Siga-nos

Notícia TDS

Este ano já morreram 56 pessoas por afogamento. Só em Beja morreram 3. (dados oficiais)

Dados oficiais compilados pela TDS rádio e online. Morreram 33 homens e 10 mulheres até 30 de junho. A maioria das mortes registou-se nos Rios.

TDS noticias

Publicado

em

Mortes por Afogamento em Portugal

Os dados são oficiais.

Acabam de ser divulgados no Observatório do Afogamento. O relatório trata os registos entre 01 de Janeiro 2019 e 30 de Junho de 2019.

No primeiro semestre deste ano morreram afogadas 3 pessoas no distrito de Beja, 0 em Évora e 0 no distrito de Portalegre.

Em relação aos anos anteriores continua a tendência. Morre-se mais no baixo do que no alto alentejo, por afogamento.

  • Beja 3mortes ( 2019 ), 3mortes( 2018 ) e 2 mortes ( 2017 )
  • Évora 0 mortes ( 2019 ), 0 mortes ( 2018 ) e 1 morte ( 2017 )
  • Portalegre 0 mortes ( 2019 ), 0 mortes ( 2018 ) e 0 mortes ( 2017 )
  • Setúbal 1 morte ( 2019 ), 6 mortes ( 2018 ) e 3 mortes ( 2017 )

No primeiro semestre de 2019 nos distritos de Lisboa e Faro registou-se o maior numero de afogamentos-6 em cada distrito. Junho foi o mês que registou mais óbitos num total de 13.

O primeiro semestre do ano, em termos nacionais, é contudo mais ‘otimista’ comparativamente com os 2 anos anteriores.

  • Em 2019 ( 43 mortes ) até 30Junho. Até hoje 56.
  • Em 2018 ( 53 mortes )
  • Em 2017 ( 62 mortes )

Morreram 33 homens e 10 mulheres até 30 junho. Registou-se uma morte entre os 0-4 anos mas a faixa etária mais afetada foi entre os 70-74 anos com 5 mortes contabilizadas.

Morreu-se mais de tarde ( 22 ) contra (12 ) de manhã.

A maioria das mortes registaram-se em Rios (14) , no Mar (11) e em Poços (10).

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Notícia TDS

Comércio encerra e população com medo de ‘Rave’ ilegal na Praia de Melides

Centenas de ‘hippies’ terão invadido esta sexta feira um estabelecimento comercial. GNR foi chamada ao local.

TDS noticias

Publicado

em

Populares dizem não compreender atitude ‘passiva’ da GNR

São centenas de campistas que ‘invadiram’ propriedades junto à praia de Melides. Os comerciantes encerraram os seus estabelecimentos com medo de roubos e de destruição dos seus bens.

Em declarações à TDS alguns frequentadores da zona falam em ‘coisa nunca vista’. Centenas de jovens aparentemente de estilo ‘hippie’ acamparam desde quarta feira na praia de Melides acompanhados com dezenas de cães. Fazem-se transportar em carrinhas e estacionaram em zonas não autorizadas pelos proprietários.

A TDS sabe que a GNR está a acompanhar a situação desde a primeira hora com a presença de patrulhas e de elementos disfarçados para evitar eventuais problemas.

Já nesta sexta feira um estabelecimento comercial terá sido ‘invadido’ e terá sido solicitada a presença da GNR o que aconteceu. Os ‘jovens’ afirmam ter autorização para a sua presença no local e chegaram mesmo a evocar documentos para a autorização da ‘rave’. A TDS sabe de fonte próxima das autoridades que os documentos já não tem validade e dizem respeito a uma outra realização que ali teve lugar a alguns anos.

A população e os comerciantes receiam por incidentes que possam vir a acontecer este fim de semana.

 

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Setembro 2019
S T Q Q S S D
« Ago    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul - Web Development by IDEIAS FRESCAS https://ideiasfrescas.com