Siga-nos

Crime

Enfermeira do Hospital de Évora vai ser julgada por fazer clister a doente

Julgamento aguarda marcação de data. Enfermeira é acusada do crime de ofensa à integridade física por negligência.

Avatar

Publicado

em

O Tribunal de Évora decidiu levar a julgamento uma enfermeira do Hospital de Évora. A arguida, tem 50 anos, é enfermeira no Hospital do Espírito Santo de Évora – Serviço de Pediatria.

Queixosa é uma jovem que na altura dos factos tinha 16 anos

Segundo a acusação do Ministério Público, no dia 7 de Julho de 2016, “após observação por médico no serviço de urgência pediátrica daquela unidade hospitalar, foi determinado que ministrasse a uma doente de, na altura, 16 anos de idade, um enema de limpeza (clister) com expressa indicação das unidades medicamentosas que deveriam ser administradas.”

Na acusação é referido que “a arguida preparou a referida terapêutica mas, não só aditou naquela solução medicamentosa mais unidades que aquelas que haviam sido prescritas como, contrariando os procedimentos adequados, sobreaqueceu a solução num micro-ondas que, de seguida, começou a administrar na paciente a qual de imediato referiu e apresentou intensas dores que a arguidas desvalorizou.”

Segundo a acusação “a arguida atuou de forma imprudente, com violação das legis artis nos cuidados que lhe competia prestar à paciente, não tendo cumprido a determinação médica na adição dos medicamentos e, contrariando os procedimentos, boas práticas médicas e protocolos adequados (que a arguida conhecia) tendo sobreaquecido a solução num micro-ondas.”, acrescenta ainda a acusação.

Segundo o MP, os procedimentos da enfermeira terão “provocado lesões na integridade física e na saúde forma negligente na paciente.”

Crime

Detido por violência doméstica no Gavião

Os militares apuraram que o homem é suspeito de agredir a sua esposa, uma mulher de 48 anos, tendo sido dado cumprimento a um mandado de detenção.

TDS noticias

Publicado

em

O Comando Territorial de Portalegre, através do Núcleo Investigação e Apoio a Vítimas Especificas (NIAVE), no dia 17 de junho, deteve um homem de 60 anos, pelo crime de violência doméstica, no concelho de Gavião.

No âmbito de uma investigação por violência doméstica, os militares apuraram que o homem é suspeito de agredir a sua esposa, uma mulher de 48 anos, tendo sido dado cumprimento a um mandado de detenção.

O detido foi presente ao Tribunal Judicial de Ponte de Sor, ontem, dia 18 de junho, onde lhe foram aplicadas as medidas de coação de não permanência na residência da ofendida ou noutra em que esta venha a residir; proibição de contactar a vítima por qualquer meio; não frequentar os locais por esta frequentados; não adquirir e não usar armas; e sujeitar-se a frequência de programa para arguido em crimes no contexto da violência domestica, com tratamento da dependência alcoólica.

 

Continuar a ler

Top

TDS Peça Orçamento