Siga-nos

Autarquias

Concelho com mais casos de COVID-19 no Alentejo distribui 11.400 máscaras

O Município já havia distribuído, na última semana, máscaras de proteção pelos estabelecimentos comerciais que se mantêm abertos ao público, bem como pelas forças de segurança.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Começaram a ser distribuídos, na terça-feira, os kits com máscaras de proteção disponibilizados pela Câmara Municipal de Moura. 

“Câmara de Moura distribui 11.400 máscaras pela população”.

No total são 11.400 máscaras, repartidas por 5.700 kits, que chegarão às residências de todos os Munícipes nos próximos dias. 

O Município já havia distribuído, na última semana, máscaras de proteção pelos estabelecimentos comerciais que se mantêm abertos ao público, bem como pelas forças de segurança (PSP, GNR e Bombeiros). 

Refira-se que esta iniciativa apenas foi possível de concretizar, graças à chegada das encomendas realizadas pela Câmara Municipal de Moura e às inúmeras doações de entidades e pessoas a título individual. 

Também o Movimento Moura Solidária, do qual a Universidade Sénior de Moura faz parte, reuniu uma equipa de voluntárias que se encontra a produzir máscaras.

Até ao momento foram entregues no Serviço Municipal de Proteção Civil 5.000 unidades. 

Os kits, compostos por duas máscaras, são uma ferramenta de saúde pública destinadas a quem tem de fazer as suas compras, ir à farmácia, deslocar-se a uma instituição bancária ou ao trabalho.

Autarquias

Câmara de Évora quer fazer terminal para receber turistas no Rossio de S.Brás.

Obra tem um custo superior a 938 mil € e quer reduzir a entrada de viaturas no Centro Histórico.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Interface Modal do Rossio

“Autarquia pretende reduzir a entrada de viaturas no Centro Histórico”

O projecto da Câmara de Évora visa ocupar cerca de 1/4 do Rossio de S.Brás.

Pretende-se construir uma estrutura para receber  e fazer o reencaminhamento de turistas que visitam Évora.

O projecto entre outros pontos pretende reduzir o acesso de viaturas ao Centro Histórico de Évora.

A obra, segundo a autarquia, não coloca em causa a realização de Feiras e Mercados assim como o estacionamento no Rossio.

Um dos benefícios apresentados é combater o abandono do espaço.

Por várias vezes é referido que  este Interface não coloca em causa a remodelação geral do Rossio de S.Brás que continua sem qualquer projecto em cima da mesa.

O documento, datado de 24 de junho de 2020, a que a TDS teve acesso, é assinado pelo Arquitecto Paulo Esperança, responsável da divisão de Ordenamento e Requalificação Urbana da CME.

Trata-se de um ante-projeto que ainda terá que receber a votação dos eleitos.

Continuar a ler

Copyright © 2020 TDS - Rádio e Televisão do Sul | redação: info@televisaodosul.pt 266702926 |Comercial: dialogohabil@gmail.com Publicidade site | rádio: 917278022

error: Content is protected !!