Últimas:
Concluídas obras no centro de Alvalade Sado – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Património

Concluídas obras no centro de Alvalade Sado

Obras no valor de 800 mil euros.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Com um novo rosto, assim se apresenta o centro histórico de Alvalade, depois de concluída a requalificação que a Câmara Municipal de Santiago do Cacém realizou naquela Freguesia, uma intervenção orçada em mais de 800 mil euros, que privilegiou a humanização dos espaços dando prioridade à circulação de peões.

” Obras no valor de 800 mil euros “

O Presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, afirmou que esta é uma obra que “consideramos fundamental para a Freguesia de Alvalade, pela sua história e património. O seu centro histórico necessitava desta intervenção de mobilidade, regeneração e requalificação urbana. Um investimento que consideramos absolutamente estruturante para o desenvolvimento da Freguesia, para quem lá vive e para quem a visita.”

O Autarca salientou que a intervenção “foi complexa”, implicou responder ao nível da rede de águas, de pluviais e de esgotos, acrescendo o facto de ter sido “levada a cabo num quadro de pandemia que, em alguns momentos, condicionou o normal decorrer dos trabalhos.” Foi também uma obra que necessitou de acompanhamento arqueológico, tendo sido encontrados vários vestígios que foram precisos escavar.

“Considero que, uma requalificação com estas características estar concluída no período de um ano não representa um prazo demasiado extenso.” Entretanto, “foi já realizada uma vistoria e há pequenos aspetos a corrigir, mas está tudo pronto para abrir, a partir de dia 25, toda aquela zona ao trânsito”, afirma Álvaro Beijinha. Com a requalificação foram introduzidas algumas alterações à circulação do trânsito na Praça D. Manuel I e na Rua de S. Pedro que passa a ter sentido único.

A intervenção contemplou a Praça D. Manuel I, a Rua 31 de Maio de 1834, a Rua Duque da Terceira, a Rua de S. Pedro, a Rua e o Largo 25 de Abril, dando prioridade à circulação de peões, colocação de mobiliário urbano, criação de zonas de esplanada na Praça D. Manuel I, reestruturação do estacionamento e circulação automóvel, plantação de árvores, pavimentação e a colocação de sinalização rodoviária.

A operação “Requalificação do Espaço Público da Praça D. Manuel I e Zonas Envolventes -” tem um investimento elegível de 804.352,19 euros, cofinanciado à taxa de 85% no âmbito do programa operacional Alentejo 2020 / Portugal 2020, com fundos FEDER / União Europeia, o que se traduz numa contribuição comunitária de 683.699,36 euros.

Artes

 Escavações arqueológicas revelam 14 capelas do antigo Mosteiro de Santa Mónica, em Évora.

Trabalhos decorrem na EB1 de São Mamede.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

 Escavações arqueológicas

“Trabalhos na EB1 de São Mamede revelam 14 capelas do antigo Mosteiro de Santa Mónica”

As obras na Escola EB1 de São Mamede, sedeada no antigo Mosteiro de Santa Mónica, que decorrem desde 2018, permitiram colocar a descoberto no denominado “pátio intermédio” da escola e junto ao muro que separa este espaço da “Quinta de Santa Mónica”, a Este, uma estrutura longitudinal com uma dimensão aproximada de 20m de extensão e 2,5m de largura.

O seu interior é formado por um conjunto de 14 espaços, de dimensões praticamente homogéneas, tendo cada um deles a mesma organização espacial.

Este conjunto está associado a uma função religiosa, mais concretamente aos chamados “Passos da Via Sacra”, constituindo-se por 14 capelas, tendo cada uma um pequeno altar, onde estaria representada cada uma das etapas da Paixão de Cristo. 

Apesar de ser comum nos mosteiros a existência destes compartimentos, não se conhece qualquer registo de em Évora existir algum exemplar semelhante, resultando, assim, numa das mais importantes descobertas do género em contextos monásticos na cidade.

Concluídos os trabalhos arqueológicos que permitiram este achado e tendo sido realizado o levantamento fotogramétrico das estruturas, torna-se possível uma nova leitura do desaparecido mosteiro. 

A intervenção levada a cabo nesta escola básica contempla um conjunto de obras tendo em vista dotá-la de melhores condições de utilização para alunos, corpo docente e pessoal auxiliar, nomeadamente, através da requalificação e ampliação no espaço do antigo claustro e pátio intermédio.

Tal como definido na legislação em vigor, as obras têm sido realizadas com o devido acompanhamento arqueológico, assegurado pelos técnicos municipais.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!