Últimas:
Doente infectado ‘passa’ vírus a outros 4 doentes e 2 profissionais no Hospital de Évora. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Saúde

Doente infectado ‘passa’ vírus a outros 4 doentes e 2 profissionais no Hospital de Évora.

Serviços de Medicina 1 e de Psiquiatria e Saúde Mental com internamentos e altas suspensos até normalização da situação.  

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Doente de psiquiatria infectado iniciou contágio

“Doente de psiquiatria transmite vírus a 4 doentes e 2 profissionais de Medicina 1”

Foi identificado um doente positivo para COVID-19, no Serviço de Psiquiatria, o que provocou a realização de despiste a todos os contactos de risco, conforme o que está preconizado no Plano de Contingência do Serviço de Saúde Ocupacional do HESE.

O doente deu entrada no Serviço de Urgência e foi testado por duas vezes, tendo ambos os resultados sido negativos.O doente foi primeiramente internado no Serviço de Medicina 1 e posteriormente, no Serviço de Psiquiatria, onde começou a apresentar sintomas compatíveis com Covid-19.Repetiu o teste, tendo o resultado sido positivo.

De imediato, o Serviço de Saúde Ocupacional do HESE ativou o plano de contingência, iniciando os procedimentos de avaliação de risco de profissionais e de doentes internados, tendo-se iniciado testes de rastreio de acordo com o preconizado no Plano de Contingência do HESE.

Até ao momento, para além do doente que testou positivo, estão confirmados quatro doentes positivos do Serviço de Medicina 1.

Os doentes positivos foram transferidos para Enfermarias COVID, encontrando-se estáveis e, de momento, não inspiram cuidados.Os familiares de todos os doentes positivos foram contactados pelo Hospital e informados sobre a situação.Relativamente aos profissionais do Serviço de Medicina 1, foram realizados cerca de 50 testes, dos quais 2 foram positivos. Os profissionais, cujo resultado foi positivo, estão de quarentena no domicílio e não inspiram cuidados.

Os restantes, continuam a exercer funções, cumprindo todas as medidas de segurança, em vigilância ativa pela Saúde Ocupacional.

Doentes e profissionais de ambos os Serviços continuarão a ser testados nos próximos dias, sempre de acordo com o estabelecido no Plano de Contingência.

Por questões de segurança, nos Serviços de Medicina 1 e de Psiquiatria e Saúde Mental os internamentos e as altas estão suspensos até normalização da situação.

Maria Filomena Mendes, Presidente do Conselho de Administação do HESE EPE realça que, “apesar de não termos tido nenhuma situação destas desde o início da pandemia, a probabilidade de tal acontecer aumenta à medida que na comunidade o número de casos positivos/ativos aumenta, mesmo cumprindo rigorosamente todos os protocolos de segurança seguidos no HESE.

Neste momento, estamos a monitorizar os profissionais e os doentes em permanência, em vigilância ativa e a cumprir todas as medidas do nosso plano de contingência.

Entre os positivos temos, até agora, apenas dois doentes e um profissional com sintomas e os restantes encontram-se assintomáticos.”

A Presidente reforça ainda que “a evolução pode ser diversa nas próximas horas ou dias, pelo que a situação é preocupante em si e pelo impacto que pode vir a ter no funcionamento do Hospital, por isso manteremos todos informados. Vamos acompanhar o evoluir desta situação com confiança e serenidade para que tudo se normalize rapidamente.”

Saúde

Covid-19: Alandroal o concelho do país com ‘piores’ números.

Surto nas obras da ferrovia complicam as contas.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Maior incidência do vírus a 14 dias

” Obras na ferrovia na origem de surto em Alandroal “

Alandroal, é o concelho do país que suscita maior preocupação.

Regista uma maior incidência do vírus a 14 dias.

No período de 24 de março a 6 de abril, o município apresenta uma incidência de 581 casos por 100 mil habitantes, de acordo com os dados do último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) .

É um dos dois concelhos em risco muito elevado, registando um aumento significativo de novos casos de infeção pelo novo coronavírus.

Na atualização anterior, a 5 de abril, Alandroal apresentava uma incidência de 200 casos por 100 mil habitantes a 14 dias.

Em risco elevado, com uma incidência entre 240 e 479,9 casos por 100 mil habitantes, estão os concelhos de Barrancos, Odemira e Moura, na região Alentejo.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!