Siga-nos

A Rádio

“Gentes da Nossa Terra” encerra a semana em Arraiolos.

Sónia Soares foi aos tapetes de Arraiolos em mês da Mostra Gastronómica de Arraiolos.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

No mês dos Tapetes e das Empadas com a Mostra Gastronómica de Arraiolos a TDS visitou Arraiolos.

“Sónia Soares foi ver como são feitos os tapetes de Arraiolos”

Oiça na TDS. Estas sexta feira às 11h00. Sónia Soares em Arraiolos a tomar o pulso aos Tapetes de Arraiolos.

A confeção dos tapetes de Arraiolos ter-se-á iniciado provavelmente no começo deste período, sendo fruto da curiosidade de artesãs isoladas, ou do trabalho conventual alentejano.

Trata-se, porém, de uma hipótese não confirmada até ao presente.

Possuíam cores muito bonitas, bem combinadas e em grande número. Os contornos eram bordados a ponto de pé de flor sobre serapilheira. Eram cheios a ponto de Arraiolos mais ou menos perfeito. A barra era feita sem cantos, pois estes eram feitos num quadrado. A franja era feita com agulhas de croché.

Nesta época executavam-se tapetes «eruditos» com desenhos preconcebidos muito perfeitos e outros «populares», que eram feitos de forma livre.

A Tapeçaria portuguesa bordada à mão, com o nome de Bordado de Arraiolos, só data oficialmente do princípio do século XVII, mas é permitido supor que já se praticasse muito anteriormente, visto que o ponto cruzado oblíquo (actualmente conhecido em todo o mundo por ponto de Arraiolos) também já se praticava na Península Ibérica desde o século XII.

A Rádio

“Desembarque” estreia hoje na TDSrádio. A cultura em primeiro lugar.

Rita Carneiro estreia na TDS às 17h00 deste sábado.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Programa de uma hora de cultura, notícias, eventos, música, etc

“Desembarque”

Desembarque é um programa semanal com duração de uma hora e que pretende, acima de tudo, pela sua génese, abordar a Cultura no seu sentido mais lato, ou seja, tanto dar destaque a notícias, novidades, eventos, quanto abordar um autor, uma obra, quer seja literária, discográfica, cinematográfica…

Desembarque surgiu da estreita relação da autora com a temática cultural em geral. Licenciada em Antropologia Cultural e Social, pela Universidade Nova de Lisboa, Rita Carneiro cedo se apercebeu da quase ausência de espaços que pudessem e quisessem dar ênfase a esta vertente tão importante da nossa vida em sociedade. 

Assim nasceu Desembarque, da necessidade que a autora sentiu em transmitir, primordialmente no Arquipélago dos Açores, onde reside, as iniciativas que a este nível vão surgindo, cada vez com mais intensidade, mas não apenas por aí, do nível local ao nacional, do nacional ao internacional, a divulgação é a arma mais poderosa nos tempos que correm. 

Actualmente, aposta na divulgação não só da música portuguesa de qualidade como também na estrangeira, tentando manter sempre esses mesmos níveis de qualidade, introduziu uma pequena rúbrica dedicada à poesia e aos melhores “dizeurs”, não só mais antigos como essencialmente aos actuais.

Desembarque é apenas isso: dar um pouco de voz a um dos aspectos mais importantes de qualquer sociedade – a sua cultura!

Continuar a ler

error: Content is protected !!