Últimas:
GNR de Évora colabora com ARS Alentejo no contacto de idosos. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Sociedade

GNR de Évora colabora com ARS Alentejo no contacto de idosos.

Em causa processo de vacinação que está a decorrer em todo o país.

Foto: GNR de Évora
Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Processo de vacinação

“GNR alerta para eventuais burlas”

A GNR, através das Seções de Prevenção Criminal e Policiamento Comunitário, está a colaborar com a autoridade de saúde pública, no contacto com os idosos sinalizados no Programa “Censos Sénior”, para a necessidade de vacinação.

O Comando Territorial de Évora tem registados 2654 idosos, cujos dados estão a ser cruzados com os dados das autoridades locais de saúde no sentido de perceber se todos os idosos sinalizados pela GNR estão a ser considerados para o processo de vacinação e posterior convocação, colaborando ainda nos casos em que as autoridades de saúde não conseguem contactar.

A GNR alerta que os contactos com os idosos ‘são feitos unicamente pelos militares da GNR (Seções de Prevenção Criminal e Policiamento Comunitário), conhecidos dos idosos, pelo que qualquer contacto que não sejam destes militares, devem ser recusados e denunciados imediatamente.

A vacinação é gratuita e o agendamento da vacinação não é feito de porta em porta.

Justiça

Juiz Ivo Rosa levanta arresto da propriedade da ex mulher de Sócrates, em Montemor o Novo.

Em causa o Monte das Margaridas propriedade de Sofia Fava.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Arresto levantado ao Monte das Margaridas, em Montemor-o-Novo.

” Operação Marquês “

No despacho instrutório, proferido na sexta-feira, o juiz Ivo Rosa ordenou o levantamento imediato do arresto de vários bens imóveis dos arguidos, designadamente o Monte das Margaridas, em Montemor-o-Novo, adquirido pela ex-mulher de Sócrates Sofia Fava.

“Tendo em conta a decisão de não pronúncia relativamente aos crimes ora em causa, quanto aos saldos bancários apreendidos e bens imóveis arrestados, verifica-se que não existem indícios que as quantias e bens imóveis em causa são produto dos crimes de corrupção passiva de titular de cargo político imputados ao arguido José Sócrates”, lê-se no despacho.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!