Últimas:
GNR de Évora recolhe engenho explosivo em Vendas Novas. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Policias

GNR de Évora recolhe engenho explosivo em Vendas Novas.

Granada de obus será hoje destruída.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

GNR de Évora recolheu granada de obus

” Recolha teve lugar após descoberta dos funcionários da autarquia”

A GNR de Évora através da Equipa EOD (Explosive Ordenance Disposal) do Destacamento de Intervenção procedeu à recolha de um engenho explosivo convencional (granada de obus calibre 155mm).

A ocorrência teve lugar ontem à noite após ter sido detectado por funcionários da Câmara Municipal de Vendas Novas.

O engenho explosivo será hoje destruído segundo anuncia a autoridade.

Crime

GNR encerra duas festas ilegais com 160 pessoas

Festas decorriam nos concelhos de Palmela e Sesimbra.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Setúbal – GNR encerra duas festas ilegais com mais de 160 pessoas 

O Comando Territorial de Setúbal, através do Destacamento Territorial de Palmela e de Setúbal, hoje, dia 25 de abril, cessou duas festas ilegais com mais de 160 pessoas, em duas situações distintas, no concelho de Palmela e no concelho de Sesimbra, em desrespeito às medidas impostas pelo estado de emergência no âmbito do combate à pandemia COVID-19.

Na primeira situação, no concelho de Palmela, na sequência de uma denúncia que estaria a decorrer uma festa ilegal numa quinta, os militares da Guarda deslocaram-se de imediato para o local.

No decorrer da ação, foi desencadeada uma operação policial para identificar as pessoas que se encontravam presentes e cessar o evento, tendo sido possível identificar 85 cidadãos.

Foram levantados os respetivos autos de contraordenação por incumprimento do dever geral de recolhimento domiciliário, tendo ainda sido elaborado um auto de contraordenação por inobservância das regras de realização de eventos e apreendidas três doses de cocaína.

No segundo caso, no concelho de Sesimbra, após uma denúncia de uma festa ilegal numa moradia, foi também realizada uma operação policial para identificar os cidadãos presentes no local, tendo sido possível identificar 80 pessoas.

Também nesta situação foram elaborados os respetivos autos de contraordenação por incumprimento do dever geral de recolhimento domiciliário, e um auto de contraordenação por inobservância das regras de realização de eventos.

Estas ações contaram com o reforço de Destacamento de Intervenção (DI) de Setúbal e da Unidade de Intervenção (UI).

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!