Siga-nos

Economia

Eurorregião junta Alentejo, Algarve e Andaluzia

Dessa forma é possível contribuir para o desenvolvimento do território e para o progresso e o bem estar das populações.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

É com muito gosto que trazemos ao vosso conhecimento e apreciação algumas páginas dedicadas à divulgação e à promoção da Eurorregião EUROAAA incluídas na versão eletrónica da revista “Portugal de Sabores e Tradições”.

A Comunidade de Trabalho Transfronteiriça Eurorregião EUROAAA, (Alentejo, Algarve, Andaluzia) criada em 2010 por estas três regiões, é um espaço de cooperação privilegiado para a criação de uma nova dimensão de concertação institucional e para promover a colaboração e a coordenação entre agentes, estruturas e entidades públicas e privadas da Eurorregião.

Fique a saber, neste vídeo, um pouco mais e aprecie com maior detalhe o trabalho que tem vindo a ser realizado para esbater fronteiras e construir as pontes que nos unem.

Esta é uma iniciativa que conta com o  apoio técnico e institucional das CCDR do Alentejo e do Algarve e da Junta da Andaluzia, e o contributo financeiro do Programa de Cooperação Transfronteiriça INTERREG V-A Espanha-Portugal 2014-2020 (POCTEP) no quadro do Projeto GIT_EUROAAA_2020,

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Economia

Sindicato acusa empresas de despedimento ilegal de 16 trabalhadores na refinaria de Sines.

100 trabalhadores estiveram reunidos em plenário junto à porta da Petrogal

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

O Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Sul (SITE-Sul) acusou as empresas Martifer e CMN de querer “despedir de forma ilegal” 16 trabalhadores que prestam serviço na refinaria da Petrogal em Sines.

O contrato de manutenção desta empresa com a Galp envolve 180 trabalhadores, que prestam serviço de manutenção, mecânica, serralharia, instrumentação e eletricidade, com um vínculo precário embora tenham trabalho permanente e crucial nesta refinaria”, explicou Pedro Carvalho.

Segundo o representante dos trabalhadores, que estiveram hoje reunidos em plenário, junto à porta da Petrogal, em Sines,”de tempos a tempos, a empresa decide unilateralmente despedir os trabalhadores e agravar mais a precariedade que já existe na refinaria”.

“Atualmente, são 16 despedimentos de trabalhadores da CMN que cede pessoal à Martifer, mas fala-se em mais despedimentos. Por isso, estamos em luta”, indicou o dirigente, contestando a legalidade destas ações com base no Código do Trabalho.

O plenário, que reuniu cerca de 100 trabalhadores de manutenção na refinaria da Petrogal, apelidados pelos dirigentes como “o coração da refinaria” de Sines, serviu para combater a precariedade e “travar as comunicações do consórcio sobre o fim da relação de trabalho” e a caducidade do contrato.

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Dezembro 2019
S T Q Q S S D
« Nov    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul