Últimas:
Grupo Pro-Évora teme pelo futuro do Museu de Évora. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Artes

Grupo Pro-Évora teme pelo futuro do Museu de Évora.

Apoio estatal é pouco superior a 300 mil euros.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

O Museu de Évora, tem um orçamento de 342.290,38 euros

“Valor de apoio para Museu de Évora é o mais baixo a nível nacional”

O Museu de Évora é um dos que merece menor apoio a nível nacional. Para todas as atividades o valor disponibilizado pelo Ministério da Cultura pouco ascende a 340 mil euros.

O valor referido e publicado em DR de 29 de maio refere ainda que a verba para programação corresponderá a 10% dos orçamentos indicados. 

Em comunicado o Grupo Pro Évora pergunta “… como poderá o futuro director do Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo, com aquele orçamento, programar exposições permanentes, temporárias e itinerantes; contratar, eventualmente, os respectivos comissários; promover uma oferta diferenciada no âmbito do serviço educativo; cumprir um plano de comunicação; gerir as colecções, incluindo nesta tarefa estudo e investigação, incorporações, conservação, segurança; gerir o património edificado, incluindo a sua conservação, restauro e salvaguarda, entre várias outras obrigações que deverá cumprir, de acordo com os termos do concurso. “

O Grupo pede mesmo que o orçamento previsto seja revisto “a menos que se pretenda asfixiar a instituição, podendo mesmo ficar comprometida a resposta ao concurso actual para a sua direcção, pois poderá haver quem desista de uma eventual candidatura face aos valores orçamentais irrisórios previstos.”

Outra grave situação afecta presentemente o Museu, segundo o comunicado do Grupo, que diz “estar na iminência de não conseguir abrir as portas por falta de pessoal que garanta a recepção e a vigilância do espaço. “

Artes

Direção-Geral do Patrimonio Cultural anunciou novos diretores.

Um Alentejano no Panteão Nacional e uma historiadora no Museu de Évora.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Nesta primeira fase dos concursos internacionais abertos em 2020, foi anunciada a seleção do historiador de Moura, Santiago Macías para o Panteão Nacional, em Lisboa.

A historiadora e professora universitária Sandra Leandro é a nova directora do Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo, em Évora.

Continuar a ler

x
error: Content is protected !!