Últimas:
GNR da Comporta constitui 2 arguidos por violação do confinamento. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Crime

GNR da Comporta constitui 2 arguidos por violação do confinamento.

A violação do confinamento obrigatório constitui crime de desobediência.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Carvalhal – Constituídos arguidos por violação de confinamento obrigatório COVID-19

 “… os arguidos são dois homens de 39 e 63 anos “

O Posto Territorial de Comporta, constituiu arguidos dois homens de 39 e 63 anos por violação do confinamento obrigatório a que estavam sujeitos, no âmbito da pandemia de COVID-19, na localidade do Carvalhal.

Após denúncia de que dois indivíduos estariam a laborar na área da construção civil, não estando a cumprir o confinamento obrigatório decretado pela autoridade local de saúde, os militares da Guarda deslocaram-se ao local, tendo constatado que os suspeitos efetivamente se encontravam a laborar.

Os homens foram constituídos arguidos, e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Setúbal.

A GNR recorda que ficam em confinamento obrigatório, em estabelecimento de saúde, no respetivo domicílio ou noutro local definido pelas autoridades de saúde todos os doentes com COVID-19, os infetados com SARS-CoV-2 e os cidadãos relativamente a quem a autoridade de saúde ou outros profissionais de saúde tenham determinado vigilância ativa.

A violação do confinamento obrigatório constitui crime de desobediência.

Crime

Câmara de Évora avança com queixa-crime no Ministério Público

Em causa a destruição das placas identificativas da cidade.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Atos de Vandalismo acabam na Justiça

“Placas foram vandalizadas durante o fim-de-semana”

A Câmara de Évora vai avançar com uma queixa-crime no Ministério Público contra desconhecidos por vandalismo das placas identificativas da cidade.

Os atos de vandalismo aconteceram na sequência da colocação de dezenas de bandeiras do PCP que assinalaram os 100 anos do partido.

China, Coreia, Cuba e Venezuela são as palavras escritas nas placas em que foi pintado o nome Évora e o logotipo da UNESCO que a cidade de Évora tem em resultado da sua classificação como Cidade Património Mundial.

Continuar a ler

x
error: Content is protected !!