegido!!