Últimas:
Desentendimento entre PSP e GNR em Évora. 13 fotos de 13 momentos. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Policias

Desentendimento entre PSP e GNR em Évora. 13 fotos de 13 momentos.

Fotos exclusivas da TDS.

Fotos: TDS (direitos reservados)
Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Desentendimento entre GNR e PSP

“Transporte de vacinas foi bloqueado por viatura da PSP”

As várias viaturas da GNR e da PSP fizeram a variante, junto ao Rossio de S.Brás, em grande velocidade.

No meio de uma ‘disputa’ estava uma viatura de transporte de vacinas para os Hospitais de Évora, Beja e Faro.

A viatura da ‘Epifarma-transporte de medicamentos’ fez a descarga em Évora mas quando pretendia sair foi bloqueada por uma viatura da PSP.

Em causa a jurisdição do espaço em que se encontrava o veículo.

Apesar de ter sido acompanhado desde Coimbra pela GNR a PSP de Évora decidiu que a escolta, dentro da sua jurisdição-Évora, seria da sua responsabilidade.

A PSP exigiu, e assim aconteceu, ter a viatura sob escolta ( carrinha de distribuição de vacinas ) entre duas viaturas da PSP.

Após mais de meia hora de impasse a escolta acabou por ser mista, composta por viaturas da PSP e GNR, mas a PSP não abdicou de ter as suas viaturas imediatamente à frente e atrás da viatura escoltada.

A viatura foi acompanhada pela PSP, até ao limite da sua jurisdição, seguindo depois a escolta da GNR até Beja e Faro.

Crime

Alcácer do Sal – Prisão preventiva por violência doméstica

Homem tem 23 anos. Vítimas são os pais.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Prisão preventiva por violência doméstica

 “Alcácer do Sal”

O Comando Territorial de Setúbal, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vitimas Específicas (NIAVE) de Setúbal, no dia 6 de abril, deteve um homem de 23 anos por violência doméstica, no concelho de Alcácer do Sal.

Na sequência de uma investigação por violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que o agressor coagia as vítimas, sua mãe de 62 e avó de 84, a fim de lhes exigir dinheiro todos os dias.

Caso não o fizessem, sujeitava-as a agressões verbais, físicas e ameaças de morte, condicionando-as a viver num clima de constante terror e a temer pela própria vida.

No seguimento das diligências policiais foi dado cumprimento a um mandado de detenção.

O detido foi presente ontem, dia 8 de abril, ao Tribunal Judicial de Setúbal, onde lhe foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!