Siga-nos

Sociedade

Cáritas pede ajuda para matar a fome em Évora

Presidente da Cáritas afirma que o encerramento de Centros de Dia atirou muita gente para a fome.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Entrevista de Luís Rodrigues ao Canal Saúde+ TV

O presidente da Cáritas de Évora afirma que “Os pedidos de ajuda subiram de tal forma que a instituição foi obrigada a fazer, também ela, vários apelos à entrega de donativos em género ou em dinheiro.”

Luís Rodrigues adianta que “O apoio domiciliário continua a garantir cuidados a cerca de 230 pessoas, mas é difícil proteger as equipas, perante a escassez de material.”

Declarações dadas via Skype ao Canal S+.

A Cáritas Diocesana de Évora está com dificuldade em responder a todos os pedidos de ajuda que lhe bateram à porta.

“O encerramento dos centros de dia e de instituições da cidade, que garantiam refeições à população carenciada, atirou muita gente para a fome”, adianta ainda nesta entrevista.

O presidente da Cáritas Diocesana de Évora, Luís Rodrigues, explicou ao Canal S+ que não tem capacidade para atender a todas as necessidades, resta, por isso, apelar aos donativos.

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Sociedade

Portugal está a ser atingido por uma onda de calor e o Alentejo é quem mais ‘sofre’

IPMA diz que há vários dias que diversas estações meteorológicas registam níveis anormais para a época.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

As temperaturas continuam a subir, há vários distritos em aviso amarelo por persistência de temperaturas elevadas — sobretudo no litoral — e tudo indica que estamos mesmo a viver uma onda de calor.

“IPMA diz que há vários dias que diversas estações meteorológicas registam níveis anormais para a época.”

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, neste final do mês de maio “verifica-se um período quente, com temperaturas acima do normal para a época do ano”, com diversas estações meteorológicas da rede de observação de superfície do IPMA “em onda de calor, de norte a sul do território do continente”.

Até ao momento, adianta esta entidade, já foi possível validar a ocorrência de uma onda de calor em 24 estações, com o número de dias a variar entre sete e nove, para além de duas outras estações onde este mês já se registou igualmente uma onda de calor.

As previsões para os próximos dias indicam a continuação de temperaturas elevadas, pelo que é expectável que a onda de calor se mantenha na maioria destas estações e que outras possam ainda ser identificadas nessa situação, diz ainda o instituto.

Na sua página, o IPMA explica considerar-se que ocorre uma onda de calor quando num intervalo de pelo menos seis dias consecutivos, a temperatura máxima diária é superior em 5ºC ao valor médio diário no período de referência.

O calor deverá continuar nos próximos dias, sendo esperadas temperaturas acima dos 30 graus em praticamente todo o território, até pelo menos sexta-feira.

Continuar a ler

Copyright © 2020 TDS - Rádio e Televisão do Sul | redação: info@televisaodosul.pt 266702926 |Comercial: dialogohabil@gmail.com Publicidade site | rádio: 917278022

error: Content is protected !!