Siga-nos

Património

EDIA publica vídeo de sensibilização sobre Sobreiros e Azinheiras

Os Sobreiros e Azinheiras, tal como todas as árvores, são máquinas que a natureza aperfeiçoou para fixar o dióxido de carbono atmosférico e assim um instrumento fundamental para a neutralidade carbónica que perseguimos.

TDS noticias

Publicado

em

Consciente da importância que as Quercíneas têm no ecossistema do Alentejo, fazendo delas verdadeiros ícones da região, a EDIA decidiu produzir e publicar um vídeo de sensibilização para a preservação na paisagem destas espécies.

Para além de constituírem uma imagem de marca do Alentejo, as quercíneas dispersas têm também um valor ambiental associado ao facto de contribuírem para a promoção da biodiversidade com ligação direta à presença de organismos auxiliares da atividade agrícola, ao permitirem o poiso e nidificação de aves insetívoras e de aves de rapina diurnas e noturnas assim como de morcegos insetívoros arborícolas. Estes, controlando roedores e insetos, ajudam a proteger e reduzir a suscetibilidade a pragas e ruturas nos sistemas de rega, o que se repercute na produtividade, redução das perdas agrícolas e, consequentemente, no valor económico.

A presença de quercíneas dispersas favorece a perceção da multifuncionalidade do espaço rural, quebrando a monotonia da paisagem e acrescentando-lhe valor.

A grande maioria dos sistemas de rega, com exceção dos pivots, permite compatibilizar as quercíneas isoladas com as culturas regadas criando até sinergias entre as duas espécies vizinhas, tal como acontece nas florestas naturais.

As eventuais reduções de áreas de plantação devido à presença de quercíneas isoladas são potencialmente compensadas pelo aumento da produtividade e rentabilidade em resultado da redução dos danos provocados por pragas ou do custo investido no seu controlo.

Mesmo nas vinhas, olivais e amendoais em que se pretende fazer a colheita com máquinas de colheita em sebe, a presença de árvores dispersas não é incompatível com este procedimento, desde que seja criada uma clareira em redor da árvore.

Preservar as quercíneas é preservar a identidade da região sem prejuízo da agricultura moderna do Alentejo.

Autarquias

Retomados os trabalhos em Santa Catarina Sítimos

Trabalhos pretendem obter mais documentação arqueológica

TDS noticias

Publicado

em

A Câmara Municipal de Alcácer do Sal está a proceder a trabalhos arqueológicos de manutenção na estação arqueológica de Santa Catarina de Sítimos.

O plano de atividades está a ser levado a cabo por técnicos do setor de Arqueologia, Património e Museus do Município de Alcácer, e foi adotado no sentido de retomar intervenções arqueológicas interrompidas em 2006/2007.

Os trabalhos pretendem obter mais documentação arqueológica de forma gradual na área intervencionada.

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Outubro 2019
S T Q Q S S D
« Set    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul