Siga-nos

Desportos

É de Beja o único alentejano na Seleção Sub 15 em futebol.

Está integrado no estágio a decorrer no Algarve e tem como ídolo Cristiano Ronaldo.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Foto: FPF

A Equipa das Quinas já se encontra reunida para preparar a participação no Torneio de Desenvolvimento da UEFA e conta com um alentejano de Beja.

Chama-se Rodrigo Serafim e já está no estágio em Almancil, com os olhos postos na participação no Torneio de Desenvolvimento da UEFA, entre os dias 22 e 26 de novembro.

A Equipa das Quinas terá como adversários as congéneres da Itália, da Finlândia e da Espanha.

Este benesse foi convocado por José Lima. Joga no Despertar SC, de Beja e referiu ao site da FPF quais foram os segredos para atingir a Equipa das Quinas. 

“Cheguei cá com trabalho e dedicação, apesar de ser ainda sub-14. Dei o meu máximo todos os dias nos treinos e nos jogos. Felizmente surgiu a possibilidade de vir e consegui aproveitá-la”, começou por referir.

O jovem extremo alentejano salientou a importância da competição interassociações nesta chamada à Seleção Nacional. “O Torneio Lopes da Silva acabou por ser importante, claro. Foi uma grande experiência, fui lá pela primeira vez nesta última edição e creio que me ajudou bastante. Não estava muito à espera desta chamada, mas dentro de mim havia sempre aquela esperança de ser convocado”, confessou.

O atleta explicou a forma como as pessoas no Despertar SC receberam a notícia da sua vinda à seleção. “No meu clube, as pessoas ficaram bastante orgulhosas por ser um dos primeiros a chegar ao patamar de Seleção. Deram-me os parabéns e fizeram votos de que fosse a primeira de muitas chamadas” contou.

Com Cristiano Ronaldo como ídolo pelo seu trabalho e dedicação, Rodrigo recorda a forma como deu os primeiros passos no mundo do futebol. “Comecei a jogar à bola através de um senhor amigo, o Cajó. Lá em Beja, ele influenciou-me a ir jogar para o Despertar. 

Fui para lá com cinco anos e continuei até hoje. Sempre me apoiaram muito, tal como a minha família”, disse.

O jogador alentejano revelou ainda que não sentiu problemas de adaptação. “Considero que me integrei bem neste grupo e neste espaço. Sou um rapaz sociável e costumo ter facilidade nesse aspeto. 

Aqui não foi exceção, fui bem acolhido por todos”, afirmou.

(com fpf.pt)

Desportos

Ex jogador do Juventude de Évora conquista Taça dos Libertadores

Jorge Jesus sagrou-se campeão sul americano agora como treinador do Flamengo

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Técnico esteve ao serviço do Juventude de Évora, enquanto jogador, na época 1979/80

Jorge Fernando Pinheiro de Jesus, mais conhecido como Jorge Jesus, foi jogador do Juventude de Évora, época 1979/80, tendo esta noite a sua maior conquista mas enquanto treinador.

Jesus, de 65 anos, conquistou a Taça dos Libertadores ao serviço do Flamengo.

O técnico natural da Amadora, conquistou a Libertadores após bater o River Plate por 2-1, com uma reviravolta incrível. Borré marcou aos 14′ mas Gabigol bisou aos 89′ e 90’+2, dando a volta.

Refira-se que poderá sagrar-se campeão brasileiro já este domingo, se o Palmeiras não vencer o seu jogo.

Equipa 1979/80 do Juventude Évora

O Juventude de Évora na época 1979/80, teve um dos melhores planteis de sempre, tendo ficado muito perto da subida ao escalão principal do futebol português.

O plantel era formado por Jorge Jesus (campeão da Libertadores 2019), Fernando Peres (treinador), Lapa, Santos, Cardoso, Barrinha, Nivaldo , Dário, Edmilson, Professor João Inverno (treinador adjunto), Machado (massagista), Gaspar, Ricardo, Simplicio, Artur, Arnaldo José, Modas, Fernando Sousa e Gomes.

O técnico Fernando Peres, que faleceu em fevereiro deste ano, falou, a alguns anos, de Jesus e recordou a passagem do agora técnico do Flamengo, pelo Juventude.

“… o interesse em ser treinador chegou depressa, lembro-me da atenção que dedicava às palestras. Conversava muito com ele e o Jesus acabava por ser quase um porta-voz do técnico em campo”.

Peres, que foi Magriço em 1966, sorri e  conta toda a história: “Fui buscá-lo e ao Miguel Quaresma, seu adjunto, aos Juniores do Sporting para Peniche, seguindo comigo para o JUVENTUDE DE ÉVORA e União de Leiria.

Sempre soube ouvir, era disciplinado em termos tácticos e daí o seu rigor. Somos amigos, mantivemos contactos e, quando pensaram em ser treinadores, emprestei-lhes apontamentos que tirara junto de Ernst Happel, então treinador do Standard de Liége. ”

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Dezembro 2019
S T Q Q S S D
« Nov    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul