Siga-nos

Autarquias

Concelho com mais casos de COVID-19 no Alentejo distribui 11.400 máscaras

O Município já havia distribuído, na última semana, máscaras de proteção pelos estabelecimentos comerciais que se mantêm abertos ao público, bem como pelas forças de segurança.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Começaram a ser distribuídos, na terça-feira, os kits com máscaras de proteção disponibilizados pela Câmara Municipal de Moura. 

“Câmara de Moura distribui 11.400 máscaras pela população”.

No total são 11.400 máscaras, repartidas por 5.700 kits, que chegarão às residências de todos os Munícipes nos próximos dias. 

O Município já havia distribuído, na última semana, máscaras de proteção pelos estabelecimentos comerciais que se mantêm abertos ao público, bem como pelas forças de segurança (PSP, GNR e Bombeiros). 

Refira-se que esta iniciativa apenas foi possível de concretizar, graças à chegada das encomendas realizadas pela Câmara Municipal de Moura e às inúmeras doações de entidades e pessoas a título individual. 

Também o Movimento Moura Solidária, do qual a Universidade Sénior de Moura faz parte, reuniu uma equipa de voluntárias que se encontra a produzir máscaras.

Até ao momento foram entregues no Serviço Municipal de Proteção Civil 5.000 unidades. 

Os kits, compostos por duas máscaras, são uma ferramenta de saúde pública destinadas a quem tem de fazer as suas compras, ir à farmácia, deslocar-se a uma instituição bancária ou ao trabalho.

Autarquias

Aljustrel vai contestar inclusão na lista dos concelhos de risco elevado.

Autarquia diz que foi levado em conta número errado de habitantes

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Município vai contestar inclusão

“Autarquia diz que foi levado em conta número errado de habitantes”

O Município de Aljustrel, com base nos critérios decretados pelo Conselho de Ministros, passou a integrar a lista dos concelhos considerados de risco elevado no âmbito da pandemia Covid-19.

Segundo a autarquia “… o Governo, se baseia na última estimativa efetuada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), em 2019, e não no número de habitantes que está referenciado no último Censos.

Este critério não tem ainda em conta, por exemplo, o número de inscritos no Centro de Saúde de Aljustrel, que, neste caso, é superior [9333 utentes].”

E adianta, “Assim, tendo por base a última estimativa do INE de 2019, a fórmula baseou-se na seguinte equação: 20 (número de casos nos últimos 14 dias) ÷ 8247 ( população residente estimada em 2019) = 0,00242512x 100.000 = 242, 51 (240/100.000 é o número limite).

O Município de Aljustrel, embora neste momento de pandemia queira sempre fazer parte da solução e estar inteiramente disponível para colaborar com todas as autoridades e entidades, vai “contestar o critério adotado, por entender que o Concelho sai penalizado, nomeadamente em termos económicos e sociais, e porque estes números não refletem a realidade deste território, com características particulares, nomeadamente no que diz respeito ao número de população atual, fruto da forte atividade industrial e agrícola.”

Continuar a ler

error: Content is protected !!