Últimas:
Continuamos a conduzir sem cinto, sem capacete e sem sistema de retenção de crianças. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos

Acidentes

Continuamos a conduzir sem cinto, sem capacete e sem sistema de retenção de crianças.

A operação decorreu em Lisboa, Leiria, Tomar, Vendas Novas e Montijo.

Publicado

em

Balanço

Campanha “Cinto-me vivo”

A Campanha de Segurança Rodoviária Cinto-me vivo” da responsabilidade da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), da Guarda Nacional Republicana (GNR) e da Polícia de Segurança Pública (PSP), decorreu nos 9 a 15 de setembro e teve como objetivo alertar os condutores e todos os ocupantes dos veículos para a importância de utilizarem sempre e de forma correta os dispositivos de segurança.

Inserida no Plano Nacional de Fiscalização de 2021, a campanha foi divulgada nos meios digitais e através de cinco ações de sensibilização da ANSR, realizadas em simultâneo com as operações de fiscalização realizadas pelas Forças de Segurança (GNR e PSP) em Lisboa, Leiria, Tomar, Vendas Novas e Montijo.

Na campanha foram sensibilizados 375 condutores e passageiros a quem foram transmitidas as seguintes mensagens:

  • Numa colisão a 50 km/h, uma pessoa sem cinto é projetada exercendo uma força de duas toneladas, podendo causar trauma grave nos ocupantes do veículo, em particular os da frente;
  • Numa colisão frontal à mesma velocidade, uma criança pode sofrer lesões equivalentes a uma queda de um terceiro andar;
  • O uso do capacete devidamente apertado e ajustado reduz em 40% o risco de morte em caso de acidente.

Durante as operações das Forças de Segurança, realizadas entre os dias 9 e 15 de setembro, foram fiscalizados 42.059 veículos, tendo sido registado um total de 10.526 infrações, das quais 850 relativas à não utilização ou à utilização incorreta dos dispositivos de segurança.

  Número de veículos fiscalizados Número de infrações
Cinto de segurança Sistema de Retenção de Crianças Capacete
GNR 27.736 687 21 10
PSP 17.490, dos quais 14.323 em território continental 137, das quais 117 em território continental 16, das quais 14 em território continental 1 em território continental
Total Continental 42.059 804 35 11

No período da campanha, de 9 a 15 de setembro, registou-se um total de 2.227 acidentes, de que resultaram 12 vítimas mortais, 44 feridos graves e 696 feridos leves. Relativamente ao período homólogo de 2020, verificaram-se menos 22 acidentes, mais 1 vítima mortal, mais 3 feridos graves e mais 11 feridos leves.

Esta campanha, simultaneamente implementada a nível nacional por todas as entidades envolvidas, foi mais um passo para o envolvimento dos condutores no desígnio de tornar a segurança rodoviária uma responsabilidade de todos.

Acidentes

Piloto aborta descolagem de F-16M na Base Aérea de Beja

Em causa o rebentamento de um pneu e um incêndio num outro pneu.

Publicado

em

Caça F-16M da Força Aérea Portuguesa

“Piloto abortou descolagem”

O rebentamento de um pneu e um incêndio no outro fez com que o piloto de um caça F-16M, da Força Aérea Portuguesa, abortasse  a descolagem na Base Aérea de Beja.

O problema terá sido provocado por um embate não previsto em barreiras de retenção que terão funcionado devido a um problema com o trem de aterragem.

Fonte próxima da Base Aérea de Beja disse não existirem feridos nem danos avultados.

O incidente aconteceu cerca das 14h30.

O F-16M, pertencente à Esquadra 201 “Falcões”, da Base Aérea (BA) 5, em Monte Real, Leiria, participa no exercício Real Thaw 2022 (RT22) que tem como centro nevrálgico na BA 11, e decorre até ao próximo dia 8 de julho.

Em Portugal, o primeiro acidente envolvendo um caça F-16 aconteceu em 2002. A aeronave despenhou-se na BA5, ao tentar aterrar. O piloto, um operacional experiente com mais de 1500 horas de voo, morreu durante o acidente.

Continuar a ler

Acidentes

Acidente na Landeira, Vendas Novas, com incêndio de viatura.

4 feridos

Publicado

em

Acidente na A13

4 feridos mas sem gravidade

Uma colisão entre dois veículos ligeiros fez três feridos, na A13, sentido Infantado-Marateca.

Um dos veículos acabou por se incendiar.

Os ocupantes conseguiram abandonar a viatura.

Todos os 4 feridos leves foram transportados para o Hospital de Setúbal por prevenção.

Segundo a proteção civil o acidente foi registado ás 20h38.

No local estiveram 23 operacionais com 9 viaturas.

Continuar a ler

Acidentes

Acidente com camião na EN4 (Estremoz)

Trânsito condicionado.

Publicado

em

Acidente na EN 4

Sem feridos a registar

Um camião despistou-se na EN4, esta noite, no sentido Vimieiro – Estremoz.

O camião despistou-se e ficou em ‘tesoura’ não provocando o choque com outras viaturas.

Não se registaram vítimas.

No local está a GNR.

A via está condicionado e o trânsito faz-se de forma lenta.

Continuar a ler

ÚLTIMAS

Facebook

x
error: O conteúdo está protegido!!