Últimas:
Habitantes da Aldeia da Estrela vão conhecer Braga e Porto. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos

Turismo

Habitantes da Aldeia da Estrela vão conhecer Braga e Porto.

É a última Aldeia de Sonho do Inatel.

Publicado

em

Aldeia da Estrela encerra para férias para conhecer o Porto e Braga

Aldeia dos Sonhos

Em 2019, a Fundação INATEL elegeu a Estrela, aldeia no concelho de Moura, Baixo-Alentejo, como a Aldeia dos Sonhos. Após o adiamento forçado devido à pandemia de covid-19, finalmente, os seus habitantes vão poder realizar a sua viagem de sonho.

Nos próximos dias 8 a 10 de abril, Estrela parte para um fim-de-semana de sonho em Braga e Porto. Entre outras visitas culturais e gastronómicas, os habitantes daquela pequena aldeia do distrito de Beja, expressaram o desejo de visitar o Santuário do Bom Jesus, o Centro histórico de Braga e o Santuário do Sameiro. No Porto, o sonho é desfrutarem de um passeio pela Foz, uma visita às Caves do Vinho do Porto e ainda conhecerem a Casa da Música.

O projeto “Aldeia dos Sonhos”, promovido desde 2014 pela INATEL, destina-se a todas as aldeias portuguesas com cem ou menos habitantes permanentes, permitindo às comunidades mais isoladas do país a concretização de sonhos de natureza turística, cultural e desportiva.

Estamos disponíveis para entrevistas e fornecimento de conteúdos e à disposição para qualquer esclarecimento que entenda por útil.

Programa Aldeia dos Sonhos

Apresentação

“Aldeia dos Sonhos” é uma iniciativa da Fundação INATEL, dirigida a aldeias e localidades em Portugal com cem ou menos habitantes permanentes.

Através deste programa, pretende-se mitigar os efeitos do isolamento social ou geográfico que, habitualmente, afeta os habitantes destas localidades. Por um lado, proporcionando-lhes oportunidades para o usufruto de iniciativas turísticas e culturais de que, por motivos vários, se veem privados; e, por outro lado, procurando a existência de condições para que as localidades em apreço se constituam como destinos de roteiros turísticos e culturais de outras pessoas.

A execução do programa considera ainda outros fatores como contributos válidos no contexto do desenvolvimento pessoal e social dos beneficiários: proporcionar momentos de lazer, de partilha e de convívio entre os beneficiários; fomentar a autonomia, a iniciativa e a criatividade dos beneficiários, apelando e convidando à participação ativa em atividades turísticas, culturais e desportivas; dar a conhecer locais de importância histórica e cultural, com a sensibilização de públicos para a desejada salvaguarda desse património; aumentar o destaque e a notoriedade cultural e turística da aldeia ou lugar que se candidata, procurando vantagens claras para os seus habitantes, nomeadamente com a inclusão da localidade vencedora nas rotas turísticas da Fundação INATEL; promover um sentimento de cooperação e de sentido de justiça, reciprocidade e solidariedade, numa lógica humanista; proporcionar o desenvolvimento das competências pessoais e sociais dos beneficiários, promovendo o seu sentido crítico e de responsabilidade.

Histórico de nomeações / número de participantes / programa concretizado:

Aldeia dos Sonhos | 2014: Ouguela (concelho de Campo Maior, distrito de Portalegre).
60 habitantes tiveram a oportunidade para desfrutar de um programa turístico e cultural em Lisboa.

Aldeia dos Sonhos | 2015: São Miguel do Pinheiro (concelho de Mértola, distrito de Beja). 70 habitantes realizaram uma visita turística e cultural de dois dias à região do Minho e cidade do Porto.

Aldeia dos Sonhos | 2016: Rio de Onor (concelho e distrito de Bragança).
50 habitantes tiveram a oportunidade para realizar um programa turístico e cultural na cidade de Lisboa.

