Siga-nos

Sociedade

Empresas de Reguengos de Monsaraz apoiam hospitais do Alentejo

Hospitais de Évora e Portalegre receberam material.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

José Calixto, Presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, Jorge Seguro Sanches, Secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional e Coordenador do Estado de Emergência no Alentejo, e Nuno Correia, principal acionista da Maporal – Matadouro de Porco de Raça Alentejana, foram recolher o material para combate ao covid-19 entregue ao Hospital do Espirito Santo de Évora e um ventilador para o Hospital de Portalegre.

 “empresas alentejanas colaboram e ajudam com hospitais de Évora e Portalegre”

O processo foi tratado pela Maporal através da Embaixada de Portugal em Pequim. Esta empresa de Reguengos de Monsaraz que exporta carne de porco alentejano para a China doou um ventilador e foi responsável pelo processo de importação de 20 mil zaragatoas para o Hospital do Espirito Santo e custeou as despesas de importação do ventilador para o Hospital de Portalegre, que foi oferecido por um mecenas do Alto Alentejo.

O Esporão, produtor de vinho do concelho de Reguengos de Monsaraz, também ajudou a equipar a unidade de cuidados intensivos do Hospital do Espirito Santo com a oferta de dois ventiladores no valor de cerca de 50 mil euros.

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Política

Bélgica ‘condiciona’ entrada a oriundos do Alentejo

Belgas não especificam medidas mas falam em maior vigilância.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Bélgica inclui Alentejo na zona laranja com “maior vigilância”

“Maior vigilância a quem vai do Alentejo”

Os viajantes que entrem na Bélgica oriundos do Alentejo serão sujeitos a “maior vigilância” devido à pandemia da Covid-19, segundo o site do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) belga, que não especifica as medidas a aplicar.

A nota do MNE da Bélgica realça a necessidade de uma ‘consulta’ médica dos viajantes.

O Alentejo junta-se, ainda que numa categoria menos grave, às 19 freguesias da Área Metropolitana de Lisboa que estão em estado de calamidade, o que obriga os seus residentes a fazerem obrigatoriamente um teste à Covid-19 e quarentena à chegada à Bélgica.

 

Continuar a ler

Copyright © 2020 TDS - Rádio e Televisão do Sul | redação: info@televisaodosul.pt 266702926 |Comercial: dialogohabil@gmail.com Publicidade site | rádio: 917278022

error: Content is protected !!