Siga-nos

Política

EDUARDO CABRITA afirma que acabaram as desculpas para não se votar(video)

A plataforma de suporte aos cadernos eleitorais custou 400 mil euros, a aplicação de suporte às mesas de voto ficou em 150 mil euros, tendo o projeto-piloto de voto eletrónico em Évora custado 1,2 milhões de euros.

Amilcar Matos

Publicado

em

Évora vai receber o projeto piloto do novo sistema de voto eletrónico. São 50 mesas de voto eletrónico presencial distribuído por 23 freguesias e 14 concelhos do distrito de Évora.

‘O sistema vai estar operacional já nas eleições europeias de 26 de maio’

Em declarações o ministro Eduardo Cabrita afirmou que ‘agora já não existem desculpas para não se ir votar’. ( veja vídeo )

Segundo Isabel Oneto, secretária de Estado adjunta da Administração Interna, qualquer eleitor de Évora pode exercer o seu direito de voto numa das 50 mesas instaladas no distrito “uma vez que os cadernos eleitorais naquele distrito vão estar desmaterializados”, ou seja, serão consultados e descarregados em computador. “O voto eletrónico permite essa mobilidade”, garante a secretária de Estado.

Para além disso, “as mesas de voto eletrónico estão preparadas para pessoas com limitações físicas ou portadoras de deficiência. O sistema inclui auscultadores, em que os eleitores com limitações físicas podem ouvir a indicação de como proceder para votar. Além disso, o ecrã é movível e adaptável às necessidades físicas de quem vota.”

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Política

Plataforma Alentejo quer reunir com Marcelo e Costa com carácter de urgência

“Convenção do Alentejo” que se irá realizar no  dia 12 de Setembro, em Évora, vai discutir os temas abordados no documento

TDS noticias

Publicado

em

A Plataforma Alentejo acaba de enviar ao Presidente da República, Primeiro Ministro e partidos uma nova exposição sobre acessibilidade.

Plataforma solicita audiencias com carácter de urgência

O Secretariado da Plataforma Alentejo, dando cumprimento às decisões da sua última reunião, enviou ao Presidente da República, Primeiro Ministro e Partidos Políticos uma “Exposição sobre as acessibilidades no Alentejo”, solicitando com caráter de urgência a marcação de audiências atendendo a novos conhecimentos resultantes das suas últimas diligências e do acesso a “Estudo Técnico” da REFER sobre a Linha do Alentejo, que vem “confirmar a justeza dos trabalhos apresentados ao longo do ano pelos técnicos que apoiam a Plataforma Alentejo”, segundo refere a estrutura em comunicado.

Na “Exposição” enviada a Plataforma Alentejo quer ver abordadas e resolvidas as principais preocupações de sempre:

  1. Rede Ferroviária como base do modelo de ordenamento e gestão do território;
  2. Rede Rodoviária a concluir no Alentejo como complementar à Rede Ferroviária;
  3. Porto de Sines e a urgência de acessibilidades terrestres, sobretudo ferroviárias que lhe garanta segurança e fiabilidade junto dos operadores que a ele recorram;
  4. Aeroporto de Beja, as acessibilidades ao mesmo e o fim da sua operação intermitente;
  5. Empreendimento de Fins Múltiplos do Alqueva e a necessidade de acessibilidades para aumentar o seu potencial produtivo, atrair para o território as agro-indústrias de que carece para a sua valorização e a criação de emprego qualificado e permanente;
  6. Coutos mineiros de Neves Corvo e Aljustrel e a indústria extrativa de rochas ornamentais e a necessidade do transporte ferroviário;
  7. Turismo do Alentejo e a necessidade de resposta ao nível das acessibilidades que sustentem e permitam desenvolver o seu potencial de crescimento exponencial;
  8. Alentejo território de “objetivo 1”, logo passível de obter financiamentos da União Europeia a fundo perdido superiores a 85%, uma oportunidade que não pode ser perdida;

Segundo o documento, “É preciso e urgente que outras mudanças se verifiquem.”

A “Exposição”, irá agora ser difundida entre os primeiros subscritores da Plataforma Alentejo, instituições, organizações e associações representativas da sociedade alentejana, constituindo um  importante contributo para o aprofundamento da reflexão que se pretende fazer com a realização da “Convenção do Alentejo” que se irá realizar no  dia 12 de Setembro de 2019, em Évora, em local, horário e com agenda definitiva a comunicar brevemente.

A “Convenção do Alentejo”, aberta a todos os interessados, contará para a introdução das questões fundamentais constantes na “Exposição” com técnicos que apoiam a Plataforma Alentejo e, assim o esperamos e desejamos, com outros especialistas das diferentes áreas a quem irão ser endereçados convites.

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Agosto 2019
S T Q Q S S D
« Jul    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul