Siga-nos

Crime

Em 12 horas GNR deteve 66 pessoas em flagrante delito.

Registaram-se ainda 69 acidentes de que resultaram 6 feridos graves e 16 leves

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, em todo o território nacional, entre as 20h00 de sábado e as 08h00 de hoje, domingo, que visaram a prevenção e combate à criminalidade violenta, fiscalização rodoviária, entre outras, registando-se os seguintes dados operacionais:

  1. Detenções: 66 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • 56 por condução sob o efeito do álcool;
  • Cinco por condução sem habilitação legal;
  • Um por posse de arma proibida.
  1. Apreensões:
  • Nove doses de cocaína;
  • Uma arma (moca).
  1. Trânsito:

Fiscalização: 584 infrações detetadas, destacando-se:

  • 175 por excesso de velocidade;
  • 119 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • 58 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 21 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório;
  • 19 por infrações relacionadas com tacógrafos;
  • 18 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;
  • 14 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • Sete por infrações relacionadas com iluminação e sinalização.

Sinistralidade: 69 acidentes registados, destacando-se:

  • 06 feridos graves;
  • 16 feridos leves.

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Crime

Militares da GNR de Odemira acusados de espancarem nepaleses vão a julgamento

Os 5 militares, que se terão envolvido em agressões a trabalhadores nepaleses a trabalhar na zona, vão responder por vários crimes

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Foto: GNR de Vila Nova de Milfontes

O Ministério Público de Odemira deduziu acusação contra cinco militares da GNR a quem imputou a prática, em co-autoria material, de vários crimes.

Em causa estão dois crimes de violação de domicílio praticada por funcionário, quatro crimes de ofensa à integridade física qualificada e dois crimes de sequestro.

Um dos arguidos foi ainda acusado da prática de um crime de falsificação de documento.

As vítimas são cidadãos estrangeiros, imigrantes que se encontravam a trabalhar no concelho de Odemira. Um dos arguidos encontra-se sujeito à medida de coacção de obrigação de permanência na habitação, com vigilância electrónica.

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Novembro 2019
S T Q Q S S D
« Out    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul