Siga-nos

Autarquias

Évora quer construir uma cidade autossustentável e amiga do ambiente

O Município de Évora é a cidade-piloto portuguesa do POCITYF – um projeto de cidades inteligentes, em versão experimental, com potencial de replicação em território nacional e internacional.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Sustentar é o nome do programa que oferece 6 bolsas para 6 projetos que estão a ser implementados em território nacional como resposta aos desafios ecológicos e sociais que enfrentamos.

É o caso de Évora, que quer construir uma cidade autossustentável e amiga do ambiente.

O Município de Évora é a cidade-piloto portuguesa do POCITYF – um projeto de cidades inteligentes, em versão experimental, com potencial de replicação em território nacional e internacional. Com a implementação dos Positive Energy Blocks, pretende-se transformar o tecido urbano da cidade, com enfoque nas zonas historicamente protegidas, em locais mais sustentáveis, saudáveis e acessíveis. O objetivo principal é criar um conjunto de Positive Energy Blocks — áreas geograficamente delimitadas com uma média anual de produção local de energia renovável superior ao consumo.

“O Sustentar pretende valorizar, com o contributo das artes visuais, iniciativas experimentais relacionadas com práticas de sustentabilidade que estão a ser implementadas em território nacional”, afirma Virgílio Ferreira, diretor artístico da Ci.CLO e da Bienal Fotografia do Porto e coordenador do programa Sustentar.

Até 23 de fevereiro, podem candidatar-se artistas nacionais e estrangeiros residentes em Portugal que usem a fotografia e/ou vídeo como meio de expressão. 6 bolsas, 6 projetos, 6 territórios, 6 exposições para “Sustentar” projetos já implantados ou em fase de implantação em vários pontos do país. A sustentabilidade social e/ou ambiental é o denominador comum deste programa organizado e produzido pela Ci.CLO Plataforma de Fotografia que, recorde-se, promoveu a I Bienal Fotografia do Porto.

O Sustentar é produzido pela Ci.CLO em parceria com as Câmaras Municipais de Évora, da Figueira da Foz, de Loulé, de Mértola, de Setúbal e a EDIA. Este programa de criação artística culminará numa exposição itinerante, que será integrada na programação da Bienal’21 Fotografia do Porto e nos vários espaços expositivos dos parceiros envolvidos.

Os seis artistas selecionados irão desenvolver os seus projetos com acompanhamento curatorial de Virgílio Ferreira; Pablo Berástegui, curador e diretor da Galeria de Fotografia Salut au Monde e Krzysztof Candrowicz, curador, diretor de arte, investigador e educador, ex-diretor artístico da Triennale der Photographie Hamburg. O programa incluirá ainda dois workshops orientados por Jayne Dyer, Gil Penha-Lopes e Álvaro Domingues.

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Autarquias

Nuno Mascarenhas participa no Comité das Regiões em Bruxelas

O presidente da Câmara Municipal de Sines sublinha ainda que a participação na Comissão de Assuntos Económicos “nesta fase em concreto de desenvolvimento de Sines é muito importante”

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

O Presidente da Câmara Municipal de Sines vai participar em duas reuniões do Comité das Regiões Europeu, um dos mais relevantes órgãos consultivos da Comissão, do Conselho Europeu e do Parlamento Europeu.

Nuno Mascarenhas integrará a delegação portuguesa que vai participar nas reuniões da Comissão da Cidadania, Governação e Assuntos Institucionais e Externos (CIVEX) e na Comissão de Assuntos Económicos (ECON).

A Resolução do Conselho dos Ministros (RCM) nº 192/2019, de 16 de dezembro, designou os representantes portugueses no Comité das Regiões, tendo o presidente da Câmara Municipal de Sines, Nuno Mascarenhas, sido nomeado como suplente.

Nuno Mascarenhas é o único presidente de Câmara do Alentejo nomeado pelo Conselho de Ministros para a representação portuguesa no Conselho das Regiões para o mandato 2020-2025, e nesta ocasião participa em duas comissões, a CIVEX dia 26 de fevereiro e a ECON dia 2 de março, em substituição do Presidente da Câmara Municipal de Sintra, Basílio Horta.

“É importante para Sines ver o reconhecimento da sua relevância estratégica europeia e global. E que a voz de Sines possa ser ouvida nos centros de decisão europeus.  Na qualidade de presidente da Câmara Municipal de Sines, é com muita honra e enorme sentido de responsabilidade que abraço o desafio de representar Portugal num dos mais reconhecidos organismos consultivos dos órgãos da governação da União Europeia”, assinala Nuno Mascarenhas.

O presidente da Câmara Municipal de Sines sublinha ainda que a participação na Comissão de Assuntos Económicos “nesta fase em concreto de desenvolvimento de Sines é muito importante”, acrescentando que “é uma oportunidade única para  podermos discutir a transição energética, o investimento industrial ou as infraestruturas da rede transeuropeia de transportes (rodovia, ferrovia, portos, aeroportos, entre outras) em Bruxelas e no quadro de preparação de um novo período de financiamento comunitário”.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

Publicidade

Mais vistas

Copyright © 2020 TDS - Rádio e Televisão do Sul | redação: info@televisaodosul.pt 266702926 |Comercial: dialogohabil@gmail.com 917278022