Siga-nos

Política

Governo avança com medidas de apoio às comunidades ciganas de Moura e Beja.

Números retificados. São 33 casos os que existem na comunidade de Moura.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Foto: Bruno Baltazar | TDS (Bairro Espadanal-Moura)

O Governo desenvolveu um conjunto de medidas para apoiar na resposta à pandemia da covid-19 a comunidade cigana no bairro Espadanal, em Moura, distrito de Beja, onde foram detetados 33 casos positivos, anunciou hoje o executivo.

Em comunicado, o Governo explica que na sequência da realização de testes de despiste à covid-19, foram confirmados 33 casos no bairro onde reside uma comunidade cigana, o que motivou a intervenção do executivo, nomeadamente da secretária de Estado para a Integração e as Migrações, Cláudia Pereira, o secretário Estado da Saúde, António Sales, e o secretário Estado Adjunto e da Defesa Nacional, Jorge Seguro Sanches.

O bairro Espadanal já foi desinfetado e as Forças de Segurança, em articulação com a Autoridade Regional de Saúde (ARS) estão a assegurar as necessidades de alimentação, medicação, receituários e cuidados de saúde enquanto as famílias estiverem em confinamento.

Em comunicado, o executivo adianta ainda que as forças de segurança estão presentes nas zonas de acesso ao bairro, de forma a impedir a saída de pessoas.

O presidente da autarquia confirmou, que os 59 moradores no Espadanal foram todos testados para o novo coronavírus e que os números anunciados são os números finais.

Todos os residentes no Espadanal têm indicações para confinamento obrigatório, não podendo sair do local, e estão a ser vigiados pela GNR.

Além do bairro em Moura, o Governo anunciou também medidas de prevenção no bairro das Pedreiras, em Beja, onde se vai realizar uma ação de desinfeção, durante a próxima semana, com a colaboração da União de Freguesias de Salvador e Santa Maira da Feira.

Em comunicado, o executivo assegura que se vai manter atento às necessidades das populações mais vulneráveis perante a pandemia, entre as quais algumas comunidades ciganas.

COVID-19: Mais 9 casos na região. Alentejo continua sem mortes.

Política

André Ventura apresenta objectivos do CHEGA e quer 2ª volta com Marcelo.

Convenção está a decorrer durante o fim de semana em Évora

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

O líder do Chega abriu a II Convenção Nacional

” Ventura quer ficar em segundo lugar na primeira volta das presidenciais, ser a terceira força nas legislativas e fazer surpresa na autarquias.”

Está a decorrer em Évora a 2ª Convenção do CHEGA. O partido de André Ventura quer reforçar a força interior para conquistar o país.

Na abertura Ventura referiu que ‘se nos afastarmos da nossa linha podemos ganhar o governo mas perdemos o povo.’

O partido vai eleger a nova direção nacional.

O presidente reeleito em 5 de setembro defendeu também as propostas de alteração dos estatutos do partido para “estabilizar” a vida interna, por exemplo o aumento dos mandatos para quatro anos em vez dos atuais três ou a criação da juventude partidária nacional e local, mas não eleita, antes nomeada pela direção e secções distritais.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade

OUTRAS NOTÍCIAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Categorias

ARQUIVO

error: Content is protected !!