Siga-nos

Desportos

Ex jogador do Juventude de Évora conquista Taça dos Libertadores

Jorge Jesus sagrou-se campeão sul americano agora como treinador do Flamengo

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Técnico esteve ao serviço do Juventude de Évora, enquanto jogador, na época 1979/80

Jorge Fernando Pinheiro de Jesus, mais conhecido como Jorge Jesus, foi jogador do Juventude de Évora, época 1979/80, tendo esta noite a sua maior conquista mas enquanto treinador.

Jesus, de 65 anos, conquistou a Taça dos Libertadores ao serviço do Flamengo.

O técnico natural da Amadora, conquistou a Libertadores após bater o River Plate por 2-1, com uma reviravolta incrível. Borré marcou aos 14′ mas Gabigol bisou aos 89′ e 90’+2, dando a volta.

Refira-se que poderá sagrar-se campeão brasileiro já este domingo, se o Palmeiras não vencer o seu jogo.

Equipa 1979/80 do Juventude Évora

O Juventude de Évora na época 1979/80, teve um dos melhores planteis de sempre, tendo ficado muito perto da subida ao escalão principal do futebol português.

O plantel era formado por Jorge Jesus (campeão da Libertadores 2019), Fernando Peres (treinador), Lapa, Santos, Cardoso, Barrinha, Nivaldo , Dário, Edmilson, Professor João Inverno (treinador adjunto), Machado (massagista), Gaspar, Ricardo, Simplicio, Artur, Arnaldo José, Modas, Fernando Sousa e Gomes.

O técnico Fernando Peres, que faleceu em fevereiro deste ano, falou, a alguns anos, de Jesus e recordou a passagem do agora técnico do Flamengo, pelo Juventude.

“… o interesse em ser treinador chegou depressa, lembro-me da atenção que dedicava às palestras. Conversava muito com ele e o Jesus acabava por ser quase um porta-voz do técnico em campo”.

Peres, que foi Magriço em 1966, sorri e  conta toda a história: “Fui buscá-lo e ao Miguel Quaresma, seu adjunto, aos Juniores do Sporting para Peniche, seguindo comigo para o JUVENTUDE DE ÉVORA e União de Leiria.

Sempre soube ouvir, era disciplinado em termos tácticos e daí o seu rigor. Somos amigos, mantivemos contactos e, quando pensaram em ser treinadores, emprestei-lhes apontamentos que tirara junto de Ernst Happel, então treinador do Standard de Liége. ”

Desportos

É de Beja o único alentejano na Seleção Sub 15 em futebol.

Está integrado no estágio a decorrer no Algarve e tem como ídolo Cristiano Ronaldo.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Foto: FPF

A Equipa das Quinas já se encontra reunida para preparar a participação no Torneio de Desenvolvimento da UEFA e conta com um alentejano de Beja.

Chama-se Rodrigo Serafim e já está no estágio em Almancil, com os olhos postos na participação no Torneio de Desenvolvimento da UEFA, entre os dias 22 e 26 de novembro.

A Equipa das Quinas terá como adversários as congéneres da Itália, da Finlândia e da Espanha.

Este benesse foi convocado por José Lima. Joga no Despertar SC, de Beja e referiu ao site da FPF quais foram os segredos para atingir a Equipa das Quinas. 

“Cheguei cá com trabalho e dedicação, apesar de ser ainda sub-14. Dei o meu máximo todos os dias nos treinos e nos jogos. Felizmente surgiu a possibilidade de vir e consegui aproveitá-la”, começou por referir.

O jovem extremo alentejano salientou a importância da competição interassociações nesta chamada à Seleção Nacional. “O Torneio Lopes da Silva acabou por ser importante, claro. Foi uma grande experiência, fui lá pela primeira vez nesta última edição e creio que me ajudou bastante. Não estava muito à espera desta chamada, mas dentro de mim havia sempre aquela esperança de ser convocado”, confessou.

O atleta explicou a forma como as pessoas no Despertar SC receberam a notícia da sua vinda à seleção. “No meu clube, as pessoas ficaram bastante orgulhosas por ser um dos primeiros a chegar ao patamar de Seleção. Deram-me os parabéns e fizeram votos de que fosse a primeira de muitas chamadas” contou.

Com Cristiano Ronaldo como ídolo pelo seu trabalho e dedicação, Rodrigo recorda a forma como deu os primeiros passos no mundo do futebol. “Comecei a jogar à bola através de um senhor amigo, o Cajó. Lá em Beja, ele influenciou-me a ir jogar para o Despertar. 

Fui para lá com cinco anos e continuei até hoje. Sempre me apoiaram muito, tal como a minha família”, disse.

O jogador alentejano revelou ainda que não sentiu problemas de adaptação. “Considero que me integrei bem neste grupo e neste espaço. Sou um rapaz sociável e costumo ter facilidade nesse aspeto. 

Aqui não foi exceção, fui bem acolhido por todos”, afirmou.

(com fpf.pt)

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Dezembro 2019
S T Q Q S S D
« Nov    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul