Últimas:
Festival sete sóis, sete luas, em Odemira – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos

Música

Festival sete sóis, sete luas, em Odemira

O Festival Sete Sóis Sete Luas 2022 é promovido, nesta sua 30ª edição, por uma Rede Cultural de 30 cidades de 10 Países do Mediterrâneo e do mundo lusófono: Brasil, Cabo Verde, Croácia, Eslovénia, Espanha, França, Itália, Marrocos, Portugal, Tunísia.

Publicado

em

FESTIVAL SETE SÓIS, SETE LUAS

NO CONCELHO DE ODEMIRA EM AGOSTO

A 30.ª edição do Festival Sete Sóis, Sete Luas arranca em Odemira com a realização de uma residência artística street arte, entre os dias 11 e 16 de agosto, com SEPT (Ilha da Reunião) que irá estar a pintar um mural na margem esquerda do Rio Mira.

Este momento artístico será o levantar o véu da participação no Festival Sete Sóis, Sete Luas na programação cultural do mês de setembro que irá decorrer no concelho de Odemira.

Sept é um dos novos talentos da Ilha da Reunião. Originário do sul da ilha, este street artist ficou, em março de 2015, em segundo lugar no concurso Cult’Urban Graffiti da cidade de Saint-Pierre (Ilha da Reunião), e alguns meses depois fez a sua primeira exposição individual na sua ilha natal, seguida de uma série de exposições individuais, coletivas e live performances em Paris. Sept gosta de usar unicamente tinta em spray, nas paredes ou na tela: pinta animais ou personagens loucas, com cores vibrantes. Adora a leveza e prefere paredes velhas e danificadas, porque representam novos desafios.

Autarquias

Monumento ao cante inaugurado em Odemira

Com a presença do Ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva, e do Presidente da Câmara, Hélder Guerreiro.

Publicado

em

Odemira

Monumento ao cante

A inauguração do Monumento ao Cante Alentejano, em Odemira, está agendada para o dia 27 de novembro, pelas 10.30 horas, na Quinta da Estrela, numa cerimónia que contará com a presença do Ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva, e do Presidente da Câmara, Hélder Guerreiro.

 Esta iniciativa acontece, simbolicamente, no dia em que o Cante Coral Alentejano foi classificado pela UNESCO como Património Cultural Imaterial da Humanidade (em 2014).

Através deste monumento, da autoria do escultor Fernando Fonseca e cuja execução esteve a cargo da empresa Gate7, o Município de Odemira presta homenagem ao Cante Alentejano e aos seus intérpretes, perpetuando a sua memória e incentivando as novas gerações a manterem viva esta prática expressiva tradicional.

A escultura consiste num grupo coral de dimensões monumentais que não deixará ninguém indiferente, com 12,5 metros de comprimento, 6 metros de altura e mais de 14 toneladas de peso.

A cerimónia de inauguração será vivida em ambiente de festa e contará com as participações dos Grupos Corais de Odemira, São Luís, Vila Nova de Milfontes, Vozes Femininas de Amoreiras-Gare, Os Ganhões de Castro Verde, o Rancho de Cantadores de Aldeia Nova de São Bento e o Grupo Coral Infantil de Odemira Cá se Canta.

O programa contará com a inauguração da exposição de fotografia “Cante – Alma do Alentejo”, da autoria da fotojornalista Ana Baião, e cedida pelo Museu do Cante Alentejano / Município de Serpa, patente ao público junto à Casa do Povo de Odemira.

Este momento será aberto à comunidade e terminará com um almoço-convívio, no Jardim Ribeirinho do Mira, a partir das 12.30 horas.

Continuar a ler

Música

Paco Bandeira hoje na rádio TDS

Hoje às 19h00

Publicado

em

Por

CANTA E ENCANTA HÁ 60 ANOS…

PACO BANDEIRA

PACO BANDEIRA É UM NOME QUE DISPENSA APRESENTAÇÕES…MAS QUE CONTINUA NUM PERCURSO LIGADO AO MUNDO DA MUSICA…NEM SEMPRE BEM COMPREENDIDO OU ACEITE…

HOJE DAMOS-LHE A VEZ E A VOZ…

UMA ENTREVISTA DE GERMANO CAMPOS AS 19H NA RADIO TDS.

Continuar a ler

Música

Morreu Gal Costa. Rádio TDS emite concerto esta noite.

“A Pele do Futuro Ao Vivo” foi gravado em março de 2019.

Publicado

em

Morreu Gal Costa, uma das maiores vozes da música brasileira, aos 77 anos.

A causa da morte é, para já, desconhecida.

A cantora foi operada em Setembro e desde aí ainda não tinha regressado aos palcos, mas já tinha datas marcadas para uma digressão em Dezembro e Janeiro.

Nasceu em Salvador, na Bahia, em 1945, Gal Costa sempre foi incentivada pela mãe a seguir carreira na música.

Já o pai, que morreu durante a adolescência da artista, foi uma figura ausente.

O concerto que a TDS transmite a partir das 22h00

“A Pele do Futuro Ao Vivo” foi gravado em março de 2019, durante duas apresentações na Casa Natura Musical (SP).

O show é dividido em 3 atos: o primeiro concentra as canções escritas à sombra da ditadura militar dos 1960 e 1970; o segundo bloco agrupa as canções de amor e desamor e o terceiro traz uma série de temas dançantes.

O espetáculo foi idealizado e dirigido por Marcus Preto. O DVD tem direção de Henrique Carvalhães e Rafael Gomes.

A captação de som e a mixagem ficaram sob os cuidados de Duda Mello. Omar Salomão assina a luz, o cenário e a capa do álbum, feita sobre a fotografia de Marcos Hermes.

A banda conta com Pedro Sá na guitarra, Chicão nos teclados, Lucas Martins no baixo, Hugo Hori na flauta e no saxofone e Pupillo na bateria e direção musical.

Show Gal Costa | A Pele Do Futuro Ao Vivo

Temas: Dê um Rolê 1:10 Mãe de Todas as Vozes 4:51 Mamãe Coragem 8:30 Vaca Profana 12:01 Viagem Passageira 17:20 London, London 22:23 As Curvas da Estrada de Santos 27:48 Motor 31:48 Lágrimas Negras 36:19 Que Pena 40:42 Sua Estupidez 45:40 Palavras no Corpo 49:36 Volta 53:48 O Que é Que Há 58:05 Minha Mãe 1:02:00 Oração da Mãe Menininha 1:04:43 Chuva de Prata 1:09:02 Sublime 1:12:30 Cuidando de Longe 1:17:15 Azul 1:20:58 Bloco do Prazer 1:25:50 Balancê 1:28:56 Massa Real 1:30:42 Festa do Interior 1:32:36

Continuar a ler

ÚLTIMAS

Facebook

x
error: O conteúdo está protegido!!