Siga-nos

Sociedade

Fronteira de Barrancos abre a 1 de Junho mas só às 2ªs e 5ªs feiras.

Trabalhadores pretendiam a abertura durante toda a semana.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Barrancos com fronteira aberta durante dois dias por semana

“2ªs e 5ªs feiras a fronteira abre”

O despacho 5897-A/2020 publicado hoje estabelecimento um regime diferente dos que já estão em vigor nas várias fronteiras terrestres.

Os governos de Portugal e de Espanha decidiram abrir 2 dias por semana a fronteira de Barrancos / Encinasola.

A abertura irá acontecer apenas  “às segundas-feiras e às quintas-feiras, das 06:00 horas às 08:00 horas e das 17:00 horas às 19:00 horas.

Trata-se da fronteira de Barrancos, EN 258, km 105,5, que efetua a ligação à HU-9101, é ponto de passagem autorizado na fronteira terrestre.

Segundo o Despacho hoje publicado em DR é justificado o motivo para esta alteração, “Assim, pelas caraterísticas peculiares das localidades acima referidas e sob pena de causar constrangimentos às atividades essenciais da população local, o corte total das vias de acesso não se afigura a modalidade mais adequada, termos em que se justifica, a título excecional e por curtos períodos de tempo, autorizar a passagem na fronteira terrestre.”

A abertura está agendada a partir de 1 de junho.

Sociedade

Arronches foi o concelho alentejano com menos nascimentos

Apenas dois bebés desde o início do ano.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Arronches com menos nascimentos

“Alentejo fica fora dos 10 concelhos com mais nascimentos”

Só Manteigas e Corvo registaram, este ano até Julho, menos nascimentos do que Arronches. O concelho alentejano regista o nascimento de duas crianças enquanto os concelhos citados registaram um nascimento apenas.

Quanto aos concelhos com mais nascimentos Lisboa lidera com 5832 seguido do Porto com 2119.

Entre os 10 concelhos com mais nascimentos em Portugal não está nenhum do Alentejo. Na região só Évora e Beja registaram mais de 100 nascimentos até julho.

A nível nacional

Depois de um aumento em 2018, o número de nascimentos em Portugal voltou a encolher no ano passado.

Em 2019, nasceram 87 mil crianças em território nacional, sendo que destas 86.557 são filhos de mães residentes.

Assim, e mesmo com o número de óbitos a diminuir ligeiramente, o saldo natural foi negativo pelo 11.º ano consecutivo.

Em 2019 registaram-se em território nacional 87.000 nados-vivos e 112.253 óbitos. O número de nados-vivos de mães residentes em Portugal foi 86.557, menos 0,5% em relação a 2018.

Os números foram divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística.

Continuar a ler

Copyright © 2020 TDS - Rádio e Televisão do Sul | redação: info@televisaodosul.pt 266702926 |Comercial: dialogohabil@gmail.com Publicidade site | rádio: 917278022

error: Content is protected !!