Aldeia dos Sonhos | 2017: Rio de Mel (concelho de Oliveira do Hospital, distrito de Coimbra).
40 habitantes beneficiaram de um programa turístico e cultural na cidade de Lisboa.

Aldeia dos Sonhos | 2018: Penhaforte (concelho de Pinhel, distrito de Guarda).
40 habitantes realizaram um cruzeiro no rio Douro e de um programa turístico e cultural nas cidades Guimarães e Porto.

Aldeia dos Sonhos | 2019: Estrela (concelho de Moura, distrito de Beja).
40 habitantes vão realizar um programa turístico e cultural nas cidades Braga e Porto.
Edição em curso.

Aldeia dos Sonhos | 2020: Carvalha (concelho de Oliveira do Hospital, distrito de Coimbra).
40 habitantes vão realizar um programa turístico e cultural por definir.
Edição em curso.

Continuar a ler
Publicidade

Agenda

Ataque ao Forte da Graça, em Elvas.

É só uma recriação histórica.

Publicado

em

Ataque ao Forte da Graça

4 e 5 de junho

O Forte da Graça vai ser palco de recriação histórica, nos próximos dias 4 e 5 de junho, organizado pela Câmara Municipal de Elvas com o apoio do Grupo de Reconstituição Histórica do Município de Almeida, Associação Napoleónica Portuguesa e Associação Portuguesa para a Preservação e Estudo de Armas Históricas.

A iniciativa pretende ser uma simulação histórica de Ataque ao Forte e evocar o cerco ocorrido no ano de 1811 pelo exército Francês, comandado pelo General Jean de Dieu Soult, proporcionando aos habitantes e visitantes vivenciar os costumes e vivências da época.

Para estes dias de encenação histórica vamos ter no Forte da Graça bancas de artesanato, produtos da terra, tabernas, desfile pelas ruas do Centro Histórico, em autênticas recriações históricas, que oferecem um leque variado de vivências e experiências num ambiente único e inesquecível.

O evento conta ainda com demonstrações de tiro de infantaria e artilharia nas muralhas do forte; fosso com demonstrações de cavalaria; baile oitocentista no cruzeiro e recriação histórica noturna de combate entre o terrapleno e revelim.

Continuar a ler

Sociedade

Município de Grândola quer mais praias no concelho.

Autarquia continua a reivindicar junto da APA autorização para a criação de mais praias

Publicado

em

Município de Grândola quer mais Praias no Concelho

Autarquia continua a reivindicar junto da APA autorização para a criação de mais praias no Concelho e para o reforço dos equipamentos de apoio

Prestes a iniciar mais uma época balnear, altura do ano em que o concelho de Grândola recebe milhares de visitantes, a Câmara Municipal volta a insistir na necessidade urgente de autorização da APA (Agência Portuguesa do Ambiente) para criação de novas praias no Concelho, com os respetivos equipamentos de apoio, bem como, na revisão da capacidade autorizada para as atuais praias – que há muito não corresponde à elevada procura.

No âmbito da revisão do Programa da Orla Costeira Espichel-Odeceixe (POC-EO) – que ainda se encontra a decorrer – o Município deu um parecer desfavorável à proposta que esteve em discussão pública, reiterando que “as propostas de frentes de praia, classificações e dotações não darão resposta à procura que se regista e que é crescente.”

O Município considera que a proposta apresentada é “um instrumento de ordenamento desatualizado e desadequado à resolução dos problemas a que deveria dar resposta e que, por isso, irá perpetuar a utilização balnear existente no litoral alentejano de natureza informal, em troços significativos da costa (desprovida, por isso, de condições de segurança), de deficientes condições de acessibilidade, de estacionamento desregrado nas envolventes das praias, muitas vezes em situações de risco para a segurança pública e para a salvaguarda ambiental”, e aguarda com elevada expetativa que o documento final dê resposta às diversas necessidades identificadas.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!