Siga-nos

Sociedade

COVID 19: Campanha para ajudar doentes oncológicos começa em Évora

Associação AOAL junta voluntários para ajudar doentes de risco

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

A Campanha “Nunca SÓS” leva a casa suplementos nutricionais

Os principais objectivos da campanha que, começa hoje em Évora, visam ajudar os doentes oncológicos, um dos grupos de risco chegando assim mais perto das suas necessidades alimentares.

A equipa de voluntários vai auxiliar, a partir de hoje, cumprindo todas as recomendações da DGS, doentes da cidade de Évora e de arredores

Os doentes oncológicos ou familiares devem contactar a AOAL para o telefone: 966797322, através do qual vão ser dados todos os pormenores de funcionamento. 

“Fiquem em casa, protejam-se e protejam os vossos amigos. Queremos a nossa população o mais saudável possível”. A afirmação é da presidente da Associação Oncológica do Alentejo (AOAL), Isabel Lobato que está preocupada com os doentes que vivem com um problema oncológico em tempos conturbados de pandemia sanitária. 

A responsável lembra que estes doentes são, sobretudo, mais idosos, cujas necessidades alimentares são efetivamente grandes, “nos quais existe um emagrecimento abrupto, muitas vezes, havendo perdas de vários equilíbrios no organismo”. 

Face a esta situação, a AOAL entendeu ser urgente intervir junto desta comunidade, para que os doentes possam ter acesso a vários produtos, bens alimentares, pão, fruta e suplementos nutricionais ou até um jornal para manterem o seu quotidiano. 

A associação vai, com a sua carrinha, fazer as compras e depois entregar nos domicílios na cidade de Évora ou nos arredores “onde alguém precise da nossa ajuda”.

Isabel Lobato apela a quem quiser juntar-se a esta causa, apontando os requisitos: não ter doenças cardiovasculares, hipertensões arteriais, diabetes, doenças oncológicas e doenças cardiorrespiratórias. 

A presidente da AOAL pede “muita coragem e muita vontade” aos doentes oncológicos, transmitindo uma mensagem de esperança de que “vamos todos ficar bem”. O cumprimento das recomendações da Direção Geral de Saúde são decisivas.

 

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Crime

Vendas Novas – Pulseira eletrónica por violência doméstica

Suspeito fica com pulseira eletrónica e proibição de contactar a vítima.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

O Comando Territorial de Évora, através do Núcleo de Investigação e de Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE), no dia 1 de abril, deteve um homem de 50 anos por violência doméstica, no concelho do Vendas Novas.

No âmbito de uma investigação por violência doméstica, os militares apuraram que o suspeito agrediu fisica e psicologicamente a mulher, de 53 anos, durante 25 anos de casamento, praticamente todo o período da relação.

O detido foi presente, no mesmo dia, no Tribunal Judicial de Montemor-o-Novo, tendo-lhe sido aplicadas as medidas de coação de proibição de contactar a vítima por qualquer forma, diretamente ou por interposta pessoa, sendo para o efeito controlado através de pulseira eletrónica. 

Continuar a ler

Mais vistas

Copyright © 2020 TDS - Rádio e Televisão do Sul | redação: info@televisaodosul.pt 266702926 |Comercial: dialogohabil@gmail.com 917278022