Siga-nos

Gastronomia

Faleceu Manuel Fialho, do histórico restaurante Fialho, em Évora.

Um dos rostos da gastronomia alentejana

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Foto: Facebook

Faleceu esta quarta-feira, dia 25 de março, Manuel Fialho, do histórico restaurante O Fialho, em Évora.

Em comunicado, o Turismo do Alentejo recorda Manuel Fialho como “uma personalidade incontornável da sociedade alentejana a quem a região e Portugal muito devem”.

“Durante décadas comandou os destinos do Restaurante O Fialho, recuperando muitas das receitas tradicionais entretanto caídas no esquecimento, e ajudando a elevar o estatuto da gastronomia alentejana a uma das “almas gastronómicas de Portugal”.

Foi também co-autor de diversas obras sobre o tema, destacando-se a coordenação da “Carta Gastronómica do Alentejo – Monumenta Transtaganae Gastronomica”.”

“O Alentejo perde uma figura de vulto que tanto contribuiu para a gastronomia, a cultura e o turismo do Alentejo”, afirma Vítor Silva, presidente da Agência de Promoção Turística do Alentejo, acrescentando que “embora hoje o Alentejo fique órfão de uma figura amada e admirada por muitos, Manuel Fialho deixa muitos discípulos numa geração de cozinheiros que, através do seu trabalho, lhe prestarão uma homenagem diária”.

Segundo António Ceia da Silva, presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo, Manuel Fialho foi “uma grande referência não só para o Turismo do Alentejo, mas também de Portugal. Nunca teremos a noção daquilo que efetivamente lhe ficámos a dever. Mas, principalmente, foi um grande amigo, um companheiro de luta.”

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Gastronomia

Estudo avalia os efeitos benéficos da dieta Mediterrânica na redução da obesidade juvenil

Consórcio vai iniciar estudo clínico com a participação de 240 adolescentes obesos, com idades compreendidas entre os 13 e 16 anos, de Portugal, Espanha e Itália.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Uma equipa de investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC), liderada por Maria Filomena Botelho, integra o consórcio internacional MED4Youth, que está a avaliar o impacto de uma dieta mediterrânica com restrição de energia e enriquecida com frutos secos, grão-de-bico, romã e pão de fermento na redução de peso e dos fatores associados à obesidade juvenil.

“Consórcio vai iniciar estudo clínico com a participação de 240 adolescentes obesos, com idades compreendidas entre os 13 e 16 anos, de Portugal, Espanha e Itália.”

O principal objetivo deste estudo clínico, com a duração de quatro meses, é «demonstrar que uma dieta mediterrânica com restrição de energia e enriquecida com produtos típicos do Mediterrâneo, como a romã, o grão-de-bico, os frutos secos e o pão de fermento, é mais eficaz na redução de peso e dos fatores de risco cardiovasculares associados à obesidade juvenil comparativamente com uma dieta convencional com pouca gordura e restrição de energia», explica Maria Filomena Botelho.

A investigação vai utilizar tecnologias “ómicas”, tecnologias que permitem obter uma “radiografia” global dos processos biológicos, para analisar se os efeitos para a saúde da intervenção clínica são associados a mudanças favoráveis em populações bacterianas e metabolitos intestinais.

De salientar ainda que a obesidade está associada a maiores taxas de diabetes, hipercolesterolemia, doença do fígado gordo não-alcoólica e pressão sanguínea elevada, fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares na vida adulta.

O consórcio do projeto MED4Youth é coordenado pelo centro de tecnologia Eurecat (Espanha) e, além da Universidade de Coimbra, envolve também a Universidade de Parma (Itália), Shikma Field Crops (Israel), o Scientific Food Center (Jordânia) e a NOVAPAN (Espanha).

Continuar a ler

Copyright © 2020 TDS - Rádio e Televisão do Sul | redação: info@televisaodosul.pt 266702926 |Comercial: dialogohabil@gmail.com Publicidade site | rádio: 917278022

error: Content is protected !!