Siga-nos

Notícia TDS

Fronteira em Barrancos deverá abrir ainda este mês.

Representantes de Portugal e Espanha reunem em maio e deverão anunciar a abertura de imediato.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Foto: TDS (direitos reservados)

A informação foi apurada pela TDS junto de fonte ministerial

“Trabalhadores transfronteiriços de Barrancos tem que fazer 300kms para poderem trabalhar”

O dossiê ‘Fronteira de Barrancos’ está prestes a ser resolvido.

Portugal vai reunir com Espanha, ainda este mês, para a resolução do problema. Após o encontro deverá ser anunciada a abertura da fronteira.

A solução deverá ser idêntica a S.Leonardo, Mourão. A fronteira abre 4 horas por dia, duas de manhã e duas ao final do dia.

Do lado português está tudo pronto para avançar com a abertura parcial após os pareceres da GNR e do SEF.

Ambas as forças terão que estar em simultâneo na fronteira com o controlo de passageiros a ser feito pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

O encerramento da fronteira de Barrancos aconteceu em meados de março tendo a câmara de Barrancos enviado uma exposição dirigida ao MAI(Ministério da Administração Interna) a  4 de Maio, quase 2 meses após o encerramento.

No documento enviado pela autarquia a que a TDS teve acesso, refere que ” o encerramento da fronteira veio provocar um impacto extremamente negativo a nível da economia, do emprego, e da vida familiar local…”.

A autarquia refere ainda que ‘não admite não ter um tratamento idêntico a Mourão’.

A nota enviada ao ministério refere igualmente “que esta situação pode trazer alteração da ordem pública”.

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Notícia TDS

Três militares da GNR agredidos num café em Cuba.

Só o corpo de intervenção conseguiu colocar fim às agressões.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Militares agredidos são dois do posto de Cuba e um terceiro do destacamento de intervenção de Beja.

“3 militares agredidos tiveram que receber assistência no Hospital de Beja”

A TDS sabe que um dos militares tem um golpe na testa e um outro saiu do local de maca. O primeiro militar a chegar ao local terá sido atingido com uma garrafa na testa. A informação foi adiantada à TDS por populares que assistiram aos tumultos.

Tudo se passou no café Estrela, em Cuba. Três homens envolveram-se em agressões com o proprietário do estabelecimento.

Um dos militares da guarda que estava em casa a descansar, (pertencente ao destacamento de intervenção de Beja)  e que reside próximo do café tentou colocar fim às agressões mas acabou ferido.

Igualmente feridos ficaram mais dois elementos da GNR de Cuba que se deslocaram em serviço ao local. São os 3 feridos da GNR que estão a receber assistência no Hospital de Beja.

Os agressores são 3 homens, da mesma família, que acabaram por ser detidos por elementos do destacamento de intervenção da GNR de Beja.

Nesta altura estão detidos no posto territorial de Beja da GNR. Deverão ser ouvidos amanhã por um juiz.

No local esteve o destacamento de intervenção de Beja assim como militares de Vidigueira e Cuba.

No local estiveram ainda elementos dos NIC de Beja ( Núcleo de Intervenção Criminal ).

Os incidentes tiveram lugar cerca das 20h30 de hoje.

Homem que agrediu militares da GNR em Ponte de Sor tinha plantação de droga em casa.

Continuar a ler

Copyright © 2020 TDS - Rádio e Televisão do Sul | redação: info@televisaodosul.pt 266702926 |Comercial: dialogohabil@gmail.com Publicidade site | rádio: 917278022

error: Content is protected !!