Últimas:
GNR da Comporta constitui 2 arguidos por violação do confinamento. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Crime

GNR da Comporta constitui 2 arguidos por violação do confinamento.

A violação do confinamento obrigatório constitui crime de desobediência.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Carvalhal – Constituídos arguidos por violação de confinamento obrigatório COVID-19

 “… os arguidos são dois homens de 39 e 63 anos “

O Posto Territorial de Comporta, constituiu arguidos dois homens de 39 e 63 anos por violação do confinamento obrigatório a que estavam sujeitos, no âmbito da pandemia de COVID-19, na localidade do Carvalhal.

Após denúncia de que dois indivíduos estariam a laborar na área da construção civil, não estando a cumprir o confinamento obrigatório decretado pela autoridade local de saúde, os militares da Guarda deslocaram-se ao local, tendo constatado que os suspeitos efetivamente se encontravam a laborar.

Os homens foram constituídos arguidos, e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Setúbal.

A GNR recorda que ficam em confinamento obrigatório, em estabelecimento de saúde, no respetivo domicílio ou noutro local definido pelas autoridades de saúde todos os doentes com COVID-19, os infetados com SARS-CoV-2 e os cidadãos relativamente a quem a autoridade de saúde ou outros profissionais de saúde tenham determinado vigilância ativa.

A violação do confinamento obrigatório constitui crime de desobediência.

Crime

Material informático furtado foi recuperado pala GNR

Homem de 27 anos foi identificado.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Vendas Novas – Recuperação de material informático furtado

O Comando Territorial de Évora, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Montemor-o-Novo, hoje, recuperou diverso material informático furtado num estabelecimento comercial, em Vendas Novas.
Na sequência de uma denúncia relacionada com um furto de diverso material informático num estabelecimento comercial.

Os militares da Guarda levaram a cabo diligências policiais que permitiram dar cumprimento a um mandado de busca domiciliária, que culminou com a apreensão de diverso material furtado, destacando-se:

  • Uma lanterna;
  • Uma bolsa de transporte para computador portátil;
  • Um teclado;
  • Três ratos óticos;
  • Um disco externo;
  • Quatro carregadores universais;
  • Diversos cabos de ligação.

Os artigos apreendidos foram devolvidos ao legítimo proprietário.

Foi identificado um homem de 27 anos e os factos foram remetidos para o Tribunal Judicial de Montemor-o-Novo.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!