Siga-nos

Economia

Eurorregião junta Alentejo, Algarve e Andaluzia

Dessa forma é possível contribuir para o desenvolvimento do território e para o progresso e o bem estar das populações.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

É com muito gosto que trazemos ao vosso conhecimento e apreciação algumas páginas dedicadas à divulgação e à promoção da Eurorregião EUROAAA incluídas na versão eletrónica da revista “Portugal de Sabores e Tradições”.

A Comunidade de Trabalho Transfronteiriça Eurorregião EUROAAA, (Alentejo, Algarve, Andaluzia) criada em 2010 por estas três regiões, é um espaço de cooperação privilegiado para a criação de uma nova dimensão de concertação institucional e para promover a colaboração e a coordenação entre agentes, estruturas e entidades públicas e privadas da Eurorregião.

Fique a saber, neste vídeo, um pouco mais e aprecie com maior detalhe o trabalho que tem vindo a ser realizado para esbater fronteiras e construir as pontes que nos unem.

Esta é uma iniciativa que conta com o  apoio técnico e institucional das CCDR do Alentejo e do Algarve e da Junta da Andaluzia, e o contributo financeiro do Programa de Cooperação Transfronteiriça INTERREG V-A Espanha-Portugal 2014-2020 (POCTEP) no quadro do Projeto GIT_EUROAAA_2020,

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Economia

EDP quer antecipar encerramento da Central de Sines para 2021

Dois anos antes do que o governo tinha proposto.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

A Central Termoelétrica de Sines vai fechar mais cedo do que o previsto.

A notícia está a ser adiantada, em primeira mão, pela TVI. O Governo impôs o encerramento em 2023, por razões ambientais, mas a EDP está a preparar o seu encerramento antes, o que pode acontecer dentro de pouco mais de um ano.

Em causa está a falta de rentabilidade da produção a carvão.

O encerramento, a confirmar-se, apanha o Governo desprevenido. O seu encerramento pode por em causa a estabilidade do sistema elétrico no sul do país.

Segundo refere a TVI, “no limite pode haver “apagões” na zona Sul.” Para evitar tal cenário o Governo terá que acelerar a instalação de centrais a energia solar no Alentejo e investir numa nova linha de alta tensão a passar por Ferreira do Alentejo ( importante para servir o Algarve e “recolher” a nova produção do solar).

A central de Sines é responsável direta e indiretamente por cerca de 400 postos de trabalho.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul | redação: info@televisaodosul.pt 266702926 |Comercial: dialogohabil@gmail.com 917278022