Siga-nos

Autarquias

Feira dos doces conventuais em Portalegre

O certame tem uma oferta diversificada de atividades, e as novidades deste ano vão deliciar os visitantes deste evento, que podem participar no “Circuito, doce, cultural e literário “Com José Régio… em Portalegre” , e na “Visita “doce” das Confrarias” à feira e Espaços Culturais da cidade.

Avatar

Publicado

em

O Convento de Santa Clara em Portalegre vai acolher mais uma Feira de Doçaria Conventual e Tradicional de Portalegre, nos dias 5, 6 e 7 de abril de 2019, uma organização da Câmara Municipal de Portalegre, em parceria com a Qualifica Origin Portugal e com o apoio da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo.

São já 19 anos a adoçar e a aliar os mais diversos paladares dos visitantes deste conhecido evento, a nível nacional e internacional, com os segredos da tradição conventual e tradicional de Portalegre e do país, que insiste em combinar a qualidade dos produtos apresentados (certificados com o selo da Qualifica), à excelência do património da cidade.

Está também ao dispor de quem visita a cidade de Portalegre, visitar as mais diversas exposições, quer no local da Feira, quer noutros espaços culturais da cidade: a Mostra de Tabuleiros de Charão, da coleção de Francisco Félix no Convento de Santa Clara, “Ad Initio: O Museu há 100 anos”, no Museu Municipal de Portalegre; “O Ponto e o Pixel”, no Museu da Tapeçaria de Portalegre-Guy Fino; “Carrilho da Graça – Projetos do Alentejo”, no Espaço Robinson – Núcleo Museológico do Convento de S. Francisco; e “Once upon a time (II) …”, de Barbara Walraven”, na Galeria de S. Sebastião.

A animação ficará a cargo de algumas das Associações Culturais do concelho de Portalegre, que tanto caraterizam e mostram a genuinidade do que melhor se faz na nossa região. Este ano, serão representadas pelos grupos musicais Trio de Cordas e Ensemble de Acordeões da Escola de Artes do Norte Alentejano; CAEP VOICES; Duo “Arsis”; Grupo Sons do Campo, e Grupo de Clarinetes da Sociedade Musical Euterpe; Grupo TriumPHONIA.

A animação de Rua estará a cargo dos criativos e surpreendentes elementos do Teatro do Convento.
Além disso poderás ainda apreciar o Grupo de Música Tradicional Portuguesa “Voz Amiga” da Terrugem e o Grupo “Danças com História”, de Sintra, que fará duas apresentações ilustrativas do séc. XVI.

Como habitual, irão realizar-se os concursos de Doces e Licores, organizados pela Qualifica.
Haverá um espaço dedicado ao “SABER FAZER” com várias demonstrações:
Doçaria conventual “O Toucinho-do-céu de Norte a Sul”, pela Doceira Ana Tomás, “Preparação de infusões”, pela Empresa Aromas da Vila, e confeção de biscoitos pela Pastelaria Theobroma.

Para os mais pequenos, não podia de forma alguma faltar o já habitual “Ateliê Mãos na Massa”, desta vez proporcionando uma experiência diferente, com a confeção de fitas de laranja.
Haverá também um espaço inteiramente dedicado ao lazer, dirigido aos mais novos, com insufláveis, pinturas faciais, distribuição de balões e outras atividades, com acesso gratuito.

A entrada no local tem o custo de 1€, com direito não só a disfrutar do espaço da Feira de Doçaria Conventual e Tradicional de Portalegre, mas também incluindo a visita aos Museus da Cidade de Portalegre e vice-versa. Este valor reverterá a favor de diversas instituições de solidariedade social.

Sendo este um dos eventos mais emblemáticos da programação anual do concelho, conta com a participação de doceiros de todo o país e da vizinha Espanha. Para além da Doçaria Conventual, mais sumptuosa e confecionada com grandes quantidades de açúcar e gemas de ovo, haverá também um espaço para a Doçaria Tradicional, também histórica e igualmente deliciosa, mas um pouco mais modesta na apresentação e evidenciando um toque de especiarias, como a canela presente nas Boleimas de Portalegre ou a erva doce dos Bolos Fintos.

Autarquias

Évora vai recuperar Poços e Nascentes do Aqueduto

A implementação deste sistema permitirá uma redução da quantidade de água tratada usada para rega na ordem dos 140.000m3/por ano. O custo dos trabalhos é estimado em 653.100 euros+IVA.

TDS noticias

Publicado

em

O Executivo da Câmara Municipal de Évora aprovou por unanimidade a Abertura de Concurso para Reabilitação de Poços e Nascentes do Aqueduto, Execução de Reservatório e Rede de Distribuição de Água para Rega.

Uma medida aplaudida por toda a Vereação, uma vez que permitirá uma grande poupança financeira à autarquia, além da importância que tem no plano ecológico.

Esta candidatura, elaborada e aprovada ainda no anterior mandato no âmbito do Projecto LIFE – Água da Prata, beneficia de apoio financeiro da Comissão Europeia a 60%.

Visa dar uso à água proveniente do Aqueduto da Água da Prata, tendo em conta que não se prevê a sua utilização para consumo humano no âmbito do contrato entre a Câmara e a Águas de Vale do Tejo.

Procura-se, assim, reduzir os gastos municipais relativamente ao consumo de água da rede pública para rega dos espaços verdes e diminuir a dependência que a rega de espaços verdes tem na rede pública de água tratada.

Os trabalhos incluem a reparação de nascentes e condutas do Aqueduto e reequipamento das estações de bombagem nos poços da Graça do Divor; construção de um reservatório de água em S. Bento; e construção de rede de distribuição de água exclusivamente para rega.

Com esta decisão, pretende-se reforçar o caudal de água captado na Graça do Divor, criar um armazenamento de água exclusivamente para rega e fazer distribuição de água por cerca de 20,3ha, aproximadamente metade das áreas verdes regadas da cidade. Está previsto ainda um futuro alargamento da rede a eventuais jardins no Bairro da Casinha e à expansão do jardim do Bairro do Moinho.

Continuar a ler

Top

TDS Peça Orçamento