Últimas:
Fado em Setúbal cancelado – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Música

Fado em Setúbal cancelado

Programa iria realizar-se nos dias 16 e 30 julho depois de ter sido realizado em junho

Imagem: Câmara Municipal de Setúbal
Ana Catarina Ventura

Publicado

em

Evento tinha sido oficializado em junho

“Questões pandémicas estão na origem do cancelamento.”

Os concertos do programa Fado em Setúbal que estavam previstos para 16 e 30 de julho, na União das Freguesias de Setúbal, foram cancelados.

Os concertos deste programa organizado pela Câmara Municipal de Setúbal e cuja entrada era livre esperavam, para a noite de 16 de julho, uma sessão na Praceta da Primavera com os fadistas Deolinda de Jesus, Eugénio Almeida e Joana Lança.

Na noite de dia 30, prevista para o Largo da Fonte Nova, contava com as atuações de Alfredo Santos, Deolinda de Jesus e Joana Lança.

A edição 2021 do Fado em Setúbal teve início em junho e leva o fado a vários espaços do território setubalense.

Em declarações à TDS, a Câmara Municipal de Setúbal esclarece que a razão para o cancelamento são “questões relacionadas com a pandemia”.

Artes

Evento “microFIAR” adiado para 2022

Programação seria nos dias 23, 24 e 25 de julho

Ana Catarina Ventura

Publicado

em

Imagem: Câmara Municipal de Palmela

Adiamento acontece devido à pandemia

“Concelho de Palmela em risco muito elevado”

A programação do microFIAR,  que estava inicialmente prevista para os dias 23, 24 e 25 de julho, em Palmela, foi reagendada para 2022.

A Câmara Municipal esclarece que “considerando o agravamento da situação pandémica por todo o país, e estando o concelho de Palmela atualmente em situação de “risco muito elevado”, a organização, a cargo da FIAR – Associação Cultural, decidiu adiar o evento, transitando toda a programação para o FIAR 2022.”

A mesma Associação considera que “a realização do evento neste momento acarreta riscos e que a incerteza instalada impede o normal exercício de organização, com a tranquilidade e o planeamento necessários.”

O FIAR apoia-se na valorização do território e da comunidade que nele vive, como palco e veículo para o enaltecimento da tradição, olhando sempre para a vanguarda. Procura nas ruas, nos locais para espetáculos convencionais e não-convencionais, que uma vila inteira seja simultaneamente acolhedora e acolhida.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!