Últimas:
Fundação que gere o Lar de Reguengos diz ser vítima de campanha difamatória. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Sociedade

Fundação que gere o Lar de Reguengos diz ser vítima de campanha difamatória.

Fundação garante dar ‘respostas adequadas nas instâncias competentes’

Foto: TDS (direitos reservados)
Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva

“… perseguição ignóbil ao Presidente do Conselho de Administração da Fundação…”

A Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva, que gere o lar em que se registaram 18 mortes, em Reguengos de Monsaraz, diz, em comunicado, ser alvo de ‘campanha … difamatória”.

Em comunicado a que a TDS teve acesso a Fundação refere que ontem, “verificou-se mais um episódio dessa perseguição ignóbil ao Presidente do Conselho de Administração da Fundação ( e os restantes diretores no desempenho de funções) a propósito do facto de ter sido vacinado no quadro do Plano Nacional de Vacinação às Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas”.

A nota termina com a Fundação a referir que a “perseguição de que a Fundação e o Presidente do Conselho de Administração vêm sendo vitimas, por constituírem atos ignóbeis no contexto da tragédia que assola o país e o mundo, será, por isso, objeto das respostas adequadas nas instâncias competentes que, não reparando o prejuízo já causado, reporão, pelo menos, a verdade.”

Sociedade

GNR de Évora colabora com ARS Alentejo no contacto de idosos.

Em causa processo de vacinação que está a decorrer em todo o país.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Foto: GNR de Évora

Processo de vacinação

“GNR alerta para eventuais burlas”

A GNR, através das Seções de Prevenção Criminal e Policiamento Comunitário, está a colaborar com a autoridade de saúde pública, no contacto com os idosos sinalizados no Programa “Censos Sénior”, para a necessidade de vacinação.

O Comando Territorial de Évora tem registados 2654 idosos, cujos dados estão a ser cruzados com os dados das autoridades locais de saúde no sentido de perceber se todos os idosos sinalizados pela GNR estão a ser considerados para o processo de vacinação e posterior convocação, colaborando ainda nos casos em que as autoridades de saúde não conseguem contactar.

A GNR alerta que os contactos com os idosos ‘são feitos unicamente pelos militares da GNR (Seções de Prevenção Criminal e Policiamento Comunitário), conhecidos dos idosos, pelo que qualquer contacto que não sejam destes militares, devem ser recusados e denunciados imediatamente.

A vacinação é gratuita e o agendamento da vacinação não é feito de porta em porta.

Continuar a ler

x
error: Content is protected !!