Siga-nos

Educação

Ciência da Universidade de Évora reconhecida como excelente

Com mais de 180 investigadores, o MED é uma Unidade recém-formada dedicada à Agricultura e ao Ambiente no Mediterrâneo que resulta da fusão entre o ICAAM (Universidade de Évora), Cebal (Beja), Cibio – Pólo de Évora e MeditBio (Universidade do Algarve).

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Oito das dezoito Unidades de Investigação integradas por equipas da Universidade de Évora (UÉvora), duas das quais lideradas pela instituição, classificadas com “Excelente” pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT).

Com nota máxima, o MED – Instituto Mediterrâneo para a Agricultura, Ambiente e Desenvolvimento e o Laboratório HERCULES – Herança Cultural, Estudos e Salvaguarda vão receber um financiamento de aproximadamente 5 M€ para os próximos cinco anos para implementar os seus programas de investigação, nas áreas dos Estudos Mediterrânicos e das Ciências do Património, áreas- âncora da Universidade de Évora.

O relatório da Avaliação das Unidades de I&D da FCT reconhece assim a qualidade da investigação da UÉvora, resultando num financiamento global de 35 000 M€ atribuído às 18 Unidades de I&D lideradas ou integradas pela UÉvora, onde se incluem, ainda, quatro com classificação de “Muito Bom” e cinco com “Bom”.

Com apenas uma década e mais de 60 investigadores em atividade, o HERCULES manteve a classificação de “Excelente” tendo sido considerado pelo Painel de Avaliação como “uma infraestrutura de investigação única em Portugal e um marco na Europa”.

Na avaliação do MED é valorizada “a reflexão altamente sofisticada do conceito “Mediterrâneo” e a forte ligação entre a investigação e a prática, respondendo a questões formuladas por agricultores e empresas agro-alimentares. É nesta perspetiva que o Painel de avaliação desafia o MED a consolidar-se como uma referência nacional e internacional no campo da interface entre Sociedade e Ciência, no âmbito dos Estudos Mediterrânicos.

Com mais de 180 investigadores, o MED é uma Unidade recém-formada dedicada à Agricultura e ao Ambiente no Mediterrâneo que resulta da fusão entre o ICAAM (Universidade de Évora), Cebal (Beja), Cibio – Pólo de Évora e MeditBio (Universidade do Algarve). Será a única unidade de investigação na integração entre agricultura, alimentação, desenvolvimento rural e ambiente no Sul do País, reforçando-se a capacidade de produzir conhecimento integrado, com maior impacte societal.

Estes resultados são, para Ana Costa Freitas, Reitora da Universidade de Évora, “o reconhecimento do elevado nível da Ciência que se faz na UÉvora, fruto do trabalho que tem sido desenvolvido no sentido de capacitar estrategicamente a instituição em áreas que respondem simultaneamente às políticas de Investigação e Inovação (I&I) ao nível supra nacional e à estratégia de especialização inteligente, com forte enfoque nas especificidades do Alentejo”. A recente “criação do MED e a coordenação da ERIHS.PT- Plataforma Portuguesa da Infraestrutura Europeia de Investigação em Ciências do Património, demonstram o importante trabalho desenvolvido nestas áreas”.

Educação

Jovem de 16 anos agredida na escola de Campo Maior foi transferida para Lisboa

Pontapés na cara, por parte de colega, provocaram lesões com gravidade

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

A aluna terá sido agredida com vários pontapés por parte de um colega na Escola Secundária de Campo Maior.

As agressões aconteceram dentro da sala de aula com a jovem a ser ponteada no próprio rosto.

Os violentos pontapés terão provocado a fratura da cana do nariz assim como ferimentos numa das vistas. A estudante, na Escola Secundária de Campo Maior, foi transportada para o Hospital de Campo Maior tendo sido posteriormente transportada para o Hospital de Santa Maria em Lisboa.

A jovem terá hoje uma consulta de cirurgia plástica.

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Novembro 2019
S T Q Q S S D
« Out    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul