Últimas:
EDIA reprova parque solar junto ao paredão de Alqueva mas EDP avança. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos

Notícia TDS

EDIA reprova parque solar junto ao paredão de Alqueva mas EDP avança.

Presidente da EDIA votou contra a obra neste local. A EDP acabou por vencer ‘batalha’ e parque solar flutuante está em construção.

Publicado

em

Fotos: TDS (direitos reservados)

Parque solar junto ao Paredão de Alqueva

“Obra foi reprovada pela EDIA mas a EDP venceu e está a construir”

O projeto da EDP para um parque com 12 mil painéis solares na albufeira do Alqueva recebeu luz verde para iniciar a construção apesar de ter recebido o ‘não’ de Pedro Salema, presidente da EDIA, segundo apurou a TDS.

Objetivo é que possa produzir energia já no final deste ano e abastecer o equivalente a 25% das famílias da região.

É um dos mais inovadores projetos de energia solar da EDP, segundo a própria empresa.: ‘É um parque flutuante com mais de 12 mil painéis fotovoltaicos na albufeira da barragem do Alqueva.

A previsão é que os trabalhos estejam concluídos no final deste ano, altura em que começa a produzir energia.

Com uma capacidade de produção anual de 7GWh, a expetativa é que venha a abastecer o equivalente a 25% dos consumidores da região (Portel e Moura).

O futuro parque solar, que conta também com um sistema de armazenamento com baterias, envolve um investimento total na ordem dos quatro milhões de euros e será integrado com a central hídrica do Alqueva, uma central hídrica com bombagem e um dos maiores sistemas de armazenamento de energia do país.

Este projeto está a ser desenhado num modelo de funcionamento híbrido, já que o sistema de bombagem permite utilizar a energia eólica e solar, em períodos de menor consumo, para bombear a água da albufeira e, dessa forma, reutilizá-la para produzir nova energia hidroelétrica.

Alqueva irá assim tornar-se numa espécie de laboratório vivo, ao permitir que se teste a complementaridade entre tecnologias de produção de energia renovável despachável (hidroelétrica) e não despachável (fotovoltaica), assim como tecnologias de armazenamento de energia de longa duração (bombagem) e de curta duração (bateria).

Com uma potência de 1MW e capacidade de armazenamento de cerca de 2MWh, a bateria irá recorrer à tecnologia de iões de lítio, já amplamente utilizada no setor elétrico a nível global.

Parque solar flutuante do Alqueva em números

  • Nº de painéis: 12.000
  • Dimensões da plataforma: 4 ha
  • Potência Instalada: 4 MW
  • Produção de energia anual: 7 GWh (~25% das famílias da região)
  • Profundidade da albufeira: 70 m
  • Oscilação do plano de água: 23 m

Educação

Estudantes da Univ. de Évora fazem ‘muro das lamentações’

Está patente na entrada de um dos edifícios da UÉ

Publicado

em

Universidade de Évora

‘Muro das lamentações’

Os alunos da Universidade de Évora criaram o ‘muro das lamentações’ .

Escritas em papel e colocadas com uma mola numa espécie de estendal podem ler- se as principais reivindicações dos estudantes universitários.

‘Aquecimento excessivo na biblioteca, falta de gelo no complexo desportivo, salas pequenas para cursos grandes’, são apenas algumas das queixas apresentadas.

 

Continuar a ler

Notícia TDS

Surto de Covid 19 no Hospital de Évora.

Hospital já suspendeu as visitas a doentes.

Publicado

em

Covid 19

“Hospital de Évora regista surto”

Um surto de Covid-19 nos serviços de Medicina 1 e Medicina 2 regista-se entre utentes e funcionários.

A maioria dos infectados são utentes.

A TDS sabe que existem pelo menos 13 pessoas internadas no Hospital com a doença.

No distrito de Évora existem vários surtos e no concelho existe pelo menos um surto num lar de idosos.

Devido ao aumento de casos registados na unidade hospitalar o Hospital decidiu encerrar as visitas até ao próximo dia 18 de abril. ( Veja AQUI )

O Departamento de Informação e Comunicação do Hospital contactado pela TDS rejeitou a existência de um surto.

 

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!