Últimas:
Há mais cinco restaurantes em Portugal com uma estrela Michelin e nenhum é alentejano. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos

Gastronomia

Há mais cinco restaurantes em Portugal com uma estrela Michelin e nenhum é alentejano.

O Alentejo continua a ter apenas uma estrela Michelin, Chef Carlos Teixeira (Esporão)

Publicado

em

Alentejo continua com uma estrela Michelin

Esporão tem a única estrela Michelin no Alentejo

Na cerimónia da entrega das novas estrelas, que decorreu esta terça-feira, em Toledo, Espanha, há mais cinco restaurante em Portugal que passaram a constar no Guia vermelho de 2023 com uma estrela.

Entre os premiados portugueses, destaque para o chef José Avillez que ganhou uma estrela para o seu Encanto, restaurante vegetariano no Chiado, e que assim junta esta distinção às duas que tem (e manteve) no Belcanto, em Lisboa, e outra na Tasca, no Dubai.

No palco da Gala, em Toledo, fez questão de passar a jaleca com a estrela Michelin do Encanto ao seu sous-chef João Diogo.

A cozinha de influência japonesa dos restaurantes Kabuki, no hotel Ritz, e do Kanazawa foi também distinguida.

A Norte, no Porto, o Euskalduna Studio e restaurante Le Monument fecharam a lista das cinco novidades portuguesas no Guia Michelin de 2023 – o mesmo número de restaurantes da edição anterior.

Confira a lista dos restaurantes portugueses com estrelas do Guia Michelin 2023:

2 estrelas Michelin (7 restaurantes)

Casa de Chá da Boa Nova, Leça da Palmeira. Chef Rui Paula
The Yeatman, Vila Nova de Gaia. Chef Ricardo Costa
Alma, Lisboa. Chef Henrique Sá Pessoa
Belcanto, Lisboa. Chef José Avillez
Ocean, Alporchinhos. Chef Hans Neuner
Vila Joya, Albufeira. Chef Dieter Koschina
Il Gallo d”Oro, Funchal. Chef Benoît Sinthon (tem também uma estrela verde)

1 estrela Michelin (31 restaurantes)

(NOVO) Encanto, Lisboa. Chef José Avillez
(NOVO) Kabuki, Lisboa. Chef Paulo Alves
(NOVO) Kanazawa, Lisboa. Chef Paulo Morais
(NOVO) Euskalduna Studio, Porto. Chef Vasco Coelho Santos
(NOVO) Le Monument, Porto. Chef Julien Montbabut
Mesa de Lemos, Viseu. Chef Diogo Rocha (NOVO: ganhou uma estrela verde)
Al Sud, Lagos, Chef Louis Anjos
A Ver Tavira, Tavira, Chef Luís Brito
Cura, Lisboa, Chef Pedro Pena Bastos
Vila Foz, Porto. Chef Arnaldo Azevedo
Esporão, Reguengos de Monsaraz, Chef Carlos Teixeira (tem também uma estrela verde)
100 Maneiras, Lisboa, Chef Ljubmir Stanisic
Enoko, Lisboa, Chef Eneko Atxa
G, Bragança. Chefs Óscar e António Geadas
A Cozinha, Guimarães. Chef António Loureiro
Largo do Paço da Casa da Calçada, Amarante. Chef Tiago Bonito
Pedro Lemos, Porto. Chef Pedro Lemos
Antiqvvm, Porto. Chef Vítor Matos
Fifty Seconds. Chef Martin Berasategui
Epur, Chef Vincent Farges
Midori, Sintra. Chef Pedro Almeida
Loco, Lisboa. Chef Alexandre Silva
Feitoria, Lisboa. Chef João Rodrigues
LAB by Sergi Arola, Sintra. Chef Sergi Arola
Fortaleza do Guincho, Cascais. Chef Gil Fernandes
Eleven, Lisboa. Chef Joachim Koerper
Vistas, Monte Rei Golf & Country Club, chef Rui Silvestre
Gusto By Heinz Beck, Almancil. Chef Heinz Beck
Vista do Bela Vista Hotel & Spa, Portimão. Chef João Oliveira
Bon Bon, Carvoeiro. Chef José Lopes
William, Funchal. Chef Luís Pestana

c/: DN

Continuar a ler
Publicidade

Gastronomia

Batata doce com semana Gastronómica

A “Mostra Gastronómica do Concelho de Grândola” vai decorrer de 1 a 11 de dezembro.

Publicado

em

Semanas Gastronómicas da batata-doce

arrancam amanhã em Grândola

A última edição de 2022 da mostra gastronómica promovida pelo Município de Grândola é dedicada à batata-doce. O produto endógeno é o principal ingrediente das ementas propostas pelos 10 restaurantes participantes.

Frita, assada, em puré ou migas, a batata-doce a apresentada no cardápio como acompanhamento das carnes grelhadas, da tradicional carne de alguidar, do coelho frito, do robalo, do entrecosto ou do lombo assado e das bochechas no tacho, dos secretos, lombinhos, lagartos ou do churrasquinho de porco preto.

Há ainda propostas novas como o chili com batata-doce, o falafel com quinoa e batata-doce assada ou o puré de mousseline com posta de bacalhau e farofa de pão com batata-doce.

Como sobremesa as sugestões dos restaurantes são as azevias, o bolo, a tarte, o pudim e a mousse de batata-doce com frutos vermelhos.

A “Mostra Gastronómica do Concelho de Grândola” vai decorrer de 1 a 11 de dezembro.

Continuar a ler

Agenda

Mostra de Doçaria de Alcáçovas

A partir da próxima sexta feira e durante todo o fim de semana.

Publicado

em

Mostra de Doçaria de Alcáçovas promete adoçar a boca aos visitantes

Nos dias 25, 26 e 27 de novembro, todos os caminhos vão dar à vila de Alcáçovas, naquela que é a XXI Mostra de Doçaria, promovida pelo Município de Viana do Alentejo com o apoio da Junta de Freguesia de Alcáçovas.

Num fim de semana recheado de doçaria conventual e palaciana onde o Bolo Conde Alcáçovas e o Bolo Real são os reis do certame, 20 doceiros e doceiras de vários pontos do país vão marcar presença.

O certame que já se afirmou como um dos principais eventos do calendário de inverno da região Alentejo, para além de proporcionar ao visitante a oportunidade de saborear um sem fim de doces de fazer crescer água na boca, apresenta ainda o 9º Concurso de Doçaria Conventual e Palaciana promovido pela Junta de Freguesia de Alcáçovas, com o objetivo de sensibilizar para a importância da divulgação e preservação da doçaria tradicional portuguesa, com prémios para os melhores doces a concurso.

Esta 21ª edição do certame vai ter também sessões de showcooking com a presença de uma doceira do concelho, Margarida Ilhéu, e do Chef Celestino Grave.

Os mais novos também não foram esquecidos e vão poder confecionar no Espaço Criança, Brigadeiros
Coloridos e decorar aventais.

Para além dos doces, as estrelas do certame, a Câmara Municipal de Viana do Alentejo preparou um programa cultural recheado de atividades, com destaque para o humor de Jorge Serafim e o espetáculo com Os Vocalistas, na sexta-feira, a Noite de Fados e a homenagem ao Cante Alentejo, no sábado, numa altura em que celebra 8 anos como Património Cultural Imaterial da Humanidade, e que sobem ao palco, sete grupos corais do concelho.

De salientar ainda a atuação da Banda da Sociedade União Alcaçovense e do Grupo de Cavaquinhos do Alentejo da A.M.Ar.T, o After Hours, a dança oriental e fusão, o Passeio a Cavalo – Mostra de Doçaria promovido pela Associação Tauromáquica Alcaçovense e a “Doce Caminhada” organizada pelo Alcáçovas Outdoor Trails.

A Mostra de Doçaria de Alcáçovas que decorre no Parque de Exposições, na Gamita, em Alcáçovas, pode ser visitada no dia 25, a partir das 19h00, dia 26, a partir das 14h00, e no dia 27, a partir das 10h00, encerrando na sexta e no sábado, às 00h00, e no domingo às 20h00.

Razões não faltam para visitar a Mostra de Doçaria e o concelho de Viana do Alentejo que, para além da doçaria, tem ainda para oferecer a gastronomia, o património material e imaterial e o artesanato.

Continuar a ler

Gastronomia

Festival Gastronómico da Lagoa de Santo André

De regresso após 2 anos de pandemia.

Publicado

em

“está de regresso”

Após dois anos de interregno devido à pandemia, está de regresso o Festival Gastronómico da Lagoa de Santo André, entre os dias 28 de outubro e 6 de novembro. Esta será a 6ª edição do certame, que desafia os visitantes a experimentar os sabores da lagoa, do mar e da terra, e que surge agora com um novo figurino.

Ao invés das cinco primeiras edições – na tenda multiusos, na Costa de Santo André – desta vez o Festival decorrerá em cada um dos 14 restaurantes aderentes, um número recorde. “As dificuldades dos estabelecimentos ao nível dos recursos humanos, a par dos constrangimentos logísticos, fizeram com que a Junta de Freguesia de Santo André (JFSA) optasse por esta mudança, cuja possibilidade já tinha sido falada na última edição, em 2019. O primeiro resultado foi logo uma duplicação dos restaurantes aderentes e um consequente aumento da variedade de iguarias que estarão à disposição dos clientes. Este formato tem ainda outra vantagem, permitindo alargar o Festival para dez dias, quando antes decorria apenas durante um fim de semana”, sublinha David Gorgulho, Presidente da JFSA.

Uma vez mais, os sabores da lagoa, do mar e da terra estarão em destaque ao longo dos dez dias, sempre com o objetivo maior de ajudar a projetar, cada vez mais, a Freguesia de Santo André e o Litoral Alentejano, bem como as suas gentes e tradições. O  património gastronómico local é um motivo de orgulho e constitui um importante ativo económico e turístico, que a Junta de Freguesia quer promover e potenciar. Os 14 estabelecimentos aderentes são: Café Terrace , Cantinho dos Sabores , Gentileza à Mesa Café, Ginger Café, Marina’s Restaurante, Restaurante A Cascalheira , Restaurante Chez Daniel, Restaurante Faz-te Esperto, Restaurante Mesa da Vila, Restaurante Figo Doce , Dom Lucas Restaurante, Steakhouse Os Galletos ,Ti Lena Restaurante & Casa do Gin e Casa 14 Restaurante Casa do Benfica.

O novo formato vai mais além e traz consigo um conjunto de atividades complementares aliciantes: no dia 29 de outubro (18h00), o chef David Vitorino promove um showcooking no Café Fragateira, na Costa de Santo André, e vai desafiar os presentes a provar umas bochechas de porco, que serão acompanhadas por batatas no forno, com um twist e cenouras baby da Lagoa; no dia 4 de novembro (10h00), no IEFP em Vila Nova de Santo André, as crianças do 3º e 4º ano (cerca de 180 alunos) do Ensino Básico da Freguesia vão participar num workshop sobre “Alimentação Saudável”, com atividades que visam promover os bons hábitos alimentares e uma vida saudável; no dia 5 de novembro (18h00), novamente no Café Fragateira, na Costa de Santo André, os visitantes terão a oportunidade de participar numa Prova de Vinhos levada a cabo pela Herdade do Cebolal; e ao longo do Festival, nos dias úteis (15h30 – 17h00), os interessados poderão visitar a exposição recentemente inaugurada pelo ICNF, no Monte do Paio – “Centro de Interpretação das Lagoas de Santo André e da Sancha”.

David Gorgulho mostra-se “muito satisfeito com o programa ao dispor dos visitantes” e aponta já para melhorias que a Junta de Freguesia pretende implementar em 2023: “queremos voltar a poder contar com os nossos produtores e artesãos locais e a dar-lhes a oportunidade de expor e fazer negócio durante o Festival. Queremos também que a música e a animação faça parte do Festival, como sempre fez nas primeiras cinco edições”, algo que para já não foi possível neste ano de transição para um novo formato. “Estudaremos depois a melhor forma de integrar tudo. É possível, temos de ser criativos e ambiciosos”, refere o Presidente da JFSA.

O 6º Festival Gastronómico da Lagoa de Santo André conta com o apoio da Câmara Municipal de Santiago do Cacém.

Continuar a ler

ÚLTIMAS

Facebook

x
error: O conteúdo está protegido!!