Siga-nos

Gastronomia

Faleceu Manuel Fialho, do histórico restaurante Fialho, em Évora.

Um dos rostos da gastronomia alentejana

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Foto: Facebook

Faleceu esta quarta-feira, dia 25 de março, Manuel Fialho, do histórico restaurante O Fialho, em Évora.

Em comunicado, o Turismo do Alentejo recorda Manuel Fialho como “uma personalidade incontornável da sociedade alentejana a quem a região e Portugal muito devem”.

“Durante décadas comandou os destinos do Restaurante O Fialho, recuperando muitas das receitas tradicionais entretanto caídas no esquecimento, e ajudando a elevar o estatuto da gastronomia alentejana a uma das “almas gastronómicas de Portugal”.

Foi também co-autor de diversas obras sobre o tema, destacando-se a coordenação da “Carta Gastronómica do Alentejo – Monumenta Transtaganae Gastronomica”.”

“O Alentejo perde uma figura de vulto que tanto contribuiu para a gastronomia, a cultura e o turismo do Alentejo”, afirma Vítor Silva, presidente da Agência de Promoção Turística do Alentejo, acrescentando que “embora hoje o Alentejo fique órfão de uma figura amada e admirada por muitos, Manuel Fialho deixa muitos discípulos numa geração de cozinheiros que, através do seu trabalho, lhe prestarão uma homenagem diária”.

Segundo António Ceia da Silva, presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo, Manuel Fialho foi “uma grande referência não só para o Turismo do Alentejo, mas também de Portugal. Nunca teremos a noção daquilo que efetivamente lhe ficámos a dever. Mas, principalmente, foi um grande amigo, um companheiro de luta.”

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Gastronomia

“Pão Solidário” para quem tem que trabalhar nesta altura.

Veja o trabalho de quem não quer que o pão quente acabe em Grândola

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Foto e Imagem: Bruno Baltazar | TDS (direitos reservados)

Fornadas quentinhas as 12h e ás 19h.

Trabalham por gosto mas essencialmente para ajudar quem nesta altura tem que trabalhar.

Bombeiros e GNR mas não só. São muitos os que já provaram pão quente em tempo de restrições entre eles muitos idosos.

São de Grândola, dois homens e uma mulher. Todos os dias, duas vezes ao dia metem as mãos na massa.

Fazem a distribuição em conjunto com a Junta de Freguesia local mas muitos vão ao local de fabrico comprar.

Um euro por pão para ajudar na compra de mais farinha…para mais pão.

Na sua publicação no Facebook afirmam:

“Queremos muito servir a todos, mas nos últimos dias temos trabalhado 19h diárias sem pausas e se assim continuarmos, não conseguiremos cumprir o objectivo da nossa causa que é levar pão a todas as mesas que tenham necessidades..  Toda a vila de Grândola e localidades adjacentes nos têm apoiado e adquirido o nosso pão, e se vamos ajudar os que mais precisam, em parte o mérito é vosso, que nos ajudaram e ajudam”, referem.

Não estão na linha da frente mas também são heróis em tempo de Pandemia.

Continuar a ler

Mais vistas

Copyright © 2020 TDS - Rádio e Televisão do Sul | redação: info@televisaodosul.pt 266702926 |Comercial: dialogohabil@gmail.com 917278022