Siga-nos

Sociedade

Grândola cantou ‘Grândola Vila Morena’ à janela

Executivo cantou nas janelas da autarquia.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

A Associação 25 de Abril fez o apela.

“A população aceitou e cantou grândola.”  

Hoje o país foi à janela cantar a “Grândola, Vila Morena”, a música composta por Zeca Afonso escolhida pelo Movimento das Forças Armadas em 1974 para anunciar a revolução.

Em comunicado a associação referiu: “A todas as cidadãs e a todos os cidadãos, onde quer que estejam, às mesmas 15 horas, apelamos que suspendam os trabalhos, com exceção dos que o não possam fazer, nomeadamente os que estejam a prestar serviços de saúde, e cantem a “Grândola, Vila Morena” e o hino nacional.

A quem estiver em casa, provavelmente a maioria, apelamos que venham às janelas ou às varandas”, pediu a Associação 25 de Abril e o povo corresponde.

Em Grândola o executivo ‘espalhou-se’ pelas janelas da autarquia e cantou a canção de Zeca.

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Incêndios

Proteção Civil de Beja quer meio aéreo em Moura

Em causa as distâncias entre os corpos de bombeiros que coloca em causa o ataque inicial aos incêndios.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

A Comissão Distrital de Proteção Civil de Beja, emitiu uma tomada de posição sobre a não colocação do meio aéreo de ataque inicial de combate a incêndios rurais, no Centro de Meios Aéreos de Moura, em resultado da Diretiva Operacional n.2 – DECIR 2020. 

“Comando Distrital da Proteção Civil de Beja pretende que o meio aéreo seja posicionado em Moura “

No documento é referido que as distâncias entre Corpos de Bombeiros são elevadas, existindo entre eles uma distância média de 30 Km, o que em termos de ataque inicial aos incêndios e apoio dos meios em triangulação e reforço se torna muito moroso. 

Também a dificuldade em aceder, por meios terrestres, a algumas áreas do território que fica assim sem cobertura aérea de meio de ataque inicial de combate a incêndios, vem reforçar ainda mais a necessidade do seu posicionamento no Centro de Meios Aéreos de Moura por forma a dar cobertura aos concelhos de Moura, Barrancos, Mértola e Serpa. 

A Comissão Distrital de Proteção Civil de Beja recorda ainda que o C.M.A. de Moura está dotado de instalações capazes de receber o meio aéreo de ataque inicial e respetiva equipa, tendo sido alvo de obras de melhoramento no ano transato. 

Esta tomada de posição, reafirma a posição das autarquias de Moura, Barrancos, Mértola e Serpa, que solicitaram na semana passada, com carácter de urgência, uma reunião com o Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, por forma a que esta situação seja ultrapassada. Veja AQUI notícia da TDS. 

Continuar a ler

Copyright © 2020 TDS - Rádio e Televisão do Sul | redação: info@televisaodosul.pt 266702926 |Comercial: dialogohabil@gmail.com Publicidade site | rádio: 917278022

error: Content is protected !!